Resenha do livro "Extemporâneo"




Título Original: Extemporâneo
Autor: Alexey Dodsworth
Ano: 2016
Editora: Presságio
Páginas: 232
Onde comprar: Amazon


Obra gentilmente cedido pela editora.

Imagine a agonia que seria quando você fosse dormir e no dia seguinte, ao acordar, não saberia o local que estaria, com quem estaria e qual sexo você teria, (homem ou mulher). E o pior seria ter algumas horas para se lembrar de como é a sua nova vida naquela nova realidade. É o que se trata o livro “Extemporâneo”, que a cada capítulo lido, uma nova emoção surge a tona.

          O livro conta a história de um personagem que está em eterna mutação, onde acordar está em um local diferente e com todas as características já citadas acima. Porém, o pior pesadelo são as situações que ele está passando e precisa resolver, que são bem complicadas. 







          A obra é um pouco filosófica e metafísica, assim podemos dizer, mas nada que nos deixe desinteressado, que deixe a leitura complicada, pelo contrário, a mesma fica bem interessante, aguçando nossa curiosidade.


“Eu poderia escrever a minha vida anterior, mas perderia horas preciosas do dia, descrevendo o que já passou e, além disso, quanto mais o tempo passa, menos me lembro”.


          Narrada em primeira pelo próprio personagem, o livro possui um enredo carregado de suspense e fantasia, onde o tempo psicológico é bem acentuado e com modificações constantes a cada novo espaço criado pelo novo momento a ser contado.



        

           Não vão pensar que esse livro retrata espiritismo, pelo modo que o personagem acorda em outra vida e entre a passagem de uma vida para outra, ele consegue levar algumas memórias consigo e esse momento é regido pela rainha de Lethes que tem como objetivo apagar a memória da vida anterior. Isso é ficção algo meio sci fi como o antigo seriado Arquivo X, eu achei pelo menos.


“O que eu parecia ignorar ou ter esquecido, é que a vida real não é como nos livros. Nos livros, as personagens são obedientes, fazem o que os autores desejam. A vida real é um tantinho mais complicada...”.


        Achei o livro muito bonito e bem feito. Sua diagramação é perfeita e tranquila de se ler, as páginas são amareladas que dão um conforto visual, principalmente à noite e a capa é bem a cara da história contada.


          

          Agora se está curioso e deseja saber o que esse personagem passou, quantas vezes ele acordo na história e o que ele fez, só lendo Extemporâneo e você irá se surpreender com o que ele passou no decorrer dessas páginas. Recomendo.

@Gustavo Barberá – 29/05/19.


23 comentários:

  1. Olá, Gustavo.
    Fiquei muito curiosa para saber o motivo disso acontecer com o personagem, me coloquei no lugar dele, imaginei o quanto seria estranha essa situação e eu ficaria super perdida kkk
    Não conhecia a obra, mas anotei a dica, fiquei com vontade de conhecer a história!

    ResponderExcluir
  2. Olaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!
    Amei a capa <3
    Não conhecia a obra, mas fiquei intrigada. Porque raio é que isso lhe aconteceu?!
    Não me "obrigues" a comprar o livro para saber ahahaahah
    Beijokitaz




    www.devaneiosdemissl.com

    ResponderExcluir
  3. Oie

    Seria uma leitura bem diferente para mim e eu gostei da premissa.
    Fiquei bem curiosa para saber o que acontece com o personagem e não sei se queria estar no lugar dele hahaha. Sou medrosa.

    bjs

    ResponderExcluir
  4. oi!
    Eu adorei a dica :D sou uma grande fã de livros de ficção cientifica,já coloquei na lista de leitura ;)

    ResponderExcluir
  5. Pelo que posso concluir sem ter lido o livro, apesar de já estar bastante curioso, acho que a obra é uma metáfora à vida, afinal, estamos em constante mudança, não somos imunes às transformações que, por vezes, deixam-nos confusos! Esse livro me fez lembrar outra produção, "A Metamorfose", de Franz Kafka, que também nos leva a refletir sobre transformações e tantas outras questões.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  6. O que acontece com o personagem? Kkkkk #QueroSaber! Nunca tinha visto esse livro e já quero ler! 😂 Adorei a resenha! 💛

    ResponderExcluir
  7. Uauuu pq será que esse tipo de coisa acontece com o personagem? Que louco né? Uma leitura bem envolvente de se fazer.

    ResponderExcluir
  8. Oi, tudo bem? Vi a indicação lá no instagram e achei a proposta bem diferente. Com certeza muito instigante. Gosto de enredos com um lado meio filosófico nos fazem refletir. Beijos, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  9. Não é muito o estilo de leitura que gosto mas com certeza vou indicar para o meu marido ele gosta muito
    Abraços

    ResponderExcluir
  10. olá , ja quero ler extemporaneo , gosto dessa mistura filosofica , da surpreendente mutação diária .
    deve ser uma obra muito involvente daquela que nos prende ate o final.

    ResponderExcluir
  11. Ainda não conhecia o livro. Parece bem diferente esse enredo e fiquei bastante curioso. Eu gosto de ficção e sou um apaixonado por Arquivo X, então já adicionei na minha lista, com certeza.

    ResponderExcluir
  12. Olá,
    Só pela resenha fiquei imaginando a agonia de um personagem que além de não saber o dia de amanhã não sabe o que será.
    Curti o enredo, parece ser o tipo de livro que te prende da primeira a última página.

    ResponderExcluir
  13. Um livro com um enredo curioso, no mínimo... De algum modo me fez lembrar do filme "Antes que termine o dia", justamente pelo fato do personagem esquecer as lembranças do dia anterior, se bem entendi da tua resenha.
    Interessante.

    ResponderExcluir
  14. Olá! Achei muito interessante :O

    Eu sou uma pessoa que adora ficar imaginando essas situações malucas impossíveis, então imagino que depois dessa leitura eu ficaria reflexivo por uns bons dias.

    Vou dar uma conferida! ;)

    ResponderExcluir
  15. Fiquei super interessada nessa leitura! Quando comecei a ler o post lembrei que já vi um filme ou uma série que aborda um tema parecido, mas faz muito tempo então lembro muito vagamente...

    Quanto ao autor, já conheço o trabalho dele, mas ainda não sabia desse livro, muito obrigada pela dica! Vou da uma olhadinha na Amazon com toda certeza!

    ResponderExcluir
  16. Me parece ser um bom livro, fiquei curiosa para ler e bem curiosa para saber o que acontece com o personagem

    ResponderExcluir
  17. Gostei muito da resenha do livro realmente seria um para adicionar a listinha de leitura. Deve ser muito agoniante esta situação, o fato de estar escrito em primeira pessoa deixa a gente sentir de perto as emoções vividas pelo personagem.

    ResponderExcluir
  18. Acho que é a primeira vez que ouço falar dessa história e a achei bem louca, mas de um jeito interessante. Fiquei imaginando como seria acordar numa espécie de vida diferente, com poucas lembranças e poucas horas para viver aqueles momentos antes que tudo mudasse novamente. Deve ser angustiante. Talvez um dia leia o livro.

    ResponderExcluir
  19. Olá, tudo bom?
    Nunca tinha ouvido falar do livro ou do autor, mas a premissa me lembrou bastante a do livro Todo dia, que eu simplesmente adorei. Fiquei curiosa para saber em que situações essa personagem vai acordar, o que ela vai ter que resolver, quão angustiante é a experiência. Anotei a dica! ♥
    Beijos!

    ResponderExcluir
  20. Adoro, Livros próximos, certeza que depois da sua dica bou ler esse... Me parece um suapense bem legal, e que te prende, uma vez que vc não tem muita certeza do que vai acontecer com o personagem. Ai Meu Deus... Já esrou presa nesse suspense

    ResponderExcluir
  21. Oi Gustavo, eu estava mesmo curiosa para saber mais sobre o livro, gostei de conferir suas considerações sobre ele, essa premissa de acordar cada dia em uma vida e um corpo diferente é super interessante.

    ResponderExcluir
  22. Quando li as palavrinhas mágicas ARQUIVO X eu já quis ler o livro imediatamente porque gosto daquele tipo de ficção cientifica. Adorei a dica!!!

    ResponderExcluir
  23. Olá, tudo bem?

    Confesso que não tinha visto nada sobre esse livro, até o momento. Achei a premissa bem interessante, fiquei curiosa sobre as mudanças no personagem, se ela se dão através da morte ou não, pela questão espiritual na qual você tocou ali. Aguçou minha curiosidade, apesar do livro não ser muito o meu estilo.

    Beijo.

    ResponderExcluir