Resenha do livro "Curtos e surtos"










Título Original: Curtos e surtos
Autora: Mari Tibo
Ano: 2019
Editora: Fora da caixa
Páginas: 174
Onde comprar: Amazon, Editora Fora da Caixa



*Livro cedido gentilmente pela escritora.

          Imagine se sua vida emocional fosse como o mar, onde , através da força gravitacional da Lua, pode mudar de uma hora para outra sem menos se esperar e trazer, junto dessas mudanças drásticas, coisas boas ou ruins junto de você. Pois é isso que se trata essa história que li em “Curtos e surtos”.

          O livro conta o relato da escritora Mari Tibo, que aos trinta anos de idade, descobre que é vítima de transtorno bipolar e a partir daí sua vida se torna uma incansável visita a hospitais, psicólogos e psiquiatras, além de sessões terríveis de ECT, o antigo eletrochoque. Aqui, ela relata todosesses momentos, ou a maior parte delas e como conseguiu vencer seus obstáculos e começou a viver com um pouco de paz e tranquilidade.




 

          Confesso que fiquei chocado com esse relato da escritora e da sua trajetória após a descoberta do seu problema e principalmente a força que ela tem para ser vencedora e impedir que esse transtorno a domine por completo. Mesmo com os altos e baixos, ela está determinada a levar sua vida de forma pacífica e apaziguadora.


“Esse livro não é apenas uma catarse; ele foi pensado, elaborado e revisado para que o leitor tenha acesso direto a uma mente bipolar”.


          Narrada em primeira pessoa, pela própria escritora, pois a obra se trata de um diário de Mari Tibo, com textos variados que vai de textos poéticos, em prosa a frases ou citações. Há a presença de quadros de suas atividades diárias e um capítulo exclusivo de suas sessões de ECT, que me impressionou a forma que ela ficava após o procedimento. 

 



           A narrativa é escrita com frases curtas e objetivas, é uma narrativa que me fez não querer parar de forma alguma a leitura, pois temas polêmicos como autotortura, suicídio e angústia estavam presente a todo momento e isso me deixou agoniado do que poderia vir pela frente. E vibrava com os momentos de melhora e com o tempo ela foi vencendo seus fantasmas e permanecendo otimista com seus projetos.


“Aprendi que sem pai nem mãe, muitas vezes não há quem cuide. É preciso estar vivo. É preciso cuidar de mim e do outro. Estamos todos no mesmo barco. Ou melhor, estamos todos no mesmo planeta: Terra”.


          A hipomania e obsessão por algo também tomou conta da autora, onde trouxe alguns efeitos não desejáveis, o que fica explícito que não devemos se apegar apenas a alguma atividade, mas sabermos dosar tudo na medida certa.


 

          É uma obra que nos faz refletir a vida e nos ensina a sermos pessoas otimistas e ao chegar pensamentos pessimistas, precisamos massacrá-los com ideias positivas e seguir nosso caminho. Recomendo essa leitura para que possamos conhecer o que é uma pessoa com transtorno bipolar, entendermos suas reações e sabermos a importância de estar sempre ao seu lado, apoiando-a e ajudando-a, que é essencial.



@Gustavo Barberá – 09/08/2019.

46 comentários:

  1. Olá, confesso que ainda nao conhecia o livro e nem o autor, mas achei super interessante a sua resenha, bem completa, e o que me chamou atenção foi umas das citações em relação ao livro, sobre a mente bipolar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, esse livro me deixou bem pensativo sobre esse problema e das pessoas que tem a infelicidade de serem diagnosticadas. É uma leitura e tanto.

      Excluir
  2. Amo esses livros que nos ensinam a ser mais otimistas! Logo de cara já me encantei com a capa do livro.

    ResponderExcluir
  3. Precisamos ser muiri otimistas mesmo... Pra acordarmos e aceitamos o Bolsonaro como presidente.. Eu tinha que passar a vida lendo isso daí...

    ResponderExcluir
  4. oi!
    Eu adorei a dica :D não conhecia o livro, gosto de livros que nos fazer refletir e ainda mais quando nós ensinam algo.

    ResponderExcluir
  5. Olá Gustavo, tudo bem?

    Não conhecia a obra, mas fiquei bem curiosa para ler estes relatos da autora. Creio que seja um livro bem denso, e que de certa forma nos leva a questionar e refletir sobre muitas coisas. Por se tratar de uma espécie de "diário", me vejo com mais vontade de desbravar, pois minhas obras favoritas também foram escritas neste formato. Bela dica!

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essas leituras que nos levam à reflexão, e conhecer o outro lado de pessoas que passam por situações assim são muito importantes. É bom saber o que passa na pele uma pessoa que tem esse tipo de Diagnóstico. Acredito que por isso fiquei tão interessada em conhecer mais dessa leitura, principalmente descobrir como o autora conseguiu fazer isso.

      Excluir
    2. Oi Alice, tudo e você?

      Você irá gostar muito, pois nota-se que a narrativa da escritora é escrita com a alma.

      Excluir
    3. Oi Leitura Romance Café.

      Leia sim, pois além de ser uma leitura muito rápida, você verá o que uma pessoa bipolar passa. E não é nada fácil. É uma super leitura que recomendo.

      Excluir
  6. Eu gosto muito desta temática Gustavo!
    Vivencio estas histórias de vida no meu trabalho e fiquei bem curiosa para ler este livro
    Adorei o post!
    Dica anotada
    Bjs
    Claudia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você como psicóloga, Claudia, irá gostar muito. É triste, mas vale demais a leitura por profissionais da área.

      Excluir
  7. Oi, Gustavo!
    Eu não conhecia o livro, mas normalmente gosto de histórias com esse tema e outros parecidos.
    Não sabia que ainda podiam dar eletrochoques. Fiquei chocada!
    Obrigada pela indicação.
    Bjss

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com/2019/07/resenha-juncos-ou-junko-mulheresemfoco.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carolina, tudo bem?

      Pois é, fiquei impactado também por saber que ainda existem as sessões de eletrochoque. Só mudaram o nome para não deixar muito escandalizado. No livro, a autora fez um capítulo somente para esse assunto e não tenho palavras para expressar o que senti.

      Excluir
  8. Achei super interessante a tua resenha, pois às vezes tenho minhas dúvidas se não sou uma pessoa que sofre com a bipolaridade pq um dia estou com um ânimo no outro posso estar nem tão bem. E isso é bem preocupante. Gostei muito desse livro. Já quero ele pra mim. Bjus

    ResponderExcluir
  9. Oi, Gustavo.
    Já trabalhei com uma pessoa com esse tipo de transtorno e sei que não é nada fácil lidar com isso. A principal reclamação do meu colega de trabalho era a sensação de sua doença não era levada a sério pelas pessoas, que diziam "Ah, isso é desculpa!" ou "Todo mundo é meio bipolar já que tá feliz num dia e triste no outro". Um transtorno desse é algo muito além disso e poucas pessoas entendem!
    Fiquei super animada para ler essa história e poder aprender mais com a experiência da autora!
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Camila, tudo bem?

      Realmente, só quem sente na pele que sabe. Depois que li a obra, jamais falarei tal blasfêmia, se assim podemos dizer, pois o que essa moça passou, não foi nada fácil.

      Excluir
  10. Olá!

    Muito bom a autora mostrar para o mundo um pouquinho sobre si, é uma forma dela desabafar só tudo aquilo que ela passou.
    Apesar de ter achado essa edição linda, infelizmente não é meu estilo de leitura, mas fico muito feliz que você tenha gostado e que a leitura tenha lhe tocado de alguma forma.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, tudo bem?

      Me tocou mesmo. É uma obra tensa, mas reflexiva. Recomendo.

      Excluir
  11. Essas leituras que nos levam à reflexão, e conhecer o outro lado de pessoas que passam por situações assim são muito importantes. É bom saber o que passa na pele uma pessoa que tem esse tipo de Diagnóstico. Acredito que por isso fiquei tão interessada em conhecer mais dessa leitura, principalmente descobrir como o autora conseguiu fazer isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim, pois além de ser uma leitura muito rápida, você verá o que uma pessoa bipolar passa. E não é nada fácil. É uma super leitura que recomendo.

      Excluir
  12. Sou próxima de duas pessoas com esse transtorno, sei o quanto é difícil e que é muito importantes livros assim que nos fazem refletir e tentar enxergar o mundo da visão do próximo.

    ResponderExcluir
  13. Gostei demais de conhecer essa obra que carrega uma reflexão valiosa para a vida toda. Realmente, ao cultivar o pessimismo, isso pode atrapalhar em muito nossas vidas. Ainda não tinha lido nada da autora. Mas, essa obra parece ser ótima. Adorei saber que a narrativa é escrita com frases curtas e objetivas. Acho muito importante sabermos dosar tudo na medida certa, com certeza. Fiquei interessada por ler esse livro. Muito obrigada pela dica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa leitura se você tiver tempo, se faz em um dia. Eu li em um dia e meio e recomendo muito.

      Excluir
  14. Oi, tudo bem? Achei a premissa bem interessante principalmente pela personagem ser bipolar. Não lembro de ter lido nenhuma obra com essa temática. É muito importante sermos positivos. Um abraço, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, tudo e você? Essa leitura é fantástica, recomendo.

      Excluir
  15. Oi, Gustavo! Nossa, eu não conhecia o livro, mas a temática é muito importante a todos nós! Conhecer esse assunto mais um cadinho aqui me foi de extrema relevância e digo que fiquei bem curiosa pela leitura do livro! Super resenha,A hein?! Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana. É uma leitura que choca com a realidade vivida, mas vale cada linha lida. Recomendo.

      Excluir
  16. Olá! Que interessante, eu sofro com transtorno bipolar e esse é um dos temas que abordo com certa frequência no meu blog. Com o passar do tempo, conforme fui melhorando no meu tratamento, ele deixou de ser tão focado na doença e agora falo de assuntos variados (apesar de dar mais espaço para saúde mental).

    Então, o fato de ser um livro sobre uma pessoa com TAB me deixou bem curioso! É sempre bom ler histórias de vida de pessoas que possuem problemas semelhantes aos seus.

    Adorei a recomendação!

    🌗 Relatos de um Garoto de Outro Planeta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então digo que você também é um guerreiro,pois após ler esse livro, fiquei chocado e perplexo com que esse transtorno pode fazer com um ser humano. É terrível. Você deveria ler essa obra, então. É muito boa.

      Excluir
  17. Oi, Gustavo!
    Não conhecia a autora (nem a obra), mas fiquei bastante impactada pelas suas palavras sobre a história dela. Acho que por ela ser contada em primeira pessoa e por ser uma espécie de diário da autora, as emoções são ainda mais profundas né? O transtorno bipolar é uma doença muito séria e que deveria ser levada mais a série pelo público em geral, então acho muito bom quando obras abordam o tema.
    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vitória.

      Realmente, essa obra mostra explicitamente o tormento de uma pessoa TAB. É uma leitura fascinante. Recomendo.

      Excluir
  18. Como assim ECT? Nossa estou realmente intrigada com essa história, parece ser um livro bem forte e impactante, porém que ensina muito a como devemos ser autossuficientes , com certeza irei ler!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim, Isa. Ele tem um único capítulo somente falando sobre o ECT. Fiquei aterrorizado com o que ele fazia com a escritora, após os términos das sessões e ela não fez 2 ou 3 sessões, foram várias.

      Excluir
  19. Nossa que interessante esse livro, deve ser uma leitura impactante. Que bom que ela superou e teve coragem de se abrir através da escrita do seu livro. Boa semana, adorei a dica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma história surpreendente, vale muito a pena ler.

      Excluir
  20. Parece ser um livro super legal!!!!!!!
    Dica anotada.

    ResponderExcluir
  21. Olá, tudo bom?
    Não conhecia o livro, mas achei super interessante esse relato que a autora fez ao descobrir o transtorno Bipolar e a forma como se deu o tratamento, como foi árduo seu caminho, mas como ela foi forte em enfrentá-lo. Fiquei super curiosa para conferir, então, dica anotada!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  22. Acho muito interessante conhecer esses relatos, principalmente por nos levar a refletir. Boa indicação, já salvei aqui!

    ResponderExcluir
  23. Uma apaixonada por tudo o que diz respeito à psicologia, eu simplesmente adorei saber sobre a existência deste livro através da tua resenha. Aliás, parabéns por ela! Se a tua intenção é nos despertar a curiosidade e a vontade de ler a obra, posso te dizer que vc obteve sucesso. Já quero esse livro pra mim!

    ResponderExcluir
  24. Olá!
    não conhecia esse título, parece ser uma história bem intensa, ainda mais quando mexe com o psicológico rs' fiquei bem curiosa em ler a obra!

    beijos!

    ResponderExcluir
  25. Olá, tudo bem?

    Confesso que não conhecia o livro, mas a história parece ser bem legal e envolvente. Gostei da resenha e impressões!
    Abraço!

    ResponderExcluir