Resenha do livro "Vox"





Título original: Vox
Autora: Christina Dalcher
Ano: 2018
Editora: Arqueiro
Páginas: 320
Onde comprar: Amazon

Qual seria sua reação de repente, por ordens governamentais, você tivesse que implantar um contador de palavras em seu pulso, onde lhe daria o limite de falar cem palavras por dia? É algo aterrorizador, não? Isso é o que se passa em Vox, uma distopia, onde as mulheres são submetidas a esse sistema descrito acima.

        A história se passa em um regime governamental ao qual impõe que as mulheres usem contadores e falem um limite de cem palavras diárias. Se ultrapassarem disso, algo muito desagradável acontece com elas. E com essa regra imposta, as mulheres foram aos poucos deixando o mercado de trabalho, sendo aptas apenas para cuidar do lar. As meninas deixaram as salas de aula onde passaram a frequentar oficinas de costura e outros cursos direcionados ao lar. E os meninos eram treinados de forma a se tornarem apoiadores desse sistema, que podemos dizer que é hediondo. Isso revolta a Dra.Jean McClellan, uma psicóloga e pesquisadora de doenças relacionadas ao sistema nervoso que sofre muito pelos três filhos e pela filha, vítimas desse governo.  







        Narrado em primeira pessoa, pela própria Jean, o livro traz um enredo que se distorce no meio da narração e toma outro rumo completamente diferente do que se trata a história no início o qual não me agradou muito, pois a problemática inicial que o livro trouxe, desaparece, voltando levemente no epílogo. 



"Agora as coisas são assim: temos uma cota de cem palavras por dia".



        Vários personagens secundários tomam parte da trama, onde ao meu ponto de vista, alguns eram desnecessários, deixa a história um pouco tumultuada, dando a impressão que não chegaremos a uma conclusão da trama. Para quem é do ramo de pesquisa e da Ciência, como eu sou, até que a segunda metade da história foi interessante, mas quem não é, terá um pouco de dificuldades com alguns termos técnicos e procedimentos realizados no decorrer da narração. Outro fato desnecessário foi a presença de um romance que surge no meio disso tudo.





        Apesar dessas observações, há temas polêmicos, como a humilhação feminina, a presença do adultério, machismo, relacionamento LGBTQIA e  corrupção no poder, que nos faz refletir sobre os mesmos e o que me preocupa disso tudo é o fato dessa distopia ser possível de poder se concretizar em nossa realidade.



"Você precisa colocar isso na cabeça, Jean. Vocês mulheres, não são confiáveis".



        Muitos dilemas e conflitos estão em Vox, que surpreenderá o leitor, se deseja saber mais, não deixe de ler essa trama que o fará agradecer em poder usar as palavras livremente, sem a necessidade de controlá-las na sua quantidade. A tradução foi de Alves Calado.


@Gustavo Barberá – 18/01/2019.

46 comentários:

  1. Olá!!

    Tenho visto falar tanto desse livro e como gosto muito do estilo, estou doida para ler.
    Gostei de saber sua opinião, só fiquei um pouco receosa com esses termos técnicos. Isso me traz algumas dificuldades em uma leitura.

    Abraços,
    Fernanda

    ResponderExcluir
  2. Esse livro esta entre minhas proximas leituras...Estava com grandes expectativas, mas, sua resenha e outras que li estão me deixando desanamida! Vou ler depois te conto.
    Abraços

    ResponderExcluir
  3. A proposta inicial me pareceu interessante, mas no decorrer da resenha minha empolgação passou, a trama foi ficando confusa e os termos técnicos também tornam tudo mais complexo.

    ResponderExcluir
  4. Eu confesso que não esperava muito do livro, te juro! Mas quando conheci seu post lá no Instagram, tive que passar aqui para saber ainda mais dessa história que possui temas tão recentes e reflexivos! Parabéns pelo lindo trabalho!

    ResponderExcluir
  5. Esse é um livro que a cada resenha que leio mais vontade tenho de conferir o enredo! Gostei como pontuou todos os temas presentes no livro, o que atiçou ainda mais minha curiosidade por ele. Parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir
  6. Oi Gustavo
    Vi este livro, mas não conhecia a sinopse. Achei bem diferente e interessante!
    Adorei seu post e já coloquei na minha lista
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Eu já ouvi falar sobre esse livro e confesso que me deu vontade de ler! Parece bom!

    ResponderExcluir
  8. OMG não acreditooooo! Vou ler este livro no próximo mês! Confesso que a sua opinião me fez ficar ainda mais curiosa :o Espero um livro que se assemelhe muito ao Conto da Aia, mas pelo que disse parece que não se foca tanto assim nessa sociedade distópica.

    Beijinhos, Brenda
    http://momentosdeataraxia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Eu ouvi falar deste livro e já li algumas resenhas! A história parece ser surpreendente e dar aquela agonia tbm.Muito boa a indicação, já quero muito ler.

    ResponderExcluir
  10. Eu não conhecia este livro, mas depois que vi aqui no seu blog, dei uma olhada e percebi que ele está bem falado por aí. Obrigada por me colocar a par de mais um livro.

    ResponderExcluir
  11. Adorei saber a sua opinião sobre este livro que tanto oiço falar!

    Parece sem dúvida sem um livro que todos deveríamos ler.

    Como é costume fez uma excelente review.

    Beijinhos,

    www.aalfacinha.com

    ResponderExcluir
  12. É a segunda resenha que leio sobre esse livro. A trama parece muito interessante com todos esses temas reflexivos. Gostei das suas impressões sobre a leitura!

    ResponderExcluir
  13. Esse livro nos traz uma reflexão sobre os séculos passados quando, apesar de não ter limites às palavras, as mulheres eram proibidas de expressar opinião, podiam nem ao menos participar da festa democrática através do voto para eleger representantes das nações, uma reflexão válida! Embora tenha apresentado alguns pontos desagradáveis, vou dar uma chance, fiquei curioso!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  14. olá, fiquei até com medo de uma realidade dessas. ótima resenha.

    ResponderExcluir
  15. eu fiquei muito curiosa pra ler esse livro, livros com essa temática sempre me chamam atenção. apesar do que você disse sobre ficar meio tumultuado, pretendo ler mesmo assim, espero não ter a mesma impressão.

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  16. Olá!
    Estou adorando ler distopoas, e pela sua resenha esse é um livro bem ivro bem pessado. Espero poder ler e gostar.

    ResponderExcluir
  17. Achei o enredo bem interessante. Gosto de distopias e essa trama traz elementos bem polêmicos. Esses termos técnicos na primeira parte me assustam um pouco, não sei como seria pra mim acompanhar, mas acredito que não seria um grande empecilho. Dica anotada.

    ResponderExcluir
  18. Não curto Distopias, mas ultimamente muitos livros neste estilo tem abordar o temas cujo debate se faz beeem necessário. Ainda nao li Vox, mas me pareceu interessante. Vou procurar...

    ResponderExcluir
  19. Oi Gustavo,

    Li muitas opiniões controversas em relação a esta obra, mas mesmo lendo algumas negativas estou com muita curiosidade em ler. O tema central realmente desperta a atenção do leitor, mas saber que existem esses "problemas" no meio da narrativa me deixa preocupada. Está na minha lista de aquisições!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  20. Oi Gustavo. Eu acabei de ler esse livro e ainda estou trabalhando o meu psicológico para fazer a resenha. Quero começar dizendo que não senti problemas no meio do livro. Acho que trouxe uma "leveza" ao texto, que até então, vinha sendo uma porradaria na minha cara. Foi quando minha leitura fluiu. As 150 primeiras páginas me deixaram muito nervosa mesmo. Tive crises de choro, tremedeiras de nervoso, me senti em pânico e aterrorizada mesmo. Até por ser mulher. Até por ter escutado coisas tão parecidas até pouco tempo atrás. Acho que Vox pode funcionar como um clique de alerta, a quem estiver aberto a semelhanças. Beijos
    https://almde50tons.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  21. Olá, Gustavo.

    Que trama, hein, se o livro for bem construído com certeza é uma história e tanto. Fiquei aterrorizada com essa ideia da mulher poder falar apenas 100 palavras por dia, que retrocesso, hein!!!
    O que me desanimou um pouco foi você ter falado dos termos que para nós poderiam ser um pouco difíceis de entende-los, mas mesmo assim fiquei curiosa para conhecer o livro!

    ResponderExcluir
  22. Olá
    Ando vendo bastante essa capa por aí, mas ainda não sabia bem do que se tratava, gostei do plot inicial, mas realmente fiquei triste que livro não tenha tido um bom desenvolvimento, aliás venho reparando muito que hoje em dia os livros estão virando uma coleção de grandes temas que não são desenvolvidos

    ResponderExcluir
  23. Estou doida pra ler esse livro, e vendo sua resenha fiquei mais curiosa pra ler ainda haha

    ResponderExcluir
  24. Esse livro é maravilhoso! Não li, mas só de ler a sinopse e o que outros leitores contam; e só de saber o que o texto aborda já ganha minha vontade de ler fácil. É distopia, mas parece bem real.

    Abraço,
    Diego | www.vidaeletras.com.br

    ResponderExcluir
  25. Não conhecia o livro, é uma pena que não mantenha tanto o foco no clima inicial, mas achei realmente muito interessante, obrigada pela dica!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  26. Esse livro traz a tona o machismo !Porque só as mulheres teria que submeter a usarem um contador de palavras?E os homens seriam os apoiadores?Realmente esse fato nos leva ao retrocesso.Fiquei aqui pensando comigo como se fosse real .Entrei na sua resenha imaginando a união das mulheres para brigar por seus direitos.Parabéns sua resenha despertou sentimentos interessantes.Abraços!

    ResponderExcluir
  27. Oie!

    Vox deve ser um livro bastante impactante!!! Eu sou muito fã de distopias, e venho percebendo o quanto esse livro anda sendo bastante comentado! Fico imaginando o sofrimento das mulheres, e fiquei mais interessada em lê-lo ao descobrir que ele aborda muitos outros assuntos, dignos de serem debatidos.
    Parabéns pela resenha!

    Beijos, Eli - Leitura Entre Amigas
    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  28. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  29. Oi, Gustavo!
    Já ouvi falar muito sobre esse livro, mas todas as resenhas que já tinha visto até agora o elogiavam muito. A sua é a primeira que eu vejo que traz críticas sobre alguns pontos da obra e isso é interessante. Eu confesso quero muito ver o livro e minhas expectativas sobre ele estão bem altas. Acho que falar sobre a liberdade feminina é sempre um assunto válido, pois não é só em distopias que as mulheres muitas vezes são caladas. Por isso, considero livros assim muito necessários e gostei de poder saber um pouco mais sobre ele a partir do seu texto. Beijos!

    Jéssica Martins
    castelodoimaginario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  30. Acho a leitura deste livro muito pertinente nos dias de hoje. mesmo história seja assustadora. Ainda não li, mas sua resenha me deixou ainda mais instigada a conhecer essa trama o mais rápido possível.
    Beijos

    ResponderExcluir
  31. Esse é um livro que tem ganhado bastante notoriedade e pela temática, acho muito pertinente. Apesar das ressalvas que você citou e outras que eu já vi, acho muito interessante que todos leiam esse livro. É um bom assunto a se pensar e discutir.

    Beijos, Gabi
    Reino da Loucura | Instagram

    ResponderExcluir
  32. Olá. Fiquei com muita vontade de ler, parece ser muito bom, são desses tipos de livros que eu amo. Ótima resenha, esse livro vai para minha lista

    ResponderExcluir
  33. Olá,
    Este é um livro que tenho muita vontade de ler, mas não é a primeira vez que vejo que ele não agradou tanto assim, o que é uma pena, pois esse tema tinha tudo para fazer deste um grande livro. Apesar de tudo, ainda tenho vontade de lê-lo, mas não tanto quanto antes kkk.

    ResponderExcluir
  34. Já foi pra minha lista de livros a ler esse ano. Gostei demais da resenha, me agradou muito.

    ResponderExcluir
  35. Oi Gustavo, tudo bem?
    Tento me imaginar no lugar dessas mulheres, tendo um limite de palavras para poder usar durante o dia, fora os outros direitos que lhe são negados. Nessa hora é que damos importância a cada conquista já alcançada. Mas infelizmente, como você mesmo disse, o livro traz uma realidade fácil de se repetir em nossos dias. Estou ansiosa para ler o livro. Sua resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.

    ResponderExcluir
  36. Eu gostei da premissa da história,tanto na forma como foi escrita, começou bem, para excitação do autor. O mais intrigante é esta onda de romances feministas especulativos, mulheres e meninas foram equipados com uma pulseira de metal que oferece um choque se exceder o limite de 100 palavras por dia. Imagine se coloque-o valendo hoje.

    ResponderExcluir
  37. Nossa, que loucura, pela premissa da história já me deixou bastante curiosa, já vou deixar na minha lista de leitura do mês. Adorei.

    ResponderExcluir
  38. Acho bem complicado quando o autor apresenta uma questão na obra e depois a relega para segundo plano. De qualquer forma, a premissa do livro é bem interessante.

    Tatiana

    ResponderExcluir
  39. Olá ♥
    Vi muitas pessoas comparando esse livro com o Conto da Aia, mas ainda não tive a oportunidade em fazer a leitura. Eu sou uma pessoa muito falante,e cem palavras para mim não é nada. Esse livro trás a tona muitas coisas que precisam sim ser debatidas como por exemplo o papel da mulher na sociedade e seus direitos. A questão do machismo também. É um livro que eu tenho muita vontade de fazer a leitura, pois minhas amigas fizeram e adoraram.

    ResponderExcluir
  40. Olá!
    Eu adorei esse livro, a escrita é envolvente e nos faz pensar. Achei os temas, são bem interessantes e a comparação com O conto da Aia só me faz querer ler também.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  41. Oii tudo bem??

    Infelizmente uma propaganda ficou em cima do texto e não conseguir ler direito sua resenha.
    Estava com muita vontade de ler, mas achei estranho a história mudar o enredo do nada.
    Mas mesmo assim fiquei curiosa por ter temas relevantes.
    Adorei a resenha.
    Bjus Rafa

    ResponderExcluir
  42. Oi, é bem apavorante a sociedade onde essa história se passa, com isso das palavras contadas, pena que nem tudo lhe agradou na trama.

    ResponderExcluir
  43. Ola!!

    Acho essa história simplesmente fantástica! Tenho uma vontade absurda de lê-la e mergulhar nesse mundo, inclusive tenho o livro aqui, mas infelizmente, a sua premissa foge tanto do meu estilo de leitura que eu meio que empaquei no inicio da historia.

    Não duvido em momento algo do seu potencial e do brilho que ela possui, mas, ele de fato não é pra mim.

    beijos

    ResponderExcluir
  44. Olá Gustavo!!!
    Realmente toda vez que leio uma resenha de "Vox" eu vejo o quanto é possível que esse mundo exista em nossas vidas e o quanto a gente tá perto de algo que as pessoas não acreditam ser possível.
    "Vox" é uma das distopias que está na minha lista e que quero muito ler.
    Adorei a rezenha!!!

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  45. Com tudo o que falam sobre esse livro, estou super curiosa para conhecer mais dessa história.
    Já estou com meu exemplar aqui e não vejo a hora de mergulhar na leitura!
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  46. Olá, tudo bom?
    Realizei essa leitura ano passado e a impressão que me deu em relação a essa questão da história se enrolar um pouco e dar a impressão que não chegaríamos a um desenrolar é que isso foi algo intencional, afinal, em um governo totalitário como aquele, como saber se algo realmente se resolveria? Mas acho que isso é ponto de vista mesmo rs Eu achei a história em si muito interessante, achei que valeu super a pena ♥
    Ótima resenha!
    Beijos!

    ResponderExcluir