Resenha do livro "Querida Ana"






Título Original: Querida Ana: a história de um adolescente que teve sua vida roubada pela anorexia.
Autor: Matheus Maia
Ano: 2018
Editora: Independente
Páginas: 83
Onde comprar: Amazon

*Obra gentilmente cedida pelo autor.

Querida Ana é uma autobiografia do escritor Matheus Maia que durante anos lutou contra um mal que está presente na vida de várias pessoas: o distúrbio alimentar. É um livro onde ele relata todo esse pesadelo que se iniciou muito cedo em sua vida e se não fosse por sua determinação e força de vontade de vencer, o pior teria acontecido. Esse livro comoveu o público, que o escritor foi convidado para participar do programa “Encontro”, da apresentadora Fátima Bernardes. 

         O problema veio bem cedo, Matheus tinha apenas onze anos de idade e por estar acima do peso, ele era vítima constante de Bullying. Em casa também passava por conflitos familiares, por conta do pai que bebia demais e embriagado, maltratava a família, mas sóbrio era um bom pai que no final foi um dos que mais apoiou Matheus na sua recuperação.

 



        Além desses problemas citados, Matheus estava indeciso com sua sexualidade e com o seu corpo. Para ele, sempre estava acima do peso, sempre se via como um obeso ao se olhar no espelho. E isso o fez entrar em uma estrada repleta de espinhos e pedras, abrindo-lhes feridas que foram difíceis de cicatrizar.


“Estou me matando aos poucos e não sei como parar”.


        Primeiro ele conheceu Ana - nome dado a anorexia - onde ele começou a usar substâncias termogênicas, chá verde e água gelada. Isso o deixou muito debilitado e passar essas longas horas sem comer, desenvolvia uma compulsão violenta por comida e Matheus ingeria grandes quantidades de comida. Confesso que me assustava ao ler a quantidade de alimentos ingeridos de uma só vez, ficava pensando como que um garoto daquela idade conseguia comer tudo aquilo que relatava. Mas depois o sentimento de culpa batia em sua consciência de que ele tinha arruinado todo aquele esforço feito.
 
 
 
 
 

        Uma passagem que me chamou a atenção foi o fato dele comer toda a comida de sua casa e quando seus pais chegavam, não havia nada para comer e também quando começou a furtar dinheiro e cartões bancários de seu pai para a mesma finalidade. Isso mostra como essa doença domina a pessoa, é algo que não se consegue controlar.


“...quanto mais peso na balança diminuía, mais eu queria perder. No fundo, eu sabia que aquilo era doentio”.


        Após essa tortura, ele conheceu Mia – nome dado a bulimia – que o deixou aliviado dos momentos de ingestão de grande quantidade de comida, pois ele poderia se empanturrar e depois purgava (vomitava) tudo o que ingeriu, deixando-o tranquilo de saber que não engordaria. A partir daí começou uma incessante guerra para sua recuperação, com momentos de recaída, de quadros de desnutrição, de tentativas de suicídio, o qual parecia que Matheus tinha caído em um poço sem fundo. Foram meses de luta contra Ana e Mia que ficavam vinte e quatro horas no psíquico dele, atormentando-o e definhando-o.


“Alguns meses depois, eu me cansei de fingir ser alguém que não era”.


        Esse livro é repleto de reflexões, medos, emoções e além de tudo, determinação. É uma leitura rápida e que vai fazer você terminar logo, pois vai te prender muito. Por isso quem desejar saber mais do que Matheus passou e a forma que ele venceu, o modo que ele deu a volta por cima desses demônios, não deixe de ler “Querida Ana” e veja que nos momentos difíceis da vida, mesmo tendo apoio de entes queridos, estamos só em um campo de gladiadores, dependendo somente da nossa própria estratégia e força para escapar do fio da espada.


@Gustavo Barberá – 09/01/2019.

21 comentários:

  1. Olá!
    Nossa esse parece ser um livro muito forte, de fato a anorexia é uma doença que precisa ser sempre debatida, se eu fiquei impactada com sua resenha imagino a reflexão o livro passa. Amei a dica.

    Beijão!
    Lumusiando

    ResponderExcluir
  2. Oi Gustavo!
    Parabéns pelo blog, sua atual leitura será a minha próxima. Em relação ao livro não conhecia, realmente parece ser uma leitura forte e reflexiva...
    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Tivemos a oportunidade de falar com Matheus também. Esse livro é um grande exercício de empatia. Assuntos muitos fortes mas que precisam ser discutidos. Acho que o fato de ser uma não-ficção nos deixa ainda mais impactados. Leitura recomendadíssima a todos!

    ResponderExcluir
  4. Um caso muito grave o distúrbio alimentar e que deve ser mesmo comentado e tratado, fico feliz que ele tenha vencido e feito o livro para informar e ajudar pessoas com o mesmo problema. Eu gostei

    ResponderExcluir
  5. Nossa, é muito cruel ter distúrbio alimentar. Eu tive ansiedade e comia sem parar e comia horrores então depois me sentia culpada. E entendo como é se sentir olhando a balança e mesmo assim desejando que se perca mais peso. Vou procurar o título na Amazon. Muito legal a sua dica!

    ResponderExcluir
  6. Já tinha visto algo do livro uma vez no Twitter, que bom que ele conseguiu superar tudo, e ainda escreveu tudo isso, acredito que possa ajudar outras pessoas no futuro!

    ResponderExcluir
  7. Oii, tudo bem?

    Que livro forte. Não conhecia o autor e nem o livro, mas vou hoje mesmo procurar mais sobre e adquirir o livro, é uma leitura super relevante para qualquer pessoa.

    Obrigada por compartilhar!!
    Beijinhos!!

    ResponderExcluir
  8. Olá. Esse livro parece ser bem pesado. mas e algo que merece atenção. Ótima resenha

    ResponderExcluir
  9. Olá!

    Fiquei bastante curiosa pra saber a história completa, ainda mais quando se trata se assunto tão importante e atual quanto distúrbio alimentar.
    Parece ser uma leitura e tanto!

    Grande beijo,
    https://almde50tons.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  10. Oi Gustavo,

    Já li esse livro e gostei bastante das reflexões que ele nos proporciona, é algo realmente bem forte e que nos pensar muito sobre a vida e sobre a doença. Realmente é uma obra intensa e de certa forma dolorosa.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Olá
    Anorexia é um tema bem pesado, eu tive quando era adolescente e tive duas recaídas ao longo da vida, e é difícil. Por isso que eu não gosto de coisas como dietas.

    ResponderExcluir
  12. É chocante saber que uma pessoa chega ao ponto de pegar dinheiro e cartões em casa para comprar comida. Parece que é um distúrbio que se compara à dependência química. Que bacana que o autor se propôs a escrever o livro para que posamos saber mais sobre anorexia, pois só assim poderemos ajudar pessoas com esse problema.

    Tatiana

    ResponderExcluir
  13. Nossa... Em minha ignorância eu achava que anorexia e bulimia eram doenças que só acometiam as mulheres. Nunca tinha parado para pensar que homens também podem passar por isso! Com certeza essa é uma leitura muito necessária para todos. Dica anotada!

    ResponderExcluir
  14. Oi Gustavo. Não conhecia esse livro, mas fiquei querendo ler. Imagino que deva ser forte e não tão fácil, mas acho tão importante falar de transtornos alimentares. Até porque não é mt falado sobre isso. Ótima dica. Beijos
    https://almde50tons.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  15. Sinceramente, não conhecia o autor ou o livro, mas me emocionei so de ler sua resenha, é tão real e perturbador, eu comecei a ter bulimia, mas não posso imaginar a dificuldade que o autor passou e quero muito ler esse livro, acho o tema extremamente importante.

    ResponderExcluir
  16. Oi, tudo bem?!

    Cara, eu tava louca atrás de livros que falem sobre anorexia, adorei essa dica!
    Realmente é um tema perturbador e muito sensivel, não é todo mundo que consegue ler esse tipo de coisa. Acho que consigo imaginar o que o autor passou e por isso quero muito conhecer esse livro!
    Obrigada pela dica1

    ResponderExcluir
  17. Olá!

    Um livro que aborda um tema bem forte, ainda não conhecia ele nem o autor, mas fiquei bem curiosa.

    ResponderExcluir
  18. Olá, tudo bom?
    Não conhecia o livro, mas acho a temática super forte e super necessária de ser debatida. Hoje em dia, em meio a tantos "padrões de beleza" que nos são impostos, estes podem acabar ocasionando essas doenças né? =/ Anotei a dica, pois parece ser uma leitura ainda mais forte, já que o autor passou por todo esse processo e espero ficar ainda mais consciente em relação a essa doença e a dor que as pessoas que a tem passam. Dica anotada.
    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Olá, tudo bem?
    Eu confesso que não conhecia o livro e o autor, achei interessante a capa, bem como o tema abordado, que por sinal é forte e perturbador. Dica anotada!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  20. Que história forte, muito interessante o autor escrever sobre essa situação difícil que ele viveu relacionada a compulsão alimentar, é um tema que deve mesmo ser falado.

    ResponderExcluir
  21. Oi oi!
    Eu já ouvi sobre essa obra, mas foi aquela coisa meio superficial que a gente não para, pra saber mais sobre o enredo. Gostei bastante da premissa, e fiquei muito intrigada pela história que o autor desenvolveu (algo delicado e um pouco incomum de se encontrar em livros nos dias hoje). Espero em breve ter a oportunidade de ler a obra.

    Beijoss, Enjoy books

    ResponderExcluir