Romance de época x Romance histórico: qual a diferença?







      Sempre achei que Romances de Época e Romances Históricos, eram a mesma coisa. Entretanto, há uma grande diferença entre esses dois gêneros, mas antes de apresentar essas diferenças, vamos pelo começo.

 

*Romances:
       De acordo com O Livro da Literatura, Romance visto como “estrutura” é uma obra de ficção em prosa, com centenas de páginas, contendo personagens e um enredo. Essa estrutura surgiu aos poucos no início do século XVI. Já o Romance no sentido “gênero” surge do século XVI ao XVIII, e é uma obra de ficção com aventuras extraordinárias ou elementos fantásticos. Na ficção contemporânea é o gênero cujo enredo e cuja narrativa focam no amor romântico.


       O Romance vem a ser a forma narrativa que surge na Idade Média, com o romance de cavalaria, mas sua narrativa moderna nasce com Dom Quixote de Cervantes, que apresentando constantes transformações vem se impondo desde o século XIX, quando se caracterizou pela críticas de costumes ou temáticas históricas. Os principais elementos que estruturam um romance são: o enredo, os personagens, o tempo e o ponto de vista da narrativa. Portanto o Romance é uma narrativa longa com personagens variados que se organizam em torno de uma trama, cuja linguagem é variada dependendo da proposta que é ambientada. No Brasil, temos como principais autores Machado de Assis, Jorge Amado e Graciliano Ramos.


*Romance Histórico:
       É um gênero literário que destaca o modo de vida e costumes de uma determinada época e lugar na história, entretanto faz uma relação entre a narrativa ficcional com fatos históricos, ou seja, reconstrói na ficção a vida das personagens, o cenário em que viviam, principais acontecimentos baseados em documentos e dados históricos. Esse gênero surgiu no século XIX, durante o Romantismo, sendo o pioneiro a obra Waverley (1814), do escritor escocês Walter Scott. Para o filósofo Lukáks o que define esse gênero é o uso da cor local conceito que se refere à ficção ou poesia que se concentra nas características específicas como personagens, dialetos, costumes, história e afins, de uma determinada região ou época; a informação histórica e o passado apresentado como uma realidade acabada.  No Brasil, temos como exemplo José de Alencar, que foi um dos primeiros a utilizar esse gênero.




Principais Características:

  • Relação entre personagens reais e ficcionais numa trama imaginária;
  • Utilização do recurso “autenticidade de cor local”, ao descrever acontecimentos, costumes e personagens tal qual existiram;
  • O fato histórico é o ponto de partida para construção da ficção, sendo estes legitimados através de documentos e referências históricas;
  • Uso de temas heróicos, valores éticos e morais;
  • Narrativa construída no tempo passado, em detrimento ao tempo em que escreve o autor;
  • Tentativa de resgatar aspectos culturais, políticos e sociais do passado.

       Alguns exemplos na literatura mundial: Waverley, Rob Roy e Ivanhoe - Walter Scott;  e Os Romances de D'Artagnan- Alexandre Dumas: Os Três Mosqueteiros, Vinte Anos Depois e o Visconde de Bragelonne. E alguns na literatura brasileira: As Minas de Prata- José de Alencar e O Tempo e o Vento- Érico Veríssimo.





*Romance de Época:
       Esse gênero também busca retratar e resgatar os costumes e vida de uma determinada época, entretanto não há necessidade de haver uma relação com acontecimentos ou personagens reais da história, ou seja, a construção da ficção não precisa ser legitimada por dados históricos, pois não há preocupação com datas ou pessoas que existiram de fato. Portanto, as personagens como as situações em que elas vivem são criados pelo próprio autor, e inseridos num universo e modo de vida de uma sociedade de uma determinada época. Nesse caso, e na maioria das vezes, retrata a sociedade londrina do século XIX.



Principais Características:

  • Tem como foco principal narrar histórias de amor, sendo o foco principal um casal que se apaixona no início ou descobre esse amor ao longo da trama, e que passa por diversos obstáculos durante a história;
  • Há diversos personagens secundários que ajudam a compreender o ambiente que se passa o romance, apresentando os costumes, aspectos culturais e sociais da época;
  • Na maioria das vezes, as mocinhas destes romances tomam atitudes “à frente de sua época”;
  • A história aborda eventos sociais (principalmente bailes); educação da época; etiqueta; diferenças sociais; moda; tipos de diversão e lazer; os incríveis duelos;  comportamento, fragilidade e ingenuidade feminina; a importância de um título; casamento por conveniência, romance ardente e sedutor; e a descoberta do verdadeiro amor.

Segue abaixo alguns exemplos:
       A série Os Bridgertons de Julia Quinn, Série Os HathawaysA Série As Quatro Estações do Amor, de Lisa Kleypas, O Príncipe dos Canalhas e O Último dos Canalhas por Loretta Chase (todos pela Editora Arqueiro). 





 Fonte da pesquisa, clique aqui.

      Espero que tenha esclarecido o assunto e seja romance de época ou romance histórico, o importante é estar lendo diariamente. Até mais e boa leitura!!!


@Gustavo Barberá - 23/09/2018.

Menu

31 comentários:

  1. Ai gente não resisto à um romance de época, eu acompanho a série OUTLENDER, não tenho um gênero que prefiro mais... se é o histórico ou o de época, to curtindo... acho que os dois são incríveis sl, aliás, obrigada por esclarecer, ia morrer achando que eram a mesma coisa.

    ResponderExcluir
  2. Romance não bem o gênero que eu gosto tanto em livros com em filmes, mas cada um com seu gosto né? 😊 Bem legal saber essas diferenças, amei o post! ❤

    ResponderExcluir
  3. Olá,tudo bem?

    Eu (Yvens) não tenho o hábito de ler romances, são as mulheres do blog que realizam essas leituras e elas adoram os livros da Julia Quinn por exemplo. Gostei da sua publicação e explicações.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  4. Sempre estou lendo resenhas de livros de romance de época até que gosto, mais não sabia essa diferença entre romance de época e histórico, você explicou muito bem a diferença entre eles, mais gostei muito de saber, é sempre bom aprender mais abraços.

    ResponderExcluir
  5. Peguei nesse livro ontem rsrs por curiosidade e hoje tô lendo a resenha aqui em seu blog rsrs
    Eu gostei da resenha me chamou atenção pois adoro romance e ainda mais no momento que estou rsrs

    ResponderExcluir
  6. Achei o post muito bom, sempre é válido esclarecer para os leitores as diferenças existentes entre os romances de época e os romances históricos. Particularmente gosto dos dois, mas acho que a inserção de fatos reais da História engrandecem bastante uma obra.

    ResponderExcluir
  7. Muito interessante. Nunca parei para analisar a diferença entre as duas terminologias, mas faz todo o sentido. Devo dizer que esses são os meus gêneros prediletos, acompanhar os tempos remotos da sociedade nos ajuda grandemente no entendimento sobre o presente.
    Abraços! 😊

    ResponderExcluir
  8. Nossa na verdade eu achava que era tudo a mesma coisa, adorei descobrir a diferença. E realmente tem muito a ver uma coisa com a outra né rsrsrs

    ResponderExcluir
  9. Olha eu sou fissurda em romance de época. Aliás, qualquer coisa relacionada a época eu amo. Quando é literatura eu tento me transportar pro lugar sabe? tipo em quanto estou lendo vou tentando vivenciar como expectadora a história. Já quando vejo séries ou filmes, fico prestando atenção na caracterização, no figurino, gestual, cenografia, história, texto em fim... faço a maior viagem kkkk. Sem contar que sua primeira foto é de uma das séries que eu mais amo Outlender! pra mim é a melhor de todas no quesito romance de época, se bem que ela se encaixaria perfeitamente também no histórico por ter passagens na década de 40 e 1700. Acho isso incrivelmente lindo S2

    ResponderExcluir
  10. Oi Gustavo,

    Eu costumo ler os dois gêneros, mas ainda sou nova em ambos. Os romances de época me conquistam por serem mais leves e apresentarem um romance em uma época em que os costumes era outros. Já os romances históricos costumam me conquistar por apresentar mais sobre a história de um determinado local ou personagens reais, o que sempre gostei.
    Para quem não conhece as diferenças, creio que este seja um excelente post, pois você deixou bem claro as diferenças!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Olá!

    Eu já tinha um pouco da noção da diferença, mas acontece que sempre me confundo, ahahaha. Posso ler mil e um livros, mas sempre vou confundir os gêneros, mas como você disse, o importante é ler, seja de época ou histórico, rs.

    Beijos,
    http://pactoliterario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Eu acho jque e já lia os dois gêneros, embora não tivesse parado para analisar as diferenças que existem entre ambos. Ainda assim, acho que me confundirei bastante ainda.

    ResponderExcluir
  13. Leio e amo os dois gêneros! Aliás, Diana e Julia são duas das minhas autoras favoritas. Outlander é um ótimo exemplo de romance histórico. No tocante aos romances de época, além da Julia eu tb amo Jane Austen.
    Adorei teu post!

    ResponderExcluir
  14. Gustavo, que legal o post. Confesso que achava que era tudo a mesma coisa. O post foi super claro e direto nas explicações e agora não confundo mais e sei separar os dois. Obrigado por trazer um assunto tão interessante.

    ResponderExcluir
  15. Olá, Gustavo!
    Eu não fazia ideia que tinha diferença de um para o outro, para mim era apenas um gênero, que loucura, hahaha. Amei o post, amo aprender coisas novas.

    Beijão!
    Lumusiando

    ResponderExcluir
  16. Nunca imaginei dessa diferença, mas comparando as característica do romance de época com o romance histórico dá bem para ver a diferença.
    Na verdade eu nem sabia que existia romance histórico, para mim era todos romances de época.
    Mesmo sabendo da diferença, sendo um romance com bom enredo eu gosto de ler do mesmo jeito.
    Obrigada por compartilhar, nunca é tarde para aprender!
    Bjinhos,
    www.prosaamiga.com.br

    ResponderExcluir
  17. Nunca me perguntei sobre essa diferença, realmente confunde a gente pois achamos ser a mesma coisa né? Você nos esclareceu de maneira muito clara sobre isso. Gostei de saber.

    ResponderExcluir
  18. Que máximo... Se não fosse essa sua publicação eu ainda estaria pensando que romance histórico e romance da época eram a mesma coisa, mas realmente depois de ler faz todo o sentido.
    Obrigada pela partilha
    Um abraço

    ResponderExcluir
  19. Os romances históricos são geralmente muito mais sexy, muitas vezes bastante fumegantes. Eles também são livros ligeiramente mais longos. suas implicações neste post é de grande valor para o nosso aprendizado.

    ResponderExcluir
  20. Eu sou incorrigivelmente apaixonada por livros de romance, mas confesso que não leio tantos romances de época como gostaria, e li pouquíssimos romances históricos. Nao sei o que de fato me incomoda no ultimo, mas romances de época tendem a serem clichês, e com o tempo isso passa a me incomodar, pois parece que estou lendo o mesmo livro, só que com personagens diferentes...
    Adorei a postagem...

    ResponderExcluir
  21. Quando os romances de época começaram a surgir eu também tinha essa ideia de que eram iguais aos romances históricos, até que li o primeiro e logo notei a diferença. Mas vejo muita gente confundindo os gêneros e achei o teu post muito bom para esclarecer isso.

    ResponderExcluir
  22. Oi Gustavo tudo bem? Uma vez fui pesquisar sobre vários tipos de romances, de época, histórico e etc, me deu um nó na cabeça foi muita informação kkk, e lendo seu post ficou mais fácil a comparação entre esses que são principais pois antigamente eu confundia eles. Foi muito esclarecedor seu post parabéns.

    ResponderExcluir
  23. Oi, Gustavo! Geralmente o pessoal confunde mesmo o que é romance histórico e o que é romance de época, mas é interessante lembrar que os dois são ficções. Ainda que o romance histórico traga alguns fatos, é comum os autores modificarem detalhes e outras coisas para que se "encaixem" em suas tramas e que o que a gente chama de romance, lá fora é o "novel". Beijos!

    ResponderExcluir
  24. Oi Gustavo!
    Adorei o seu post!
    Muita gente não sabe a diferença entre os dois.
    Atualmente estou participando de uma leitura coletiva de um romance histórico e muita gente estava confundido e chamando de romance de época! Deu uma leve confusão isso.
    Eu irei mandar seu post no grupo para ajudar quem ainda se confunde.
    Beijos

    FLeituras

    ResponderExcluir
  25. Olá, tudo bom?
    Adorei as suas explicações sobre o gênero e achei super válido o post! Vejo muita gente por aí confundindo os gêneros e achando por aí que é tudo a mesma coisa. Achei o esclarecimento super válido, assim como a mensagem final: seja romance histórico ou de época, o importante é ler ♥
    Beijos!

    ResponderExcluir
  26. Olá, que bacana a sua postagem, muito esclarecedora! Eu fui aprender isso la na faculdade, quando estudava sobre gêneros literarios e suas estruturas, a gente nem faz ideia de muita coisa. Sua postagem certamente vai ajudar muita gente a entender as diferenças.

    ResponderExcluir
  27. Olá!
    São dois tipos de leituras que muitas pessoas confundem. Eu gosto de ambos, mas a minha preferência são os de época. Geralmente as leituras são mais fluidas e atraentes, que leio com mais prazer.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  28. Muito bom seu post explicando as diferenças! Gosto dos dois gêneros, mas acabo lendo bem mais romance de época mesmo.
    beijos

    ResponderExcluir
  29. Oi Gustavo! Tudo bem?
    EXCELENTE postagem! Adoro posts informativos com temáticas envolvendo literatura, ainda mais difereciando dois gêneros cuja semelhança é grande a tal ponto que são facilmente confundíveis. Teu blog está muito bom e espero ver mais postagens como essa.
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://www.galaxiadeideias.com/
    http://osvampirosportenhos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  30. Amei o post e eu amo os dois gêneros, mas leio com mais frequência romances de época por serem mais populares. Adorei os exemplos que você usou.
    beijos

    ResponderExcluir
  31. Olá ♥
    Maravilhoso esse post, sério. Muitas pessoas confundem, até a pouco tempo atrás eu também confundia, devido a semelhança entre eles. Achei bem valido suas dicas, agora não dá mais para se confundir, né ?

    Parabéns por esse post, realmente vai ajudar muitas pessoas que ainda tem essa dificuldade para diferenciar os gêneros.

    Beijos

    ResponderExcluir