180 anos de Machado de Assis

 

 

          Joaquim Maria Machado de Assis nasceu no dia 21 de junho de 1839, no Rio de Janeiro, e foi um dos maiores nome da literatura do Brasil. Autor de obras clássicas como ‘Dom Casmurro’ e ‘Memórias póstumas de Brás Cubas’, Machado de Assis transitou entre diversos gêneros literários, da poesia ao jornalismo, passando pelo romance e pela crítica literária.

          Para comemorar a data citamos um dos trechos mais consagrados da obra ‘Dom Casmurro’:
"[...] Tinha-me lembrado a definição que José Dias dera deles, 'olhos de cigana oblíqua e dissimulada.' Eu não sabia o que era oblíqua, mas dissimulada sabia, e queria ver se podiam chamar assim. Capitu deixou-se fitar e examinar. Só me perguntava o que era, se nunca os vira; eu nada achei extraordinário; a cor e a doçura eram minhas conhecidas. A demora da contemplação creio que lhe deu outra ideia do meu intento; imaginou que era um pretexto para mirá-los mais de perto, com os meus olhos longos, constantes, enfiados neles, e a isto atribuo que entrassem a ficar crescidos, crescidos e sombrios, com tal expressão que...

         Retórica dos namorados, dá-me uma comparação exata e poética para dizer o que foram aqueles olhos de Capitu. Não me acode imagem capaz de dizer, sem quebra da dignidade do estilo, o que eles foram e me fizeram. Olhos de ressaca? Vá, de ressaca. É o que me dá ideia daquela feição nova. Traziam não sei que fluido misterioso e enérgico, uma força que arrastava para dentro, como a vaga que se retira da praia, nos dias de ressaca. Para não ser arrastado, agarrei-me às outras partes vizinhas, às orelhas, aos braços, aos cabelos espalhados pelos ombros; mas tão depressa buscava as pupilas, a onda que saía delas vinha crescendo, cava e escura, ameaçando envolver-me, puxar-me e tragar-me. Quantos minutos gastamos naquele jogo? Só os relógios do Céu terão marcado esse tempo infinito e breve. [...]"

Por Tassia Verissimo. Fonte, clique aqui.

@Gustavo Barberá - 22/06/2019.

Um comentário:

  1. Que post mais bacana, Gustavo!
    Adorei a homenagem a este grande escritor
    Bjs
    Claudia

    ResponderExcluir