Resenha do livro "Murmúrios das trevas"







Título Original: Murmúrios das trevas
Autor: Dylan Ricardo
Ano: 2019
Editora: Coerência
Páginas: 384
Onde comprar:
Amazon, Coerência

* Livro gentilmente cedido pela editora.



     Murmúrios das trevas é uma coletânea de dez contos horripilantes que vai atormentar o leitor com suas histórias macabras e sombrias que são mostradas de um modo gótico para prender a atenção e curiosidade do leitor.

     São histórias muito bem construídas, com um enredo de tirar o fôlego, com uma escrita profissional que se faz jus a um autor de terror. A obra contém um prefácio em que o escritor conta um pouco como que produz suas obras, repletas de fatos curiosos da forma que ele consegue ter inspiração em suas composições.
 




     Todos os contos tem um mesmo objetivo que é de atormentar e assustar o leitor. E consegue. Alguns já assustam logo de início, outros no decorrer da leitura e outros com um final em que não se consegue dormir muito bem a noite, caso a leitura seja noturna.

  

“Não havia dúvida. Era o preciso perfil de um corvo a pender o amolado bico sobre a sua sobrancelha esquerda. Bico que remeteu à imagem da ceifadeira da morte”.
 

     O autor usa algumas figuras de linguagem em seus textos, como metáforas e comparações o que deixa a narrativa sensacional e atraente para quem lê. Outro fato que chama a atenção são as descrições que ele faz tanto do cenário, quanto dos personagens são incríveis também, dando um clima mais perturbador do que já está.


 

     O livro meche muito com o psicológico do leitor, não se sabe se algumas histórias são obras do sobrenatural ou por projeções da psiquê, abalando o emocional, aguçando todas as sensações sinestésicas do organismo, desencadeando uma cascata de neurotransmissores que o deixará abalado e com pânico do que está lendo.



“E, olhando em seus próprios olhos, viu abrir-se um abismo neles, de onde angustiantes gritos infernais ecoavam e gargalhadas de crueldade eram vomitadas com prazer”.
 


     A obra é muito bonita, com fotos antes de se iniciar cada conto, além de ter uma diagramação que só os livros da Editora Coerência possui. Nos deixam bem confortáveis para realizar a leitura. E com uma capa sensacional.



 
     E se você ainda não leu “Murmúrios das trevas”, aproveite e corra para obter seu exemplar, pois a cada página virada desse livro será uma nova aventura e um novo susto. É aquele livro perfeito para se ler em uma noite de tempestade, mas se a luz acabar e barulhos bizarros surgirem, será mera coincidência.





Sobre o autor



Dylan Ricardo, brasileiro da cidade de Recife, mas, cidadão do mundo. Viveu na Palestina e em Montreal, Canadá, país do qual obteve cidadania. Em viagens aos EUA, Portugal, Inglaterra, Cuba e Cabo Verde, bem como pelo interior de sua terra, Brasil, buscou inspiração para futuras obras, as quais hoje escreve dedicadamente pelas madrugadas. 
 
 Insone contumaz, da noite colhe dolorosas memórias, que são utilizadas como inspiração para seus escritos. Escritor e poeta, é autor das obras Murmúrios das Trevas (dez contos de horror), Nos Lábios do Abismo, Mil poemas e um suicídio, a biografia de um homem sem esperança (este com um romance e cem sonetos), Lamentos na escuridão, a poesia em estado terminal. (obras publicadas pela Editora Coerência), Nas Brumas do Desalento, No Zênite da Insanidade, Asas de pedra (já publicados pela Editora Chiado) Do Inferno, Contos Noturnos (publicado pela Cultura em Letras Edições) e Estado Terminal (publicado pela editora All Print Editora). 
 
     A maioria das obras com poemas de inspiração gótica, decadentista, romântica, simbolista e ultrarromântica nos quais descreve liricamente trajetórias existenciais abarrotadas de desânimo, decepções e sonhos destruídos. Trazendo reflexões ao leitor sobre a sua própria existência, seus desejos e atos praticados. Muitos desses poemas tornaram-se crônicas do cotidiano de uma personalidade insatisfeita, realista e questionadora, por se referirem a assuntos voltados ao relacionamento humano, às lembranças e à efemeridade da vida. 
 
     Além de dedicar-se no momento a outros livros de poesias, enveredou também por contos voltados ao horror e às peças de teatro. Seu interesse e sombria necessidade de investigar os insanos hábitos humanos o levaram a aprofundar-se não só em estudos de filosofia e psicologia, mas na própria literatura. O que lhe auxiliou bastante na descoberta de seu estilo. E assim, utilizando sua experiência de vida somada à técnica adquirida pelas contínuas leituras desenvolveu seus escritos. ​ 
 
     Filho de musicistas, pai maestro, compositor e violinista e mãe violoncelista, sempre esteve ligado às artes desde a infância, quando criança frequentava, levado por seus pais, aos ensaios da Orquestra Sinfônica de Recife, que ocorriam no Teatro de Santa Isabel. Localizado em sua cidade. Apesar de viajar por outras terras, o que lhe atrai é transitar pela região intensa do sentimento. Da psique autoagressiva dos retraídos. O ser e suas incertezas emocionais, as imperfeições de suas escolhas e a devastação psíquica delas decorrente.
 

Instagram do escritor



@Gustavo Barberá – 15/03/2020.

12 comentários:

  1. Esse já foi um dos tipos de conteúdo, seja filmes ou livros que mais me atraíam. Com o tempo fui ficando exigente, inclinando o gosto de terror para suspense e hoje, quase fujo de obras de terror rs. Mas este parece um bom motivo para rever este gosto.

    ResponderExcluir
  2. Uau! No que tange produções cinematográficas, o terror sempre foi meu gênero favorito. Na literatura, por outro lado, acabei não ficando tão próxima - apenas algumas obras foram capazes de realmente me assustar! Darei uma chance, obrigada pela indicação.

    ResponderExcluir
  3. Gente, quanto mais terror nacional eu acho, mais animada eu fico. Não conhecia o autor, mas só de saber que suas histórias conseguem prender, surpreender e amedrontar, já vou procurá-lo. Abs

    ResponderExcluir
  4. É tão bom ler um livro e o dever dele é cumprido.
    Achei bacana que a proposta é terror mesmo, nos deixar assustados. Eu particularmente adoro um conto onde o final seja macabro, com certeza iria gostar

    ResponderExcluir
  5. Oi, Gustavo!
    Eu não conhecia o livro nem o autor, mas achei a edição bem bonita, inclusive a capa. Não sou a maior fã de livro de contos, já que tenho um pouco de dificuldade de me conectar com as histórias. Mas de vez em quando eu acho algumas boas leituras.
    E dos contos que eu gosto, os de terror sempre estão presente.
    Muito obrigada pela dica.
    Bjss

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com/2020/03/resenha-ao-farol.html

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem por aí?

    Esse livro chamou a minha atenção de cara, principalmente pelo fato de ser de um dos meus gêneros favoritos. A capa também é muito bonita e edição como um todo parece ser muito caprichada. Fiquei curioso para ler!

    Abraços!
    www.acampamentodaleitura.com

    ResponderExcluir
  7. Oi, Gustavo.
    Essa edição parece linda e eu adoro coletânea de contos...
    Meu único problema é que sou medrosa demais para histórias de terror! Rs... Se eu leio algo assim, não consigo nem dormir! Rs...
    Mas como tenho amigos que adoram, vou passar a indicação!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  8. Olá

    Eu fico eufórica quando encontro autores de terror, porque adoro o gênero e vira e mexe estou garimpando livros novos na Amazon.
    LI recentemente O Pacto de Juliano Furlanetto que também uma coletânea de contos e fiquei abismada com a qualidade da narrativa que se assemelha com os pontos que destacou nessa obra e fiquei muito curiosa com esse trabalho e algo que levo em conta nesse gênero é o trabalho gráfico que contribui muito com a experiência de leitura.

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bem? Nossa parece uma antologia bem, assustadora ÇSHAHÇSA admito que o gênero é fora da minha zona de conforto, porém acho que em forma de contos é mais fácil de ler, o que me faria dar uma chance para a obra! Amei os elementos que usou para compor as fotos, e com certeza combinou. Dica mais que anotada, e vou passar também para amigos que amam esse estilo de leitura.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oiii,

    Eu amei suas fotos, ficaram lindas e parece que se encaixam bem com as histórias. Eu não sou muito do tipo de histórias de terror, me impressiono fácil demais e vai além do que só sair da minha zona de conforto. Mas me parece uma ótima dica para quem curte o gênero, tenho certeza de que é uma boa leitura e que as pessoas vão gostar. Eu não leio, mas é sempre bom ter uma dica para quem curte.

    Beijinhos...
    http://www.equipenerd.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Olá Gustavo!!!
    Eu não sou muito fã de contos, pois acabo não me dando bem com os mesmos. Fora que sou medrosa que só Deus na causa mesmo.
    Porém, concordo que a edição está belíssima e que os contos parecem ser bastantes interessantes.

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    confesso que não sou muito de ler contos, ainda mais de terror, mas já li alguns e gostei. A edição esta linda hein, só de conferir o livro fico com medo rs' não sei se leria por agora, mas a dica está anotada

    beijos

    ResponderExcluir