Resenha do livro "Objetos Sobrenaturais"









Título Original: Haunted Stuff
Autora: Stacey Graham
Ano: 2019
Editora: Darkside
Páginas: 224
Onde comprar:
Amazon, Darkside

Sabe aquele brinquedo, objeto ou antiguidade que mais estima e você comprou sem saber sua origem? Talvez eles possam ser propriedade de alguma alma penada que está vagando mundo afora ou até guardando uma entidade diabólica que irá lhe trazer sérios problemas. Isso e muito mais é que o livro "Objetos sobrenaturais" nos traz.

     O livro nos aborda sobre brinquedos, objetos, artefatos, locais, embarcações, hotéis, mandingas e outros fatos, onde o sobrenatural acompanha e atrapalha a vida de quem os adquire ou visita, acarretando catástrofes indesejadas, bizarras e jamais esperadas.

     A obra é divida por categorias de objetos ou locais sobrenaturais, onde a cada página lida, uma novidade de arrepiar é apresentada, são curiosidades que nunca pensamos que existisse. Um exemplo que me deixou impressionado foi a história do carro do ator James Dean.
 

 

     O primeiro capítulo do livro é uma apresentação com explicações, características e esclarecimentos sobre os objetos sobrenaturais e cada tipo de entidade que possa estar neles, com citações de pessoas famosas desse ramo, como o casal Warren, Stephen King, Charles Dickens, entre outros. Esse capítulo está formidável, instigante e que prende a curiosidade do leitor.

“O medo é o abandono da lógica, a renúncia voluntária de padrões razoáveis. Nos rendemos ou lutamos contra isso”. (Shirley Jackson)

      Além disso, os demais capítulos trazem os mais variados relatos de experiências com esses objetos. Aqui temos novamente a história da boneca Anabelle, que é relatada também no livro “Ed & Lorraine Warren – Demonologistas”,  publicada pela Editora Darkside books.  São capítulos curtos e que vão direto no assunto tratado, sem enrolação, deixando a leitura bem fluída.



     São histórias antigas, de décadas passadas, mas que nos deixam arrepiados, traz aquele medo básico e em certos momentos até parece que estamos sendo observados lendo esse livro, de tal forma que essas histórias mexem com nosso emocional e nos perturbam, mas como já disse, não conseguimos parar de tão curiosos que ficamos e desejamos saber cada vez mais sobre eles. 

“Um exorcista se vê ao mesmo tempo como um mero humano sendo posto à prova contra um inimigo impotente e com longa experiência em perpetuar a maldade”. (Thomas B. Allen)

      Destaco o décimo e último capítulo da obra que fala sobre amuletos e técnicas para deixarmos longe dos espíritos ou entidades demoníacas que desejam entrar em contato conosco ou nos atormentar. São informações colhidas do mundo todo e que segundo, quem as criou, funcionam. A curiosidade apresentada sobre cada uma é sensacional, há fatos que eu desconhecia e lendo, percebi que realmente faz sentido.
 

 

     Então, se ficou curioso para saber mais sobre esses objetos sobrenaturais que aterrorizaram a vida de muitas pessoas, não deixe de ler a obra, mas não se assuste se no decorrer da leitura, seus móveis começarem a estralar, objetos mudarem de lugar ou até desaparecerem. Será mera coincidência. A tradução é de Eduardo Alves.
 



Sobre a escritora


Stacey nasceu no dia primeiro de setembro de 1959, em Londres, Inglaterra.  Ela foi educada no Epsom College, uma escola independente em Surrey.  Ela estudou Química na Universidade de Leeds e Mestrado no King's College London .

Stacey é casada e tem dois filhos: Fiona e Gavin. Seus interesses incluem ciclismo, caminhada, squash, culinária e rugby. Ela é ex-presidente da RAF e CS Rugby e ex vice-presidente de serviço da Royal Air Forces Association, pois atuou nas forças armadas.




@Gustavo Barberá – 24/04/2020.


 

 


9 comentários:

  1. Oi Gustavo, tudo bem ?
    Concordo sobre a definição do medo, mas, não deixo de ter hahahahha.
    Por isso não leio sobre coisas de terror e nem assisto filmes, até assistia filmes, mas anos atrás vi um que falava uma hora e de alguma forma meu cerébro registrou aquilo e fiquei meses acordando naquele horário, e já viu né ?!
    Achei as imagens do livro muito bonitas, mas prefiro manter distância.
    Beijos
    www.estilo-gisele.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Nossa! Livro arrepiante! Agora, fique curiosa: O casal Warren existe de verdade? Pensei que fossem apenas personagens do filme Invocação do Mal 1 e 2...
    A resenha desse livro me fez perder o interesse em decorar minha casa com itens antigos no futuro hehehe
    Adorei a postagem!

    ResponderExcluir
  3. Que interessante! Tenho muita curiosidade sobre casos de objetos que possuem ligação com o sobrenatural, acredito que possa ser possível e só de pensar nisso já fico com frio na espinha! Deve ser uma leitura muito instigante, que aguça a nossa imaginação!

    ResponderExcluir
  4. Eu quero muito ler logo esse livro! Comprei mas to esperando a chegada. Amei sua resenha e as fotos. Só me deixou mais curioso para fazer a leitura

    ResponderExcluir
  5. Não sei se creio muito em objetos assombrados/amaldiçoados, mas gosto muito de leituras relacionadas ao sobrenatural, então vou ver se dou uma chance a esse livro. Mais uma vez, a Darkside caprichou na edição, né? Ótimo post. Abs! ♥

    ResponderExcluir
  6. Esse livro parece muito interessante, adoro ler sobre esse tipo de assunto. Ainda não conhecia essa publicação mas agora já quero. Admito que não sei se acredito muito nessa coisa de objetos serem acompanhados por entidades/espíritos. Mas, por outro lado, admito também que tenho sim certo receio com objetos muito antigos/usados e que eu não sei a origem. Nunca se sabe né... De qualquer forma, colacarei esse livro na minha lista de leituras futuras.

    ResponderExcluir
  7. Contanto que não seja um palhaço assombrado, estou bem kkkkk brincadeiras a parte, parece ser um livro muito interessante. Contar as histórias, razões e detalhes por trás de objetos "assombrados" acaba por torná-los mais reais e próximos a nós. Muito bacana a Darkside ter publicado algo assim

    ResponderExcluir
  8. Ai eu estou louca por esse livro para conhecer melhor a história de Annabelle que já acompanhei pelas telonas e fiquei especialmente intrigada com os capítulos que falam sobre amuletos. É sempre bom ter esse tipo de conhecimento. Nunca se sabe quando vai precisar.

    ResponderExcluir
  9. Oi, amigo! Como vai? Que post, hein! Eu sou muito medrosa, mas também cética. Já acreditei mais em objetos e coisas sobrenaturais, hj não mais. Entretanto, acho bela a proposta do livro e da Darkside. É que antigamente, quando as coisas davam errado, achava mais fácil atribuir a culpa a esse tipo de coisa. Atualmente, não vejo mais assim. E tento ver o que posso fazer para ajustar. Ainda assim, achei incrível a sua resenha! Parabéns!

    ResponderExcluir