Hoje venho com uma sugestão de leitura para quem curte histórias de vampiros. A obra se chama "A sociedade do S". Vamos conferir sua sinopse?

Sinopse: A Sociedade do S é uma intrigante história de suspense, envolvendo misteriosos assassinatos, vampiros com o dom da invisibilidade, pesquisa genética, além de causas ambientais e dramas familiares. E neste cenário conturbado, Ariella Montero fará de tudo para descobrir o que aconteceu com sua mãe, que desapareceu logo após seu nascimento, as verdades obscuras de sua vida e qual seu verdadeiro lugar no mundo.

         A sociedade do S é o primeiro volume de uma trilogia denominada Ethical Vampire Novel. O segundo livro se chama “O ano dos desaparecimentos” e o terceiro, “The season of Risks “(ainda não lançado no Brasil).

         Gostaram da dica? Já conheciam o livro? Gostariam de ler? Deixe logo abaixo sua opinião nos comentários. Até a próxima.


@Gustavo Barberá - 19/08/2019.




          Hoje venho com um post especial. É um projeto de uma página de leitura que participo no Facebook, chamado Interative-se, organizado pela nossa querida e estimada Lunna Guedes. Entre as atividades de interação que lá possui, uma vez por mês ela lança um tema de blogagem coletiva para quem desejar participar. A desse mês me chamou muito a atenção, pois o tema é "Os livros que eu tenho em minha estante"





A minha estante está repleta de títulos maravilhosos e que me deixa bem feliz em tê-los e que não conseguirei me desfazer. Irei falar por partes e não dará para colocar tudo, pois é muito livro. Irei começar com a editora que é a menina dos meu olhos, uma paixão incondicional, desde que a conheci, tanto que foi a foto de abertura desse post. Falo da Darkside books. Seus livros me fascinam, mas pelo seu alto custo, meu acervo ainda é muito pequeno, compro conforme posso, mas já li quase tudo o que já tenho. Agora com um grupo de leitura que administro junto da Fernanda do blog "Conduta literária", da Amanda do blog "Sobre a leitura" e da Ana Claudia do blog "Café com leitura", que é exclusivamente para as leituras e discussão de obras da Darkside no intagram, chamada "Darkside Readers Team" (clique no nome do grupo para conhecer), estou aos poucos ampliando minha estante com mais obras dessa magnífica editora, espero ter muita coisa dela em pouco tempo.

Dentre os selos que a Darkside possui, estou doente em ter todos do selo "Crime Scene", que possui obras sobre serial killers e isso me fascina demais, são histórias de tirar o fôlego de qualquer um, seja ele em HQ, Grafic Novel ou em texto (o que prefiro). E não posso dizer que essas obras são lindas, a Darkside sabe fazer uma obra com excelente conteúdo e capas ilustrações e design perfeitos. Não tem como se colocar defeito.



A editora também nos trouxe celebridades do cinema e literatura nacional e internacional como Alfred Hitchcock, Zé do Caixão, Bram Stocker, Edgar Allan Poe, entre outros e também grandes produções do cinema como "A hora do pesadelo", "Sexta feira 13", "Psicose", "De volta para o futuro", "Amityville" e por aí vai. Além de ter selos com outros tipos de leitura que não seja apenas terror. Poderia ficar aqui horas falando da Darkside e não seria o suficiente para expressar o meu amor por ela. 

Não sei se notaram essas caixinhas do lado direito da foto. São livros de um clube de leitura que participo, chamado "TAG curadoria". Eu assino desde ano passado e estou gostando muito, mas como estou com meu tempo muito tomado com leituras de parcerias e agora do grupo que estou administrando, elas estão acumulando em minha estante, portanto irei com essa assinatura até o final do ano, depois irei cancelar até eu conseguir poder a voltar com essas leituras. De nada adianta ficar juntando esses lindos livros e não conseguir ler. Assim que ler esses que eu tenho, voltarei a assinar.



Nem sempre que olho na minha estante, vem lembranças alegres. Há momentos de tristeza. Falo isso quando vejo meus livros da Editora Arqueiro, outra editora que possuo um carinho tão grande e estava recebendo seus livros por meio de uma parceria extra oficial, mas não sei por qual motivo, não consegui fechar parceria com eles em 2019, assim como a Darkside. Confesso que fiquei muito triste por um bom tempo, mas já passou, paciência. Torço para que abram ano que vem novamente e eu consiga. Bem, vou parar por aqui porque não quero estragar meu domingo.



E quem não tem aqueles livros parados na sua estante por um bom tempo, que atire a primeira pedra. Por isso que resolvi dar uma paradinha com compras todo mês (e está sendo difícil de segurar, mas dei uma boa melhorada), pois calculei aqui esses dias que tenho de 3 a 4 anos de leituras tranquilas sem precisar comprar um único livro. Quero demais ler a série "As crônicas de gelo e fogo" e "As peças infernais". Preciso ver como farei isso, estou pensando como inseri-los em minha lista a partir do ano que vem.



Como curto livros de fantasia. Eles me transportam a um mundo repleto de aventuras e emoções que não se consegue expressar. Possuo alguns títulos que já viraram adaptações para o cinema e outros que mereciam tal oportunidade. Possuo uma parte em minha estante reservada somente para esse mundo repleto de magos, bruxas, dragões e missões em terras mágicas. É muito bom olhar para essa prateleira e saber que a qualquer momento eu posso me teletransportar para essas terras e me juntar a seus personagens. E tem uns que desejo logo poder estar relendo, pois suas histórias são incríveis!!!




E a minha estante não tem apenas o meu nicho de leitura que além de fantasia também é terror, suspense, thriller, romance policial, investigação, sci fi, ficção científica e mistério. Aqui tem prateleiras com um pouco de tudo. Confesso que romance e romance de época estão perdidos por aí, pois são pouquíssimos que possuo, mas tenho e isso tá valendo. Além de obras de parceria com as editoras Novo Conceito e Presságio que me alegram e deram uma cor especial em 2019.




Nossa, essa postagem ficou gigantesca, então finalizo com as obras do mestre do terror e suspense Stephen King. Tenho poucas obras dele pelo alto custo que elas possuem. Mas espero um dia ter pelo menos as obras que desejo e já ficarei muito feliz (Que são 90% de tudo que ele escreveu, aff....). Mas devagar chego lá, quem sabe não ganho na mega sena até lá.



 




          Bom pessoal, espero que tenham gostado desse post, desculpem pelo tamanho da postagem, mas não teve como reduzir. Eu me segurei ao máximo e teria muita coisa ainda para mostrar, mas fica para uma parte 2. Até uma próxima blogagem coletiva.


@Gustavo Barberá - 18/08/2019.




         Hoje venho com uma dica de leituras que você conclui em apenas um dia. São livros que te envolve tanto na história, que você não consegue deixar o restante para outro dia. São obras curtas, mas com narrativas maravilhosas. Irei citar os nomes e seus respectivos autores, seguindo a ordem de cima para baixo, conforme está na foto.


"Danilo e o evento de anime" - Anderson Assis: Essa é uma história sobre a paixão pelo Just Dance.
O amor pelo Cosplay.
Um mundo de tribos e costumes.
E acima de tudo...
Uma história sobre amizade e diversão!

Apaixonado por anime e mangá, mas principalmente amante inveterado do jogo Just Dance, Danilo não consegue acreditar, quando recebe um panfleto na porta da escola, e percebe que terá finalmente a oportunidade de ir a um evento de anime. Ávido por cada detalhe, ele pesquisa cada atração e atividade e se vê esperando ansiosamente pelo grande dia. 





"O médico e o monstro" - Robert Louis Stevenson: Escrito quando o autor tinha trinta e cinco anos de idade, em 1885, o romance foi um sucesso imediato de público e inseriu Robert Louis Stevenson no grupo seleto dos grandes escritores da literatura universal. Ao narrar as experiências de um médico que, numa “noite maldita”, tomou uma poção fumegante de coloração avermelhada e descobriu “a dualidade absoluta e primordial do homem”, o autor escocês criou uma história de suspense e horror, em que o perigo iminente não está do lado de fora, mas do lado de dentro, na parte obscura da alma. Esta edição, além de uma introdução de Robert Mighall, Ph.D. em ficção gótica e ciência médico-legal vitoriana na Universidade de Wales, conta com um prefácio do escritor Luiz Alfredo Garcia-Roza, que define o romance como “um dos mais perfeitos e provavelmente o mais famoso romance de mistério da literatura de língua inglesa”.
 


 


"Ferrão de escorpião" - Soraya Abuchaim: Quatro histórias reunidas em torno do mesmo desejo: vingança. Em Ferrão do Escorpião, Soraya Abuchaim escolheu protagonistas que, tais quais escorpiões, ao se sentirem acuadas não hesitaram em paralisar seus agressores quando tiveram a chance. Do terror psicológico ao sobrenatural, as histórias mostram que o limite humano nunca deve ser ultrapassado.













"Ponte para Terabítia"  -  Katherine Paterson: Na volta às aulas, Jess conhece uma aluna nova: Leslie. Os dois tornam-se grandes amigos e criam um reino imaginário, chamado Terabítia, onde estão protegidos das ameaças da vida cotidiana. Até que um dia, uma fatalidade os separa.
















 

"#Acredite" - Eliane Quintela: Existe um mundo mágico, mas seu povo é dividido de acordo com seus poderes. Braites são mágicos mais poderosos e dominam a energia da transformação. Lalulis conseguem fazer apenas as magias simples. Os Braites mantêm sua magia forte, pois cultivam a leveza, a harmonia e a alegria, já os Lalulis não são capazes de aumentar seu poder de magia, pois são pessimistas por natureza e preferem se deixar dominar por sentimentos pesados a serem fúteis como os Braites.

Nesse mundo dividido, Pamela, uma jovem braite, se apaixona por Raul, um Laluli. Porém, os dois acreditam que o amor é uma força poderosa e estão dispostos a desafiar a ordem das coisas ficando juntos.

O casal é submetido a duras provações que desafiam a força do amor e a crença que separa aquele mundo. Um livro que tem a força dos contos de fadas e nos inspira a acreditar em nós mesmos e na vida que nos cerca.





"A revolução dos bichos" - George Orwell: Escrita em plena Segunda Guerra Mundial e publicada em 1945 depois de ter sido rejeitada por várias editoras, essa pequena narrativa causou desconforto ao satirizar ferozmente a ditadura stalinista numa época em que os soviéticos ainda eram aliados do Ocidente na luta contra o eixo nazifascista. De fato, são claras as referências: o despótico Napoleão seria Stálin, o banido Bola-de-Neve seria Trotsky, e os eventos políticos - expurgos, instituição de um estado policial, deturpação tendenciosa da História - mimetizam os que estavam em curso na União Soviética. Com o acirramento da Guerra Fria, as mesmas razões que causaram constrangimento na época de sua publicação levaram A revolução dos bichos a ser amplamente usada pelo Ocidente nas décadas seguintes como arma ideológica contra o comunismo. O próprio Orwell, adepto do socialismo e inimigo de qualquer forma de manipulação política, sentiu-se incomodado com a utilização de sua fábula como panfleto. Depois das profundas transformações políticas que mudaram a fisionomia do planeta nas últimas décadas, a pequena obra-prima de Orwell pode ser vista sem o viés ideológico reducionista. Mais de sessenta anos depois de escrita, ela mantém o viço e o brilho de uma alegoria perene sobre as fraquezas humanas que levam à corrosão dos grandes projetos de revolução política.

 
 

"Compaixão: como conceito de totalidade" - Fernando Moraes: Nesta obra, Fernando Moraes nos faz pensar a compaixão dentro de um conceito totalizante, que navega pelo nosso cotidiano e não somente dentro dos contextos que a exigem. Com uma abordagem simples dentro de uma perspectiva social, ele trata com cuidado a compaixão, transitando pela cidadania, pela convivência social e pela vivência das pessoas, e, fundamentalmente, mostrando como ela nos absorve, sem muitas vezes termos consciência disso.

Muito se fala nas rodas das ciências humanas sobre resiliência, alteridade, empatia, altruísmo, sentimento de compaixão, pertença, solidariedade e tantos outros conceitos, e em como buscamos reconhecer o outro, aquele diferente de nós, aquele que muitas vezes é o nosso inferno, mas que também nos faz inferno de alguém.

Para Fernando Moraes a compaixão é a consciência permanente de que existe o outro. E solidariedade é o efeito natural de identificar o outro por essa consciência e dar vida a essa relação. Sendo assim, uma não existe sem a outra. Entretanto, mesmo tendo essa condição indissociável, costumeiramente tentamos estabelecer interlúdios.


          Se interessaram ou já leram algum desses títulos acima? Comente logo abaixo. Até mais pessoal.


@Gustavo Barberá - 17/08/2019. 





             Venho hoje lhes indicar uma leitura que realizei ano passado e gostei demais. O livro é "Contagem regressiva", de Ken Follett, lançado pela Editora Arqueiro. Vamos conferir a sinopse dessa super história?

Sinopse: Certa manhã, um homem acorda no chão de uma estação de trem, sem saber como foi parar ali. Não faz ideia de onde mora nem o que faz para viver. Não lembra sequer o próprio nome. Quando se convence de que é um morador de rua que sofre de alcoolismo, uma matéria no jornal sobre o lançamento de um satélite chama sua atenção e o faz desconfiar de que sua situação não é o que parece. 

             O ano é 1958 e os Estados Unidos estão prestes a lançar seu primeiro satélite, numa tentativa desesperada de se equiparar à União Soviética, com seu Sputnik, e recuperar a liderança na corrida espacial. À medida que Luke remonta a história da própria vida e junta as peças do que está por trás de sua amnésia, percebe que seu destino está ligado ao foguete que será disparado dali a algumas horas em Cabo Canaveral. 

              Ao mesmo tempo, descobre segredos muito bem guardados sobre sua esposa, seu melhor amigo e a mulher que ele um dia amou mais que tudo. Em meio a mentiras, traição e a ameaça real de controle da mente, Luke precisa correr contra o tempo para conter a onda de destruição que se aproxima a cada segundo.


           Gente, esse escritor escreve muito bem, recomendo essa obra para todos, vale muito a pena conferir. Se você já leu ou quem deseja ler, deixe seu comentário logo abaixo falando se gostou ou não. Até mais pessoal e boa leitura!!!


@Gustavo Barberá -  16/08/2019.



          Hoje venho trazer uma sugestão de leitura para os fãs de uma boahistória policial. Trata-se da obra "Volta para casa", de Harlan Coben. Confira a sinopse:


Sinopse: Dez anos atrás, dois meninos de 6 anos foram sequestrados enquanto brincavam na casa de um deles, uma mansão em um bairro elegante de Nova Jersey. Mas, após o pedido de resgate, as famílias nunca mais tiveram notícias dos sequestradores nem de seus filhos. Agora, Myron Bolitar e seu amigo Win acreditam ter localizado um deles, o adolescente Patrick, e farão de tudo para resgatá-lo e obter as respostas pelas quais todos anseiam: o que aconteceu no dia em que foram raptados? Onde ele esteve durante todo esse tempo? E, o mais importante, onde está Rhys, seu amigo ainda desaparecido? 

       Após cinco anos sem escrever nenhum livro da série Myron Bolitar, Harlan Coben brinda os leitores com Volta para casa, um suspense explosivo, como só o seu talento pode criar. Um thriller profundamente comovente sobre amizade, família e o verdadeiro significado de lar.

       Realizei essa leitura ano passado e gostei demais. Quem ainda não teve a oportunidade de ler, não sabe o que está perdendo. 

       Gostou da sugestão? Já conhecia ou leu essa obra? Deixe seus comentários logo abaixo.



@Gustavo Barberá - 15/08/2019.



Killer Clown Profile: Retrato de um Assassino

 

          O palhaço Pennywise, de It: A Coisa, é apenas uma ficção macabra perto de Pogo, o alter ego de John Wayne Gacy. Cidadão modelo. Empresário de sucesso. Voluntário do hospital. Um dos assassinos em série mais sádicos de todos os tempos. Poucas pessoas podiam ver o monstro cruel sob a maquiagem colorida de palhaço que Gacy usava para entreter as crianças. Poucas pessoas podiam imaginar o que estava enterrado em sua casa de horrores. Quando um adolescente desapareceu pouco antes do Natal de 1978, Gacy foi detido e uma equipe de investigadores foi enviada até sua casa com um mandado de busca. Enquanto vasculhavam o local procurando por pistas, toparam com indícios cada vez mais comprometedores e sinistros. O promotor do caso, Terry Sullivan, começava então a maior caçada de sua carreira.

          Sullivan reconstruiu a investigação — de registros de violência no passado de Gacy à horrível descoberta de mais de trinta vítimas atribuídas ao assassino e ao chocante relato de testemunhas oculares — para levar o leitor ao centro de um julgamento e seus desdobramentos. 

         A história de Gacy veio à tona e perturbou profundamente os moradores de Chicago. Como confiar novamente nas figuras que os rodeavam? O julgamento foi repleto de depoimentos e conjecturas obscenas da defesa, mas terminou com Gacy condenado à morte. Ele aguardou a execução de sua sentença por catorze anos, e usou seu período de isolamento para pintar diversos quadros (palhaços, autorretratos, figuras religiosas e bastante polêmicas), muitos dos quais foram vendidos — outros tantos queimados.

         Poucos anos depois da condenação de Gacy, as pessoas viriam a se assustar novamente com palhaços, mas dessa vez na ficção: Stephen King lançou It: A Coisa em setembro de 1986, deixando para sempre a imagem perturbadora do palhaço Pennywise na mente de todos. Apesar de nunca ter confirmado a inspiração, os fãs do escritor de coração assombrado relacionam a origem do personagem com o visual de Gacy. E para quem sofre de coulrofobia, meio sorriso distorcido pela maquiagem excessiva já basta para causar pesadelos.  

        Portanto,  "Killer Clown Profile: Retrato de um Assassino" não pode faltar na estante dos darksiders. A Coleção Profile, da linha Crime Scene®, já publicou Ted Bundy: Um Estranho ao Meu Lado e BTK Profile: Máscara da Maldade, obras completas para quem quer investigar a mente dos psicopatas. O trabalho de Terry Sullivan e seu coautor, Peter T. Maiken, revelam os detalhes do caso de Gacy com uma narrativa envolvente e informativa que os verdadeiros fãs de true crime apreciam. 

 

@Gustavo Barberá - 14/08/2019.