Resenha do livro "Dos cheiros de tudo - memórias do olfato"








Título Original: Dos cheiros de tudo – memórias do olfato
Autor: João Scortecci
Ano: 2019
Editora: Scortecci
Páginas: 84
Onde comprar:
Livraria Asabeça

*Livro gentilmente cedido pela editora.

      Dos cheiros de tudo – memórias do olfato é um livro de poesias, onde através das palavras, explora esse órgão do sentido que sempre está aguçado nas pessoas. São versos profundos, que refletem o aroma da vida e suas facetas. Bem reflexivo e profundo, a obra sentencia a vida e a morte com elementos que nela está presente e fazem parte do nosso cotidiano.


     Discretamente, o poeta nos leva a um estado de catarse com a doçura das palavras, mas ao mesmo tempo trágicas, deixando a poesia realística com os dias atuais, sendo possível fazermos um paralelo da arte com o concreto presente na sociedade.




 

     Contemporânea, sedutora e com personalidade forte, o conteúdo lírico desse livro conquista o leitor, onde não conseguimos parar a leitura até a conclusão da obra por si e ao terminá-la, já temos a vontade de reler essas belas linhas redigidas que nos transmitem várias sensações cinestésicas, além das olfativas.
 



     A obra em si é muito bonita, com imagens belíssimas em forma de pinturas, a capa é uma pintura de Belkiss Ramalho (1925 – 2017), com uma diagramação combinando com as poesias, papel amarelado para uma ótima visualização e com muita expressão e emoção em seu conteúdo. 

 


     Sem rimas, mas com expressão, a poesia de João Scortecci nos atribui valores que devemos olhar enquanto estamos vivos e não damos valor às vezes (isso foi uma interpretação minha), pois a vida tem muito a nos oferecer. Ela se encerra com um texto poético sobre a morte. A obra contém no final comentários de outros poetas e escritores sobre as poesias aqui presente.
  



 
     E se você deseja sentir esses odores e outras sensações que esses versos nos atribuem, não deixe de ler “Dos cheiros de tudo – memórias do olfato” e se delicie com as mais belas palavras combinadas com ilustrações e aroma lírico de cada sentimento presente nessas linhas.






Sobre o autor



João Scortecci nasceu em Fortaleza, Ceará, em 1956. Veio para São Paulo em 1972, onde reside até hoje. 
Fez sua estreia na Revista Poetação (FAU-USP), em 1973, com a poesia “Mulher de Rua”.

É escritor premiado: Prêmio Sesquicentenário da Independência (1972) e Prêmio Itajaí de Poesia, com o livro O Eu de Mim (1982).

Tem 23 livros publicados, que somam mais de 40 edições, com destaque para as obras: A Morte e o Corpo, O Eu de Mim - Poema Ecológico, Água e Sal - Fragmentos de Tempo Algum, Na Linha do Cerol - Reminiscências Poéticas, A Maçã que Guardo na Boca, Guia do Profissional do Livro (coautoria com Maria Esther Mendes Perfetti), Dos Cheiros de Tudo - Memórias do Olfato e os livros infanto-juvenis O Touro de Ouro, O Peixe Voador, A Pulga Elétrica e As Aventuras de Olga Wap.

      Foi membro da CNIC, Ministério da Cultura, Lei Rouanet, Área de Humanidades, de 1996 até 2007, Diretor da UBE - União Brasileira de Escritores, por três vezes, da ANL - Associação Nacional de Livrarias, Diretor-Adjunto da Câmara Brasileira do Livro, por duas vezes, e Vice-Presidente Administrativo e Financeiro da entidade, no biênio 2002/2003.

      É Diretor Setorial da Abigraf/SP, membro do Conselho Editorial da Revista Abigraf, Vice-Presidente Diretivo da ABTG - Associação Brasileira de Tecnologia Gráfica, membro do Conselho Eleito da CBL - Câmara Brasileira do Livro, Editor do Portal Amigos do Livro e docente da Escola do Escritor.
(Fonte: clique aqui)

 
@Gustavo Barberá – 13/05/2020.



13 comentários:

  1. Oie.
    Também recebi esse livro e acho ele muito bom, tem poemas muito bonitos e como tu disse o livro combina belas palavras com lindas ilustrações.
    É um livro de se ter na estante mesmo

    ResponderExcluir
  2. Não consigo nem lembrar quando foi a última vez que li um livro de poesias e a sua indicação veio no momento certo porque acho que esse livro pode trazer calma e reflexão para este momento tão tenso que estamos vivendo. Valeu pela dica.

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem? Também recebi esse livro, mas não comecei a lê-lo ainda. Tua resenha me deixou curiosa para ler a obra logo, pois os poemas parecem ser maravilhosos mesmo. Adorei a resenha!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem ?
    Confesso que poesia não é um estilo de livro que paro para ler, mas meu pai gostava bastante e até escrevia algumas.
    Gostei bastante das fotos que fez, ficaram muitas bonitas.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Adorei a edição e as ilustrações. Infelizmente eu não sou uma pessoa de poesia, mas confesso que achei o título bem chamativo.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe do #SorteiodaAmizade no twitter; três livros, um ganhador

    ResponderExcluir
  6. Confesso que não sou muito fã de poesias, mesmo que nos últimos dias eu tenha lido algumas. Adorei a foto que você mostrou a ilustração e já consigo visualizar um pouquinho mais do que esperar. E imagino quanta reflexão o livro pode proporcionar, afinal, a gente realmente não dá valor a tudo que temos.

    Beijos,
    Blog PS Amo Leitura

    ResponderExcluir
  7. Oi, Gustavo!
    Eu não conhecia o livro nem o autor, mas como não curto muito ler poesias, eu não fiquei interessada. O livro fisicamente parece muito bonito e achei o título bem poético, mas passo a dica dessa vez.
    Bjss

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com/2020/04/resenha-olga.html

    ResponderExcluir
  8. Olá tudo bem?
    Sou apaixonada por poesia e, apesar de não conhecer ainda esse livro, me interessei bastante por ele. Gosto de poemas mais realistas e que nos trazem alguma reflexão. Adorei sua resenha!

    ResponderExcluir
  9. Olá Gustavo. Tudo bem?

    Uma das minhas metas para esse ano é ler mais livros de autores nacionais! Mais um para minha lista. Eu amo livros de poesia e sou fascinado em como eles sempre tem algo que faz a gente refletir. Não conhecia essa obra, adorei conhecer! Abraços.

    ResponderExcluir
  10. A capa está linda mesmo e pelo jeito internamente não está diferente, eu gostei da imagem que você colocou.
    Eu amo poesias e todo mês procuro ler um pouco delas, ainda mais se trazem todos esses sentimentos e reflexões.
    Estou curiosa por esse.

    bjs

    ResponderExcluir
  11. Olá, tudo bem? Poesias por si só já são belas, tendo ainda ilustrações que parecem ser maravilhosas, com certeza deixa um prato cheio para leitura. Adorei e com certeza dica anotada!
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Oi, Gustavo.
    Confesso que já fui fã de poesia, mas hoje em dia tenho pouco interesse nesse estilo de texto. Apesar disso, tenho muitos amigos que adoram e já vi que esse livro dá um excelente presente. A edição está belíssima e tenho certeza que os textos são lindos!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  13. Oi Gustavo!

    Confesso que não sou fã de poesia, mas fico feliz que o livro tenha te tocado tanto viu. É maravilhoso quando isso acontece. A edição está um primor mesmo e eu fiquei babando aqui de tão caprichada.

    ResponderExcluir