Resenha do livro "A revolução dos bichos"




Título Original: Animal farm: a Fairy story
Autor: George Orwell
Ano: 2019
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 152
Onde comprar: Amazon



A Revolução dos bichos é uma obra que foi publicada em 1945, pelo escritor George Orwell, onde ele satiriza a política stalinista, causando polêmica naquela época e até hoje está fazendo muito sucesso entre os leitores.

          A história se passa na Granja do Solar, onde os animais cansados de serem maltratados com uma carga excessiva de trabalho e nenhum conforto para descansarem e pouca comida, resolvem se rebelar e expulsar seus donos daquele local e começarem a viver sem a presença de humanos, tendo como líder um porco, o qual os bichos o achavam inteligente e capaz de comandar a equipe.
 


 

          Essa obra é sensacional, pois o autor passou a visão egocêntrica e a inveja que o ser humano possui aos olhos dos animais. São passagens fantásticas que o livro possui onde mostra que mesmo entre os bichos, a coisa é mais organizada e mesmo assim, entre os animais existe corrupção, mentiras, manipulação e exploração de mão de obra.


“A asa de uma ave, camaradas é órgão de propulsão, e não de manipulação. Deveria ser vista mais como uma perna. O que distingue o Homem é a mão, o instrumento com que ele perpetra toda a sua maldade”.


          Narrada em terceira pessoa, o livro possui um enredo em que Orwell coloca situações e cria cenas para que possamos refletir sobre a conduta podre que o homem leva consigo e deseja disseminar em seu meio, desejando a todo momento estar no topo do poder e manipular o restante.
 
 
 
 

          Um ponto que me deixou sensibilizado na obra foi a inocência que os animais possuíam e a forma como estavam sendo alienados pelos porcos. A honestidade que eles possuíam e a credibilidade que colocavam em seu líder que não ajudava no serviço foi perplexa, sem falar do esforço e do sonho de deixar a granja bem ajeitada, com muitos alimentos e conforto para todos, me comoveu, pois alguns trabalharam até a morte e não tiveram a sua vida realizada e nos últimos suspiros ainda mostraram devoção aos suínos e a esperança de um lugar melhor para todos em sua terra. E eles trabalhavam duro, conforme podiam.


“E cada animal, até o mais modesto, labutou para colher e juntar o feno. Até os patos e galinhas ciscavam o dia inteiro sob o sol, carregando no bico pequeninos feixes de feno”.


          O autoritarismo, a ganância e a exploração pela parte dos porcos deixou claro que não importa a forma que se cria uma sociedade, sempre haverá os corruptos que desejam cada vez mais se aproveitar e enriquecer nas custas dos outros. Foi o cúmulo depois de algum tempo os porcos começarem a cobrar impostos dos coitados dos animais que tanto trabalhavam, passavam horas sem comer em prol de uma drástica diminuição da distribuição de alimentos, já os governantes, foi ao contrário. Bem nossa realidade.
 
 
 

          A ética é outro assunto que está implícito nesse livro, pois ao expulsarem os humanos da granja, os animais criaram sete mandamentos que beneficiaram todos, igualmente, mas no decorrer do tempo, os porcos modificaram aos poucos, beneficiando-lhes completamente. E gostei demais as últimas frases no final da escrita que deixou excelente a comparação do ser humano com porcos pelos demais bichos da fazenda.



“As criaturas de fora olhavam de um porco para um homem, de um homem para um porco e de um porco para um homem outra vez; mas já era impossível distinguir quem era homem, quem era porco”.


          Ao término da história há um prefácio escrito pelo próprio escritor que fala sobre a liberdade de imprensa, que é fenomenal. É uma leitura curta, sem dificuldades e que te prende na narrativa. Portanto, se ainda não leu, corra e garanta essa obra que não se arrependerá, é um livro que deveria ser lido por todos. A tradução foi de Heitor Aquino Ferreira.


@Gustavo Barberá – 28/06/2019.


22 comentários:

  1. Olá! Ale´m de toda a escrita do George, que é maravilhosa, as críticas sociais e políticas que ele colocou na trama me deixaram impressionada. O modo como ele conseguiu encaixar a visão de como as coisas acontecem no mundo, como líderes fazem seu povo de escravos e tomam tudo que podem, é de arrepiar.

    Bjoxx ~ Aline ~ www.stalker-literaria.com ♥

    ResponderExcluir
  2. O livro tem uma história bastante interessante sobre esse tema, hoje em dia tem animais que ainda são maltratados pelo dono, o dono obriga o animal a trabalhar sem descansar, a história deixa uma reflexão que os animais também tem direitos, gostei muito da resenha me deu vontade de ler a história, abraços.

    ResponderExcluir
  3. Essa obra é uma metáfora maravilhosa sobre as desigualdades sociais. Infelizmente a realidade da dominação de um povo por governantes corruptos pode acontecer em todo tipo de sociedade, até mesmo entre animais.

    ResponderExcluir
  4. Essa é uma leitura incrível, de modo claro, simples e bem humorado, o autor nos presenteia com uma obra extremamente atual, com questões sobre o jogo de poder, censura e manipulação das massas. Uma das melhores leituras que fiz. bjs

    ResponderExcluir
  5. Ooi,
    Quando estava na escola eu tentei ler esse livro e não consegui. Não sei porque ainda não tentei de novo... sempre acabo passando ele pro fim da fila. Mas adorei a sua resenha e eu reconheço a importância que essa obra tem. Espero ler logo!

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Já tinha ouvido falar muito desse livro, mas nunca despertou interesse, não sei porquê.
    Mas acho que fala de um assuntos bastante importante, ao qual a sociedade tende a fechar os olhos.
    Bejinhos

    www.nadiaamatos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Li essa livro há muito tempo atrás e lembro que a leitura me causou um certo desconforto, justamente pela tristeza de ver a inocência e ingenuidade dos animais que se sacrificaram almejando o tal do "bem comum" e no final das contas continuavam sendo explorados, só que dessa vez pelos porcos. E eu concordo totalmente com você quando diz que "não importa a forma que se cria uma sociedade, sempre haverá os corruptos que desejam cada vez mais se aproveitar e enriquecer nas custas dos outros". Isso é triste, mas muito real. Enfim, gostaria de reler essa obra porque textos assim sempre nos trazem muitas reflexões.

    ResponderExcluir
  8. Hoje ainda estava conversando com minha prima sobre essa obra, reclamando por não ter lido até o presente momento apesar de ter o livro na minha estante, o que a falta de planejamento não faz, né? Vou agora mesmo reservar essa opção e colocá-la no topo de minhas leituras!

    Ótima sugestão!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  9. Ola tudo bem???
    Ate que enfim encontrei um livro muito legal que aborda um tema bem atual..Vou com certeza ler.
    www.robsondemorais.blogslot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Esse livro esta na minha lista a muito tempo!!! As fotos ficaram lindas...Parabéns pela resenha
    Abraços

    ResponderExcluir
  11. oi!
    Eu adorei a resenha, ainda não li o livro mas a historia parece ser bem interessante...

    ResponderExcluir
  12. A Revolução dos Bichos é uma das minhas distopias favorita. Colocando a frase dê o poder para saber quem é quem, a história é atemporal, e muito real.

    ResponderExcluir
  13. Olá!

    Tenho esse livro a anos e ainda não tomei vergonha para ler, mas morro de vontade de realizar a leitura e analisar por mim mesma as criticas sociais presentes no livro. Acredito que eu vá gostar bastante da leitura, assim como gostei da sua resenha. Obrigada por me relembrar que eu preciso tomar vergonha e ler logo esse livro.

    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Oi, Gustavo.
    Li esse livro há muitos anos e sempre me recordo dele com carinho.
    É impressionante como o autor conseguiu abordar tantos temas importantes, mas de uma forma um pouco mais leve! É uma história que nos faz pensar e que é sempre atual!
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  15. Oi,tudo bem ?

    Bom, nunca li este livro, mas todos que já leram falam que a escrita do autor é maravilhosa e se encantam com a história. Então com toda certeza após essa resenha, quotes e o que já ouvi sobre a obra, ela é uma ótima indicação.

    ResponderExcluir
  16. Oi Gustavo!
    J´ouvi falar desse livro, mas ainda não li a obra, ficou bem claro na sua resenha as comparações de nós com os porcos, achei de uma inteligência o autor colocar em palavras a natureza e a hierarquia do enredo. Parabéns pela resenha me despertou curiosidade em ler essa obra para ter meu próprio ponte de vista, obrigado pela dica. Abraço!

    ResponderExcluir
  17. Esta leitura mexeu muito comigo. Lembro de como fiquei perturbada com a situação dos animais, que eram enganados, alienados pelo líder no qual eles acreditaram. A corrupção, o jogo de poder, a exploração... o autor, neste livro, conseguiu criticar toda forma de governo autoritário e manipulador.

    ResponderExcluir
  18. certamente deve de ser um livro bastante interessante e pela tua resenha trata de certa forma de temas que estão bastante presente nos dia de hoje
    Parabéns

    ResponderExcluir
  19. Eu achei a história desse livro bem parecida com aquele desenho animado que os líderes são bois hehehe... Ótima resenha. Bem legal a narrativa da história.

    ResponderExcluir
  20. Olá, tudo bem?
    Esse é um livro que esta na minha lista há um bom tempo, sempre vejo ótimas criticas sobre a obra e cada vez fico mais curiosa. Vou tentar encaixar na minha TBR do mês!
    Amei o seu post ♥

    ResponderExcluir
  21. É um clássico, né? Ele inspirou muitas obras, me lembro do filme Bee Movie que tem uma premissa parecida com uma revolução das abelhas.

    ResponderExcluir
  22. Oi, tudo bem? O que dizer desse livro? Várias pessoas já me indicaram e acho incrível como ele é atual. Por mais que passem os anos suas discussões são atuais. Espero lê-lo em breve. Beijos, Érika =^.^=

    ResponderExcluir