Resenha do livro "A casa dos pesadelos"




Título Original: A casa dos pesadelos
Autor: Marcos DeBrito
Ano: 2018
Editora: Faro Editorial
Páginas: 144

Se estiver querendo ler algo perturbador e que te faça passar a noite em claro, então “A casa dos pesadelos” é o livro correto para você. A obra, lançada esse ano pelo escritor e cineastra Marcos DeBrito irá contar segredos sombrios e revelações estarrecedoras que te prenderá ofuscantemente nesse enredo que me fez sentir em um filme de Hitchcock e não consegui parar de ler até finalizar a história... e que final!!! Esperava todos os motivos possíveis desse livro terminar, mas o que realmente aconteceu, jamais passou pela minha cabeça que seria assim, DeBrito mandou muito bem!

      O livro conta a história de Tiago, um adolescente que após dez anos ao voltar até a casa de sua avó para passar uns dias precisou enfrentar seu trauma de infância, onde via uma entidade que saía do quarto do seu falecido avô nas madrugadas. Isso o fez passar por um longo tempo de terapias e dessa vez ele chegou para enfrentar seus medos internalizados que tinha colocado em dúvidas de ainda estavam presentes. Também estava decidido em saber o que estava atrás da porta do quarto de seu avô por onde esse demônio saia, pois o cômodo sempre permaneceu trancado e sua avó o proibia de se aproximar até da porta. E agora estava junto de seu irmão mais novo e iria protegê-lo de qualquer forma contra esse espírito. Resolvendo investigar a origem dessa entidade, ele acaba descobrindo o motivo de todos esses demônios interiorizados dentro de si de forma assombrosa.




 

      Narrada em terceira pessoa, o livro possui um enredo que irá deixar o leitor perturbado com os acontecimentos, mas ao mesmo tempo curioso para saber onde que iremos chegar com tanto mistério, queremos saber como, quando e porque desse enigma, a estrutura do texto te faz interagir com a história, confesso que me dava vontade de conversar com o protagonista pedindo para ele enfiar o pé nessa porta do quarto do avô e ver logo o que tinha lá. Em alguns momentos fiquei muito aflito, angustiado e claro muito curioso com alguns fatos e destino dos personagens.






      Tiago, o protagonista dessa trama é uma pessoa bem enigmática e introspectiva. Sem o pai que morrera quando muito cedo e a mãe muito atarefada, ele foi-se fechando emocionalmente até que quase que se isolou de todos. Senti que ele é um rapaz que gostaria de expressar seus sentimentos e é uma pessoa carinhosa e próxima de seus entes queridos, mas não consegue exteriorizar esses sentimentos. 


“ Antes de afundar no mar revolto de suas memórias, Tiago buscou algo para não se afogar em suas águas tormentosas”.


      Já sua avó Célia se comporta um pouco como a mãe do personagem Norman de Psicose. É egocêntrica e mandona. Não aceita críticas, mesmo estando errada e quer dominar todos ao seu redor para que sejam submissos a ela. É uma mulher bem perturbada, manipuladora e perigosa.

“Escuta, Laura! – interrompeu as desculpas esfarrapadas com seu característico tom de voz impositivo. – Você não pode ficar se ajoelhando toda hora para um mimado que não sabe ter limite!”.

 
      O contexto dessa história aborda também o subconsciente das pessoas, fala sobre os traumas que trazemos conosco durante toda nossa vida tem um motivo e que precisamos investigar qual é para que não fiquemos sendo torturados constantemente com sentimentos de culpa, medo e pânico.






      O livro tem um design muito bonito. Dividido em sete capítulos, os mesmos vão se alternando por cor branca e laranja. Se tem algum objetivo essa alternância eu não consegui perceber qual é. A diagramação é bem confortável, você lê numa boa a obra sem se cansar e as ilustrações são perfeitas. 

      Posso dizer que esse livro foi feito na dose certa. Em momento algum a história se torna cansativa ou monótona, sempre há algo de novo surgindo e muitos diálogos conflitantes entre os personagens para aguçar sua curiosidade de querer continuar a leitura.


“O ser demoníaco ergueu a mão grotesca de aparência gengival e alcançou a manta que cobria o menino. Com os dentes apodrentados no lugar dos dedos, puxou a coberta e revelou o corpo do pequeno”.
   

 Portanto se ficou curioso com a história, não deixe de ler “A casa dos pesadelos”, que irá abalar seu psicológico e despertar o monstro latente dentro da sua imaginação. E após a leitura, não durma com as luzes totalmente apagadas e a porta do seu quarto aberta...você é quem sabe, isto é apenas uma recomendação. Quem avisa, amigo é.


@Gustavo Barberá – 05/08/2018



35 comentários:

  1. Nunca ouvir falar desse livro, e confesso que não faz muito o meu tipo! 😊 Mas, amei sua resenha e parece ser um livro bem interessante! 💙

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu recomendo porque ele vai te trazer muitas surpresas sem menos você esperar.

      Excluir
  2. Olá
    Gente o Marcus é demais né? Já assisti um filme dele e adorei, me senti super representada, com as famosas chácaras de fim de semana é um refrigerante que é daqui da minha cidade XD. Ainda não li esse livro, mas pelo que ando vendo os fãs de terror ficaram bem animados e eu, que amo O gênero, estou doida para ler

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim, recomendo. Para os fãs de terror, esse livro é um prato cheio.

      Excluir
  3. Que massa! Eu vi esse livro para vender e acabou que não comprei, mas depois de ler tua resenha me deu muita vontade de ler e vou voltar pra comprar!
    Adoro o gênero.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo,será um excelente investimento, te garanto!!! Depois de ler, volte e comente quais foram suas impressões da história.

      Excluir
  4. As resenhas sempre nos ajudam no interesse ou não pelo produto, e você alcançou o objetivo, gostei e tenho interesse em ver até no cinema!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, esse livro nas telonas seria o máximo, principalmente se fosse no IMAX.

      Excluir
  5. Se for parecido com o hitchcock já gosto, deve ser bem interessante gostei da sua dica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bora ler então, é uma história e tanto. Depois me fale o que achou.

      Excluir
  6. Senti que essa entidade pode ser fruto da imaginação, obra de uma mente perturbada, será que estou certa? A avó parece com a mãe de Norman Bates? Nossa, já fiquei assustada só com esse detalhe, imagino que seja um livro e tanto! Ótima pedida para os amantes do gênero suspense, terror.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Antes fosse obra da imaginação. A coisa é bem real e sinistra. É pior do que está pensando... rsrsss

      Excluir
  7. Olá... nunca li um livro desse gênero, não me desperta o interesse pela leitura, mas compro ingresso pro cinema quando a história e enredo são bons e ganham as telonas, de fato prefiro... Que venha pro cinema então!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma pena não curtir livros de terror, mas cada um tem seu gosto, tá valendo!!

      Excluir
  8. Gosto muito deste estilo de leitura. Fiquei super curiosa.

    ResponderExcluir
  9. Estou doida para ler esse livro, tanto que não resisti e comprei. Só esperando chegar!
    Depois de tantas resenhas tão positivas e por ser um estilo que eu curto, já vi que vou adorar.
    Excelente resenha!

    Abraços,
    Fernanda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois de ler, volte aqui e diga o que achou. Você ira se surpreender com essa história.

      Excluir
  10. Oi Gustavo, tudo bem?

    Tenho visto muitos posts desse livro no instagram e cada vez que leio uma resenha fico mais curiosa. Estou lendo mais coisas do gênero e gosto quando os livros me fazem sentir perturbada e despertam diversos sentimentos. A narrativa parece ser realmente incrível. Está na minha listinha e espero ler em breve! Bela resenha!

    beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim, você verá que será um ótimo investimento que fez.

      Excluir
  11. Fiquei com medo de ler o livro só pela resenha,RS
    Preciso fazer como o Thiago e encarar meus medos. Suspense e terror são duas as leituras que eu tô sempre evitando.
    Adorei a resenha e assim que conseguir encarar um livro de terror esse será o primeiro da lista.

    Bjs

    ResponderExcluir
  12. A algum tempo venho querendo ler esse livro e conhecer a escrita do Marcos, essa resenha reforçou a minha vontade. Tive o prazer de assistir Condado Macabro, uma adaptação de um dos livros do autor e eu simplesmente adorei.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. Olá, Gustavo.
    Só pela comparação com um filme de Hitchcock eu já quero ler haha. Amo livros desse gênero e sua resenha só me fez querer devorar esse livro.

    Beijão!
    Lumusiando

    ResponderExcluir
  14. Essa história foi além do que eu esperava. A leitura é bastante fluída, e aquele final é muito chocante. Fiquei imaginando uma coisa e foi outra completamente diferente. Adorei muito a leitura.
    beijos

    ResponderExcluir
  15. Oie!
    Nossa, fiquei curiosa! E ainda, fiquei com medinho depois das recomendações finais, rs
    Achei a trama bem interessante, e com certeza vou fazer a leitura dessa trama.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  16. Heiii, tudo bem?
    Desde o lançamento do novo livro do Marcos DeBrito que eu quero ler, ainda mais sendo esse thriller que até hoje só escuto elogios.
    Confesso que nao sou mto de ler esse tipo de livro, pq eu fico morrendo de medo depois, mas tb fico atraída em saber que a obra é cativante e que vou me surpreender.
    Amei a dica.
    Beijos.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  17. Tenho visto muitos comentários positivos quanto a esse livro, e estou louca pra ler, pois está entre meus gêneros favoritos, suspense e terror. Quero muito saber o que Tiago viu na casa, e depois como esse mistério acaba, o que existe de fato.

    Bjoxx ~ www.stalker-literaria.com

    ResponderExcluir
  18. Oi!

    Faz muito tempo que não leio livros de terror. Então adorei a sua resenha. Livros perturbadores me deixam perturbada, ÓBVIO, mas eu fico pensando neles por diaaaas!Adorei a sua resenha e anotei a dica!

    beijoss

    ResponderExcluir
  19. Oie!
    Uau! haha

    Nossa, menino esse livro foi o fervor da bienal, sabia? Todo mundo no stand da faro só falava dele e pedia por ele. Naõ tenho a menor duvida do potencial do livro e acredito que todo o sucesso que ele vem fazendo é realmente merecido. Porem, confesso que eu sou incrivelmente medrosa, sendo assim, livros de terror nao sao pra mim, infelizmente.

    beijos

    ResponderExcluir
  20. Oie amore,

    Sinceramente não é o tipo de livro que eu queira ler nesse momento.
    Passo a dica.
    Adorei a resenha!

    Beijokas!
    www.facesdeumacapa.com.br

    ResponderExcluir
  21. Marcos DeBrito19/08/2018 17:26

    Obrigado pela resenha. Adorei.
    Sobre os capítulos em páginas de cores diferentes, as em branco são o presente e as laranja o passado. É um artifício visual pra facilitar a elipse sem a necessidade de explicá-la a todo início de capítulo. ��

    ResponderExcluir
  22. Só o título deste livro me afasta da leitura porque eu não curto passar medo enquanto leio, mas a forma como você descreveu os personagens e a narrativa que fala sobre o subconsciente deles, já me fisgou. Vou me encher de coragem para ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
  23. Já inúmeras críticas positivas desse livro e confesso que já coloquei na lista. Acho o enredo bem desenvolvido, daqueles que não largamos até sabemos o final. A parte gráfica do livros tá incrível, o que me faz desejar a obra ainda mais.

    ResponderExcluir
  24. Nunca li nada desse autor, mas já despertou a curiosidade pela resenha. Histórias assim me chamam a atenção.
    Vou comprar para ler! Fiquei curiosa demais!!

    Beijooos!

    ResponderExcluir