Entrevista com o autor "Patrick Correa"

 


 

    Patrick Correa é um escritor brasileiro, nascido em Porto Alegre/RS. Sua escrita se caracteriza por mostrar o lado poético da escuridão, marcada com grandes reviravoltas de plot twist. 

 

     Autor de livros dos gêneros de suspense e terror psicológico, desde cedo demonstrou interesse pela arte sombria, primeiramente esboçando seus pensamentos através de desenhos, em seguida, criando seus primeiros poemas e contos sombrios. 

 

     Dos pequenos poemas e contos, passou a criar histórias mais longas e complexas, com fortes doses de suspense psicológico, criadas com elementos clássicos do terror, o que fica evidente em seus dois primeiros livros "Elise e o Silêncio da Morte" e "O Rosemberg". O autor é parceiro do Leitura Enigmática e teve a gentileza de nos ceder essa entrevista.



                      LE: De que forma as ideias e inspirações aparecem para você escrever suas histórias?

     PC: Geralmente as histórias nascem quase prontas, pelo menos a base de tudo e os personagens principais. Durante o desenvolvimento a coisa vai tomando forma e muitas vezes altera da ideia inicial.   

  

             LE: Você já fez alguma “loucura” antes de escrever uma história?

           PC: Loucura? Acho que o que fiz de mais louco foi enquanto escrevia O Rosemberg. Costumava passar um tempo deitado no chão ouvindo ópera até as cenas se montarem na minha cabeça. Foi um livro difícil.  

  

              LE:Quais seus escritores preferidos?

PC: Edgar Allan Poe, H.P. Lovecraft, Clive Barker e Stephen King são alguns dos nomes que mais me marcaram com suas histórias. Admiro muitos autores nacionais talentosos também.

 

                LE: Você já sonhou com alguma cena de suas histórias?

PC: Já me aconteceu sim. Geralmente quando acabo de escrever um capítulo de algum acontecimento marcante, algumas cenas invadem o sonho.

 

           LE: Há algum projeto em andamento e outros por vir? Pode nos contar?

PC: Tenho um projeto recém finalizado, intitulado “Jardim dos Mortos”. Em breve teremos novidades a respeito. Já iniciei o processo de desenvolvimento do próximo, mas ainda não posso falar muito, vai ser um livro que precisa de bastante pesquisa.

 

O Leitura Enigmática agrade imensamente ao autor pela cortesia de ter cedido essa entrevista e fique por dentro das novidades que chegará aqui do mesmo.

 

Já conheciam Patrick Correa? Já leram alguma de suas obras ou contos? Deixe sua resposta logo abaixo nos comentários.

 

Até mais

 

@Gustavo Barberá - 04/10/2020.

 

Menu

 

14 comentários:

  1. Amo ler entrevistas com autores! Sempre descubro coisas interessantes, e adorei saber mais sobre o Patrick Correa. Agora já quero "Jardim dos Mortos"! <3

    ResponderExcluir
  2. Amo ler entrevistas com autores! Estou lendo bastante os gêneros de suspense e terror psicológico e estão sendo uma das minhas leituras preferidas

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia o autor. Gostei da entrevista. Interessante algumas respostas do mesmo. Terror não é meu forte, até já tentei mas não dá.

    ResponderExcluir
  4. Eu não conhecia o autor, nem seus livros, mas já fiquei interessada por ser suspense psicológico, um dos meus gêneros literários favoritos.
    Vou até procurar os livros dele depois para ler, pois ainda não tinha lido livros brasileiros desse gênero.
    Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Não conhecia o autor mas fiquei curiosa para conhecer suas histórias - e o mês tá bem propício pra isso, na vibe Halloween, terror e etc *-*
    Vou já procurar os livros dele. Parabéns pela entrevista!
    Beijinhos e bom fim de semana.
    Isabelle
    https://lendocomosgatos.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  6. Oioi! Gente, adoro entrevistas com autores, nos aproxima tanto da literatura! Não conhecia o Patrick, mas fiquei curiosa porque adoro suspense/terror. Tem grandes chances de ser ótimo, uma vez que se baseia nos mestres. Vou conferir a obra dele. Abs!

    ResponderExcluir
  7. olá, Gustavo. não conhecia o autor mas fiquei bem curiosa com a obra dele. Amei saber que ele curte Barker, Lovecraft, Poe e King. Pelas referências, ele deve ser um escritor de peso. Parabens pela entrevista :D
    Tschuss

    ResponderExcluir
  8. Excelente conhecer melhor esse autor nacional. Muito interressante que uma característica marcante da escrita dele seja expor um lado poético da escuridão. Além de ser marcante com grandes reviravoltas de plot twist! Preciso me aventurar mais em gêneros de suspense e terror psicológico.

    ResponderExcluir
  9. Excelente conhecer melhor esse autor nacional. Muito interessante que uma característica marcante da escrita dele seja expor um lado poético da escuridão. Além de ser marcante com grandes reviravoltas de plot twist! Preciso me aventurar mais em gêneros de suspense e terror psicológico.

    ResponderExcluir
  10. Explorar o lado sombrio é extraordinário, amo quem consegue fazer isso porque é uma arte, não conhecia o autor e achei a ideia de trazer a entrevista dele bem sugestiva para este mês, amei mesmo. Vou procurar algo dele para ler ^^ Outro detalhe, ele tem Lovecraft como referência <3

    ResponderExcluir
  11. Oi, Gustavo! Tinha visto a entrevista no seu instagram e já tinha achado o máximo pode conhecer um pouco do autor. E que legal essa coisa de sonharem com alguma cena de seus personagens. Ainda mais quando se escreve histórias sombrias! Amei o bate-papo! Bjs

    ResponderExcluir
  12. Amo tanto ler entrevistas com autores, faz com que quando eu leio o livro do autor, consigo me aproximar muito mais dos personagens

    ResponderExcluir
  13. Oie! Não conhecia o autor, mas já deixei bem anotado aqui, principalmente por escrever meus gêneros literários preferidos. Adorei a entrevista, e sei q alguém que lista como influência King, Barker e Poe realmente precisa ser conhecido.

    ResponderExcluir
  14. Oie, tudo bem? É sempre incrível ter esse contato com autores que admiramos. Principalmente por responder algumas das nossas curiosidades. Que legal saber que é fã de ópera, sempre que posso ouço também. Tenho muita vontade de conhecer a escrita do Stephen King. Um abraço, Érika =^.^=

    ResponderExcluir