Resenha do livro "Só garotos"




Título Original: Just kids 
Autora: Patti Smith 
Ano: 2010
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 312


Só garotos é uma autobiografia da cantora e poeta Patti Smith, que percorreu por várias cidades dos Estados Unidos e Europa nas décadas de 60 e 70 a procura de estabilidade e sucesso em sua carreira profissional tão sonhada de poeta e em Nova York ela conhece Robert Mapplethorpe, onde dividem o mesmo sonho, só que ele apostando na fotografia. É um livro que irá sensibilizar aquele que já passaram pela mesma situação de desejar um futuro brilhante para si, traçando objetivos e lutando por eles.

         Confesso que fiquei com um pouco de recebi o livro e li sua sinopse. Fiquei algumas semanas pensando se o leria ou não. Ainda bem que não o abandonei, senão teria cometido um erro e tanto. O livro é sensacional, mesmo sendo uma autobiografia, isso não o tornou algo monótono ou rotineiro, a escritora teve muita história para contar.


 

        O livro aborda temas polêmicos como gravidez na adolescência, religião, drogas, homossexualismo e preconceito por parte da sociedade. A vida de Patti Smith foi muito sofrida quando resolveu sair de casa ainda muito jovem, passou fome, necessidade, mas foi forte e lutou até um dia conseguir atingir sua meta, que lhe proporcionou mais do que esperava.



Oh, tire uma foto deles – disse a mulher para o marido distraído – acho que são artistas.
Ora, vamos logo, ele deu de ombros. São só garotos”.

         Patti Smith é uma pessoa determinada, criativa e de bom coração. Às vezes percebi que ela era um pouco introspectiva, mas nada que a atrapalhasse sua conduta. Não levava em conta as opiniões alheias, pois na maioria das vezes eram destrutivas e ela percebia a maldade nas pessoas, o que a levava a dar sua cara a tapa para comprovar se suas teorias e projetos dariam certo ou não.

      Robert Mapplethorpe era um rapaz perfeccionista, teimoso, honesto e um pouco complicado em certos momentos. Passou por vários relacionamentos, entre eles heterossexual e homossexual, sendo este último sua escolha definitiva. Viciado em LSD e outras drogas, ele e Patti se tornaram parceiros de trabalho incondicionais. Robert era muito talentoso nas artes plásticas e fotografias. O livro aborda alguns trabalhos realizados por ele e do jeito que é detalhado, imagina-se como deveria ser bonito. Infelizmente esse talento dura por pouco tempo.




     Patti e Robert conheceram durante sua trajetória no mundo da música muitas celebridades, como Jimmy Hendrix, Jane Joplin, entre outros. Participaram de vários eventos e projetos artísticos, tiveram alegrias e decepções, mas o apoio de um para o outro sempre permaneceu. A parceria que os dois tinham era magnífica, um era o porto seguro do outro, mesmo estando mais tarde distantes. Hoje além de poeta, Patti Smith é cantora e a música "Because the night" é uma das mais conhecidas.

      O livro possui uma capa muito bonita e todas as fotos que há, foram retiradas por Robert em ocasiões especiais. A diagramação e a textura agradam muito também durante a leitura. É um livro que recomendo para todos, valeu muito a pena ter investido nele. A tradução ficou por conta de Alexandre Barbosa de Souza. 


@Gustavo Barberá - 01/05/2018 

Menu 

22 comentários:

  1. Olá Gustavo, nunca ouvi falar deste livro nem da autora, mas amo histórias sobre problemas "reais" e inspiradores. Já quero começar a leitura. Amei a dica.

    Beijão!
    http://luumusiando.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também não a conhecia, mas como faço parte desse grupo de leitura, ao receber o livro, fiquei até meio que com receio de ler, mas ainda bem que o fiz, pois teria perdido uma mega leitura. Recomendo mesmo!!!

      Excluir
  2. Olá!!

    Eu sou um pouco difícil de ler biografias, mas achei essa bem interessante e com vários temas bastante polêmicos. Fiquei curiosa, vou levar a dica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fe, essa eu recomendo. Não é chata, nem cansativa, ao contrário, é muito interessante e atiça sua curiosidade e um pouco emotiva também. Recomendo!!!

      Excluir
  3. Os temas, mesmo passados há mais de 20 anos, são sempre atuais, vou confessar que não gosto de biografias, mas me interessei pelo seu jeito de narrar tão empolgado com o livro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha Cristina, eu também sou muito difícil quando se trata de biografias, comecei esse livro sem expectativa alguma, mas ele me conquistou de uma forma extraordinária. Recomendo a leitura.

      Excluir
  4. Oi!
    Já havia assistido uma resenha deste livro, e como você, foi só elogios. Comecei a me interessear por biografias há pouco tempo e achei o gênero muito interessante. Obrigada pela dica.
    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia essa que não é chata, tem história, tem emoção e muitas novidades a cada página virada. Recomendo.

      Excluir
  5. Como apreciador de biografias, muito obrigado por compartilhar. Não conheco qualquer dos dois, mas admiro que corre atrás. Que bom que pelo menos um deles tenha conseguido. Ainda, parabéns pela resenha, muito bem escrita.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Felipe e leia essa obra que é maravilhosa, com certeza irá gostar.

      Excluir
  6. Olá!
    Não conhecia esse livro, mas também não sou de ler biografias, mas sempre que lio resenhas fico curiosa para conhecer a pessoa rs' ótima dica para quem curte!

    beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa biografia é perfeita, vc irá se emocionar muito.

      Excluir
  7. Olá!
    Conheço algumas coisas da Patti, mas não sabia da existência desse livro! Já estou procurando saber mais. Fiquei interessado principalmente pelo fato de não ser "chato" como as autobiografias costumam ser (pra mim, pelo menos. Tenho uma dificuldade...)

    Abraço!
    https://lupiliteratus.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa não é. Quando iniciei a leitura, pensei a mesma coisa, mas no decorrer da trama fiquei encantado com a história. Recomendo o livro.

      Excluir
  8. Agora fui pega pelo coração, adoro a Patti Smith e Beacause the Night é uma das minhas músicas preferidas de todos os tempos! É uma artista maravilhosa e muito sensível, a parceria com o Robert é admirável. Não sabia desta biografia, amei conhecer!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa música é ótima, curto muito. E recomendo a leitura de sua biografia também.

      Excluir
  9. Olá!!! Eu não curo muito biografias, mas é realmente maravilhoso quando não damos nada pro livro e ele vem e nos surpreende, né?
    Nunca tinha ouvido fala da Patti Smith, apesar de parecer famosa, mas achei interessante o livro falar de sonhos e o caminho para realizá-los.

    Grande beijo,
    Além de 50 Tons
    https://almde50tons.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa história é muito emocionante e nos ensina que devemos lutar para conquistar nossos objetivos e sonhos.

      Excluir
  10. Oi Gustavo, tudo bem?

    Não costumo ler muitos livros de autobiografia, mas esse parece ser bem interessante. É muito bom quando somos surpreendidos pelo livro e acaba mudando toda a nossa perspectiva. Adorei a sua resenha!

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, essa obra é excelente e recomendo sua leitura.

      Excluir
  11. Eu adoro temas q relatam está época, uma época de muito rock, porém, como muita droga. Adoro ler temas com muita história.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então recomendo essa obra para você, vai gostar muito!!!

      Excluir