Eu sou Yanka é uma obra de ficção que fará o leitor refletir demais com a lição de vida que ela nos passa através de uma história emocionante, surpreendente e instigante, com momentos que estão presentes em nossa vida real e que estragam o convívio entre as pessoas. Confira a resenha dessa obra emocionante, clicando AQUI.


@Gustavo Barberá - 17/02/2020.





     Iris é um livro de poemas, onde subjetivismo, emoção e intensidade são as palavras corretas para caracterizar o que possui nessas páginas que o compõe. São linhas da mais pura expressão apaixonada e entusiasmada que o escritor Carlos E. S. Dantas refletiu por meio de estrofes e rimas. Confira mais, lendo a resenha completa clicando AQUI.

@Gustavo Barberá - 16/02/2020.





     Todos conhecem a famosa frase “Não julgue um livro pela capa”. Pois é bem assim com “Um mistério entre nós”, livro um de uma trilogia. Essa obra com essa linda capa, vai além de uma história romântica. Aqui temos ação, suspense e mistério embutidos em um enredo de tirar o fôlego do leitor, mantendo-o preso nesse livro que está com uma narrativa incrível. Está curioso? Então confira a resenha completa, clicando AQUI.

@Gustavo Barberá - 12/02/2020.





     Olá pessoal, tudo bem com vocês?

     Trago hoje as minhas leituras do mês de janeiro. Foram leituras fantásticas, fiquei muito satisfeito com os títulos que li. Vamos conhecê-los?


- "Numa floresta sombria"-  Vários autores 🌟🌟🌟🌟🌟;

- "O Iluminado" - Stephen King 🌟🌟🌟🌟🌟;

- "Serial killers, louco ou cruel?" - Ilana Casoy 🌟🌟🌟🌟🌟;

- "Relatos urbanos" - H. Tavares 🌟🌟🌟🌟;

- "Um mistério entre nós" - Paula Barros 🌟🌟🌟🌟🌟.

     Pensei que não daria conta, mas consegui ultrapassar minha meta que sempre é de quatro obras lidas por mês. Espero que Fevereiro seja tão produtivo quanto esse mês. 

     Já leram alguma obra das que citei? Tem interesse? E como foram suas leituras? Me conte nos comentários. Até mais!!!


@Gustavo Barberá - 08/02/2020.




     Entrelinhas de uma subversão amorosa é uma obra que se passa na época da Ditadura Militar no Brasil, onde muitas barbáries aconteciam e muitas pessoas eram acusadas, presas e torturadas injustamente. Desejando saber mais, leia a resenha completa clicando AQUI.


@Gustavo Barberá - 06/02/2020.




Projeto #12MesesComClarice2020






Conto: Uma galinha
Livro: Clarice Lispector – Todos os contos
Autora: Clarice Lispector
Editora: Rocco
Ano: 2015
Páginas: 656
Onde comprar: Amazon

Esse ano, com o centenário de Clarice Lispector, o projeto está de cara nova. Denominado #12MesesComClarice2020, onde estou participando com três blogs parceiros, o “Café com leitura” da Ana Cláudia, o “Sobre a leitura” da Amanda e o “Conduta literária” da Fernanda continuaremos a postar resenhas do livro "Clarice Lispector - todos os contos". Hoje é a vez do conto "Uma galinha".

     O conto traz a história da fuga de uma galinha que seria sacrificada e cozida para o almoço, mas ao ser resgatada pelo dono da casa e jogada de forma grosseira na cozinha, a ave bota um ovo e a partir desse momento, o sentimento por ela se transforma em puro afeto, onde essa galinha se torna o centro das atenções da família, até certo dia, tornar-se esquecida e indo para a panela.

     Esse é o primeiro conto de Clarice que leio, onde ela coloca um animal como protagonista, sendo que está em caráter totalmente figurativo, pois a ave aqui representa a situação feminina a partir da alegoria da figura de uma galinha. 

 


     Durante o texto, há expressões que se aplicam à personagem galinha, mas que servem para caracterizar o sexo feminino, uma mulher passiva e doméstica, que por vezes, hesitante e trêmula que sonha seguir outro rumo.

     A simbolização da condição feminina na sociedade é observada mais, no momento em que a ave bota o ovo, que a salva. É como se ele fosse um filho prematuro e que a galinha nascida que fora para a maternidade uma velha mãe habituada.


“Foi então que aconteceu. De pura afobação a galinha pôs um ovo. Surpreendida, exausta. Talvez fosse prematuro. Mas logo depois, nascida de forma para a maternidade, parecia uma velha mãe habituada”. 


     Lispector fala de uma galinha/mulher estúpida, tímida e livre que tem que decidir por si mesma os caminhos a tomar sem nenhum auxílio de sua raça. Essa ave é a representação da mulher, enquanto ser passivo e doméstico que deve atender as necessidades do homem no sentido de lhe dar prazer e procriação da espécie humana.



  
      Se analisarmos mais profundamente o conto, pode-se até dizer que essa comparação seja cruel, pois a forma que a galinha é tratada no seu resgate, por ser carregada pela asa e jogada estupidamente no chão da cozinha, mostra a forma que algumas mulheres são tradadas pelo seu cônjuge, por isso chego a conclusão da forma em que Clarice usa a comparação entre a galinha e a mulher.

     Aguardem que muitas novidades do projeto estão por vir nesse ano de 2020. Quem desejar participar da nossa leitura coletiva mensal, me procure no privado.



Sobre a autora

     Clarice Lispector nasceu em Tchetchelnik, na Ucrânia, no dia 10 de dezembro de 1925. Filha de Pinkouss e Mania, de origem judaica, que chegaram ao Brasil em março de 1926, fugindo do antissemitismo disseminado na Rússia durante a Guerra Civil Russa.

     Fixaram residência em Maceió, Alagoas, onde morava Zaina, irmã de sua mãe. Clarice tinha apenas dois meses de idade. Por iniciativa de seu pai, todos mudaram o nome. Nascida Haia Lispector, passa a se chamar Clarice.

Em 1929, mudou-se com a família para a cidade do Recife onde passou sua infância no Bairro da Boa Vista. Fez o primário no grupo escolar João Barbalho. Aprendeu a ler e escrever muito nova e logo começou a escrever pequenos contos. Estudou inglês e francês e cresceu ouvindo o idioma dos seus pais o iídiche.

Com 9 anos ficou órfã de mãe. Terminou o primário e ingressou no Ginásio Pernambucano, o melhor colégio público da cidade. Com 12 anos, Clarice mudou-se com a família para o Rio de Janeiro, indo morar no Bairro da Tijuca. Ingressou no Colégio Sílvio Leite, onde era frequentadora assídua da biblioteca.

Em 1941, terminado o segundo grau, Clarice ingressa na Faculdade Nacional de Direito, e emprega-se como redatora da Agência Nacional. Depois passa para o jornal A Noite. Em 1943 casa-se com o amigo de turma Maury Gurgel Valente.

     Nesse mesmo ano, termina o romance Perto do Coração Selvagem, que retrata uma visão interiorizada do mundo da adolescência. Em 1944 publica o livro que teve calorosa acolhida da crítica, recebendo o Prêmio Graça Aranha.

     Ainda em 1944, Clarice Lispector acompanha seu marido – diplomata de carreira, em viagens fora do Brasil. Sua primeira viagem foi para Nápoles, na Itália. Com a Europa em guerra, Clarice trabalha como voluntária de assistente de enfermagem no hospital da Força Expedicionária Brasileira.

     Continuou escrevendo, e em 1946 publicou O Lustre. Nesse mesmo ano, passa a residir em Berna, na Suíça. Em 1949 publica A Cidade Sitiada. Nesse mesmo ano, nasce seu primeiro filho, Pedro. Dedica-se a escrever contos e em 1952 publica Alguns Contos.

     Passa seis meses na Inglaterra e em seguida vai para os Estados Unidos, onde nasce seu segundo filho, Paulo, em 1953. Em 1954, Perto do Coração é publicado em francês.

     Em 1959, Clarice se separa do marido e retorna ao Rio de Janeiro, acompanhada de seus filhos. Logo começa a trabalhar no Jornal Correio da Manhã, assumindo a coluna "Correio Feminino".

     Trabalha no Diário da Noite com a coluna "Só Para Mulheres" e nesse mesmo ano lança Laços de Família, livro de contos que recebeu o Prêmio Jabuti da Câmara Brasileira do Livro. Em 1961 publica A Maçã no Escuro pelo qual recebe o prêmio de melhor livro do ano em 1962.

     Em 1967 publica O Mistério do Coelhinho Pensante. Nesse mesmo ano, Clarice Lispector sofre várias queimaduras no corpo e na mão direita enquanto dormia com um cigarro aceso. Passou por várias cirurgias e viveu isolada, sempre escrevendo. No ano seguinte publica crônicas no Jornal do Brasil.

     Passa a integrar o Conselho Consultivo do Instituto Nacional do Livro. Era considerada uma “pessoa difícil”. Em 1976, pelo conjunto de sua obra, Clarice ganhou o primeiro prêmio do X Concurso Literário Nacional de Brasília.

     Em 1977 Clarice Lispector escreveu Hora da Estrela, sua última obra publicada em vida, onde conta a história de Macabea, uma moça do interior em busca de sobreviver na cidade grande.

     A versão cinematográfica desse romance, dirigida por Suzana Amaral em 1985, conquistou os maiores prêmios do festival de cinema de Brasília e deu à atriz Marcélia Cartaxo, que fez o papel principal, o troféu Urso de Prata em Berlim em 1986.

     Clarice Lispector faleceu no Rio de Janeiro, no dia 9 de dezembro de 1977, um dia antes de seu aniversário. Seu corpo foi sepultado no cemitério Israelita do Caju.



@Gustavo Barberá – 02/02/2020.





     Relatos urbanos é uma coletânea de contos do estilo romance policial  de rápida leitura, onde irão agradar o leitor pela fluidez que existe e facilita muito, além de possuir finais enigmáticos e que faz com que se imagine uma continuação. Desejando saber mais, leia a resenha completa, clicando AQUI.

@Gustavo Barberá - 30/01/2020.





     Pense em uma obra que irá te deixar noites e dias pensando em até que ponto um ser humano pode chegar para cometer crimes hediondos, cruéis e até bizarros, se assim pode-se falar. Aqui, Ilana Casoy traz os mais famosos serial killers que já houve na humanidade e seus atos animalescos e insanos, que deixa o leitor chocado e impressionado. Desejando saber mais, leia a resenha completa, clicando AQUI.

@Gustavo Barberá - 27/01/2020.





          Olá pessoal, tudo bem com vocês?

          Hoje venho fazer um post de uma escritora de romances que eu sou muito fã. Ela é Samanta Holtz. Conheci a autora e suas obras praticamente ao acaso, onde em um evento de amigo secreto, ganhei seu livro "Renascer de um outono", o que demorou um pouco para ser lido, pois quem acompanha o Leitura Enigmática sabe que meu nicho é terror, suspense, thrillers e afins, só que sempre estou dando abertura para outros estilos, só que lendo em menor intensidade.
         
          E sucedeu, certo dia em que estava de férias, ao terminar uma leitura, resolvi olhar minha estante e vi a obra que tinha ganhado. Resolvi ler. Agora vem aquela famosa frase "Se soubesse que esse livro fosse tão bom, o teria lido antes". A escrita de Samanta Holtz me conquistou de primeira, consumi essa obra em poucos dias e ao pesquisar sobre a escritora, fiquei muito surpreso por saber que ela é brasileira, pois pelo seu nome, pensava que era estrangeira.

          A partir daí comecei a acompanhar sua trajetória e li mais uma obra que também ganhei de presente, um romance de época que se chama "O pássaro". Perfeito! Só o que posso dizer. 

          Acessando seu site, arrisquei entrar em contato com a escritora para falar o quanto gostei dos seus livros e com algumas dúvidas sobre suas obras e sem esperança de retorno, pois como se sabe, os autores são pessoas muito ocupadas com eventos, projetos literários, etc... Só que certa noite ao checar meus e-mails, ela me respondeu. Ela é uma pessoa maravilhosa, foi uma resposta muito agradável e simpática. 

          Samanta possui mais obras e contos publicados, espero aos poucos ir completando minha coleção e digo que ela é a minha escritora de romances preferida e ninguém irá substituí-la. Espero em breve estar lendo mais títulos de sua autoria. Para finalizar o post, estou deixando uma pequena biografia e suas obras.



Biografia



Samanta Holtz nasceu em 1987, no Dia Mundial do Livro, 23 de abril.
Publicitária de formação, aprendeu a ler sozinha aos 5 anos, pois era enorme sua vontade de entender as histórias que a mãe lia para ela. Aos 9, ganhou o primeiro prêmio por escrever, ao vencer o concurso de redação de sua cidade, Porto Feliz, no interior de São Paulo. Sua primeira publicação aconteceu em 2012, com o romance de época O pássaro (NovoSéculo), vencedor dos prêmios de votação de público e júri técnico no concurso Destaques Literários 2012, promovido pelos blogueiros literários brasileiros. 






Obras



"O Pássaro"
Publicado em 2012 pela editora Novo Século (Novos Talentos da Literatura)
Relançado em 2014 na segunda edição pelo selo principal da Novo Século.
Uma história romântica e surpreendente que irá prender sua atenção desde a primeira página. Você está preparado?
Sinopse: Caroline Mondevieu é filha de um poderoso barão e tem tudo o que uma dama da época poderia querer: status, riqueza e um ótimo partido para se casar. Seus sonhos, no entanto, vão muito além de vestidos caros ou um bom marido; ela quer ser dona do próprio destino. 

           Tudo parece perdido quando ela encontra Bernardo, um charmoso e irritante domador de cavalos. Eles não conseguem se entender até perceberem que, para alcançar o sonho em comum da liberdade, deverão passar por cima das diferenças e se unirem em um arriscado plano que promete transformar suas vidas para sempre. 

           Grandes emoções os aguardam nessa jornada: perseguição, mistérios, ciganos e o despertar de um sentimento que insiste em se manter escondido. Mas o que parece tão simples envolverá mais magia e coincidências que eles podem imaginar, além da descoberta de segredos, até então, muito bem guardados.




"Quero ser Beth Levitt"
Publicado em agosto de 2013 pela editora Novo Século.
E se o seu maior desejo, de repente, se realizasse de um jeito que você jamais sonhou?
Sinopse: Amelie Wood perdeu os pais aos doze anos e, desde então, vive em um abrigo de meninas. Com a chegada do seu décimo oitavo aniversário, ela vive agora o temido e esperado momento de deixar o lugar que a acolheu por toda a adolescência para enfrentar o mundo em busca dos seus sonhos.
           Seu bem mais precioso é o velho exemplar do romance que sua mãe lia para ela, na infância. "Doce Acaso" contava a história de Beth Levitt, uma jovem que, como ela, amava o balé e tinha a vida transformada ao conhecer o príncipe Edward. Amie suspira ao reler incansavelmente aquelas páginas, imaginando quando o príncipe da vida real baterá em sua porta...
           Por isso, ao soprar as velas, não tem dúvida quanto ao seu pedido: "Quero ser Beth Levitt!".
           Através de grandes coincidências e uma trajetória que ela jamais imaginaria, Amie se vê, de repente, no fascinante mundo do cinema, cara a cara com o príncipe mais lindo que sonharia encontrar e lutando para se esquivar da maldade de muita gente invejosa, contando, para isso, com sua melhor arma: um coração puro.



 
"Renascer de um Outono"
Publicação em Agosto / 2014 na Bienal do Livro de SP - editora Novo Século

“Mas não escolhemos o rumo que nossa vida irá tomar. Só o que podemos fazer é entender, aceitar e mudar o ritmo da dança quando o destino muda a música...”

Sinopse: A vida aos dezoito anos está muito diferente do que Anna Hills havia sonhado. Sozinha em uma cidade estranha, reprovada no vestibular e demitida do emprego, ela enfrenta a difícil batalha para superar o desânimo e ir em busca de um lugar no mundo que possa chamar de seu.

           Determinada a deixar os fracassos para trás, Anna descobre nos classificados a vaga para baby sitter de uma garotinha que vive com o tio. No entanto, ela não imagina que aquele pequeno anúncio de jornal se tornará o passaporte para as maiores emoções da sua vida, colocando-a face a face com mudanças, escolhas e com John, o rapaz que amava em segredo desde a infância, em um encontro que os levará a desvendar o verdadeiro sentido do amor, da vida e da importância de fazer cada instante vivido valer a pena.

           Em uma tortuosa e apaixonante jornada, Anna descobrirá a força de uma grande amizade, a dificuldade de se conquistar o coração de uma criança e, acima de tudo, o poder transformador do amor, naquele que será o melhor e o pior outono da sua vida.





"Quando o amor bater a sua porta" - Publicada pela Editora Arqueiro."Ele tem um passado do qual não se lembra. Ela precisa esquecer o seu".

Sinopse:
Malu Rocha é uma escritora de 29 anos independente, confiante e bem-sucedida. Mora sozinha em São José dos Pinhais, perto de Curitiba, onde mantém uma rotina regrada de pedalar todas as manhãs, escrever e, semanalmente, visitar o avô de 98 anos em uma casa de repouso.

Porém sua vida toda controlada sai do eixo quando um homem bate à sua porta e se apresenta como Luiz Otávio Veronezzi, dizendo ter perdido uma reunião marcada com ela. Malu não se lembra do compromisso e sua primeira reação é dispensá-lo. Mas o belo desconhecido insiste, explicando que sofreu um acidente de carro, ficou em coma e perdeu a memória, assim como seus documentos. 

          As únicas coisas que restaram foram um pouco de dinheiro e um papel com o nome e o endereço de Malu, o nome dele e a data da reunião. Luiz confessa que a escritora era sua última esperança para descobrir a própria identidade. O problema é que ela não tem a menor ideia de quem ele seja.

          Desconfiada, mas sentindo-se responsável pelo acontecido, Malu decide ajudá-lo e embarca em uma jornada para descobrir quem ele é – o que acaba trazendo à tona muitos fatos sobre si mesma, seus medos e segredos mais bem guardados, além de um passado que preferia esquecer.
A bela narrativa e a trama que prende do começo ao fim nos convidam a acompanhar Malu e Luiz nessa busca que se...


Já conheciam a escritora? Espero que tenham gostado do post. Até mais pessoal!!! 


@Gustavo Barberá - 24/01/2020. 






         A Macabra Filmes e a DarkSide® Books selaram um pacto eterno na quarta-feira de cinzas de 2019, promovendo filmes e seus criadores, apresentando com curadoria e critério os novos nomes do cinema de terror nacional e internacional. A DarkSide® Books agora inaugura o selo Macabra dentro de sua casa editorial, trazendo livros e quadrinhos que vão deixar a sua estante mais trevosa. Saiba mais, clicando AQUI.

@Gustavo Barberá - 22/01/2020.





          O Iluminado é uma das primeiras obra de Stephen King e que vem conquistando o público até nos dias de hoje. Uma história muito bem bolada, instigante e perturbadora, que não se conteve em ficar impressa, nas páginas de um livro e acabou se transformando em adaptação e presenteando seus fãs, pois sua estreia aconteceu no dia 25 de dezembro de 1980 e com personagens fera de Hollywood como Jack Nicholson e Shelley Duvall no papel dos protagonistas. A resenha completa traz mais informações, leia clicando AQUI.


@Gustavo Barberá - 18/01/2020.






          Numa floresta sombria é uma coletânea de contos, produzida no ABERST Ghost Story Challenge 2019, onde esses quinze escritores foram convidados a ficarem confinados em um sítio localizado em um local totalmente afastado da civilização, com o objetivo de naquela noite cada um escrever seu conto de terror. E deu certo. Surgiu essa impressionante obra que está com várias histórias de arrepiar. Confira a resenha completa, clicando AQUI.


@Gustavo Barberá - 15/01/2020.





          O presente do meu amor é uma coletânea de contos natalinos que irá te emocionar a cada um deles lidos. São histórias que irão aquecer seu coração e fazer com que o leitor sonhe com um mundo repleto de sentimentos, solidariedade e muito amor ao próximo. Confira a resenha completa, clicando AQUI.


@Gustavo Barberá - 12/02/2020




          Hoje é um dia de muita alegria para o Leitura Enigmática, pois o blog acaba de fechar parceria com o Grupo Editorial Scortecci, uma empresa que está no ramo literário há vários anos, nos trazendo leituras variadas e de qualidade. Vamos conhecer mais um pouco dessa magnífica empresa?





A Scortecci é uma editora laureada, com mais de 37 anos no mercado editorial brasileiro. Edita, imprime e comercializa livros em pequenas tiragens desde 1982. Possui gráfica própria com tecnologia Digital, acabamento de qualidade, sofisticado controle de vendas e central de logística. São mais de 10 mil títulos publicados em primeira edição. Já recebeu os prêmios: Jabuti, APCA, FBN, ABL e PEN Clube. Em sua história conserva os mesmos objetivos e propósitos desde a sua fundação: publicar livros, organizar e apoiar concursos e prêmios literários, realizar recitais e eventos culturais, editar e coordenar antologias de novos talentos, desenvolver o mercado literário através de cursos, palestras e oficinas, trabalhar pela formação de bibliotecas e fomentar o hábito da leitura. (Fonte: site da editora).

          Agora, o Leitura Enigmática com muita satisfação estará lendo e resenhando suas obras, além de divulgar eventos e lançamentos que forem surgindo no decorrer do ano em todos o seus canais. E não deixem de visitar o site da Scortecci que está repleto de novidades. Para entrar na página, clique AQUI.

          Muito obrigado ao grupo editorial pelo voto de confiança e por acreditar no Leitura Enigmática, que sempre trabalhou seriamente para levar o melhor da literatura para todos os cantos, agradando leitores de todas as idades. Será uma parceria muito produtiva. E aguardem novidades!!!

          Até mais pessoal!!!


@Gustavo Barberá - 10/01/2020.





          Jumanji é uma obra da editora Darkside books, lançada pelo selo caveirinha que conquistou toda uma clientela ambos infanto juvenil como adulta. Sua aceitação e sucesso foram tão grande que a história se transformou em adaptação cinematográfica em março de 1996 e até hoje é assistido por milhões de pessoas em todo o mundo. Desejando saber mais dessa incrível obra, leia a resenha completa, clicando AQUI.


@Gustavo Barberá - 10/01/2020.






          Carrie a estranha é uma obra que espanta várias pessoas, pois ódio, sentimento e vingança estão presentes de uma forma em que o objeto não é só assustar, mas sim fazer com que se pense de forma crítica as babáries que a sociedade pode fazer com uma pessoa, sem se preocupar com as consequências que poderão vir.Confira a resenha completa, clicando AQUI.


@Gustavo Barberá - 08/01/2020.