Resenha do conto "Ama seca"

 



 

 

Conto: Ama seca
Autor: R.R. Silva
Ano: 2020
Páginas: 46
Onde comprar:
Amazon

 

Nunca imaginei que o sertão nordestino fosse rico em casos e lendas urbanas, sendo a maioria de arrepiar e nos deixarmos atormentados. É o que acontece com esse conto, pois além de aterrorizante, é baseado em fatos reais que irão chocar o leitor.

 

     O conto narra a história de uma mulher que deu à luz 24 filhos, dentre esses, 10 meninos e 14 meninas e desses, os garotos morreram de formas estranhas e bizarras. Quase um século depois, esse assunto volta ao interesse de um jornalista e ao dar início às investigações, muitas revelações surpreendentes vêm à tona.

 


 

     É um conto que mexe demais com o leitor, deixando-o impressionado, ligado aos fatos apresentados e desejando a todo tempo encaixar as peças desse quebra cabeça enigmático, onde começamos a suspeitar de tudo o que pode ter acontecido naquele tempo e se haverá uma resposta plausível para tal fato, sendo que aconteceu há muitos anos.

 

“Tentei ajuda-lo, mas meus reflexos estavam lentos, meus braços formigando e minha força havia se esvaído”.

 

     O autor conduz um enredo bem esquematizado e muito bem construída, integrando o leitor a história, deixando-o com a curiosidade aguçada e repleta de questionamentos e para finalizar, nos surpreende com um plot twist de arrepiar, com um epílogo que parece mais uma cena de um filme de horror, uma mistura de “jogos mortais” com “O albergue”. O cenário descrito não pode ter sido melhor, ajudou demais na construção da cena e das sensações que a mesma nos passa.

 

     É um conto curto, mas perturbador, que mexe com os nervos do leitor com o tipo de narrativa aqui presente. E o clímax dessa trama é a capacidade de o homem cometer atrocidades por causa de ascensão e bem-estar, o pior ser que existe na face da Terra, no quesito maldade. É estarrecedor as ações que ele tem comete nessa história.

 

     

     E se ficou curioso para saber o que aconteceu com esses meninos e as descobertas jornalísticas sobre esse caso que aconteceu na vida real, só lendo esse conto que está disponível na Amazon e depois sofrer com seus fantasmas que ficarão plantados dentro de você.

 

 

 

Sobre o autor

 

R.R. Silva Brasileiro, casado, nasceu em Guarulhos a segunda maior cidade do estado de São Paulo. Filho de um taxista e uma dona de uma professora, originários de Pernambuco, iniciou estudos em matemática, mas se formou em tecnologia da informação pela FASP - Faculdades Associadas de São Paulo. 



Trabalha como Analisa de Sistemas projetando e construindo sistemas para internet e nas horas vagas adora escrever contos eróticos, fantásticos e de ficção científica, aprecia um bom livro, é Fã de Isaac Asimov, Arthu.C.Clarke, George R.R. Martin, J.K.Rowling e Eduardo Spohr.

  

      Como Hobby ajuda sua esposa na criação de cães.

 

@Gustavo Barberá – 05/01/2021

 

Menu

 

16 comentários:

  1. Nossa , só de ler sua resenha já fiquei toda arrepiada , eu particularmente não leio livros ou contos de terror pois sou muito medrosa e me impressiono fácil. Mas esse conto parece ser bem interessante, principalmente sendo bem construído do jeito que você disse e com esse plot twist de arrepiar os pelos da nuca , adorei a resenha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse conto é bem perturbador, mas vale a pena ler.

      Excluir
  2. Acho que o nordeste é a parte do país mais rica em lendas urbanas e todas dão enredos ótimos né? Fiquei mais que curiosa pra saber o final desta história.
    Valeu pela dica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um final que irá te deixar de queixo caído. Recomendo.

      Excluir
  3. Eu também nunca imaginei que o sertão nordestino fosse rico em casos e lendas urbanas ou que pudessem ser tão aterrorizantes, como é o caso desse conto baseado em fatos reais! Muito intrigante! E curti bastante conhecer o esse trabalho desse autor brasileiro. Um grande achado por aqui.

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem? Realmente parece assustador, mas sendo nacional ambientado no Brasil eu fico mais que instigada em tentar. Até porque temos um folclore tão rico e diversificado, então é sempre bom ver títulos onde ele é explorado. Amei a dica!
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Nossa, Gustavo! Li suas considerações sobre a obra no instagram e, uau! Fiquei mega vidrada e pensativa com essa possibilidade de leitura! Que conto, caramba!

    ResponderExcluir
  6. Uau!Esse conto me arrepiou só pela tua resenha!
    Obrigada pela excelente dica de leitura!
    Abraços

    ResponderExcluir
  7. Oi, tudo bem? Acho incrível algumas lendas urbanas ainda mais quando muitas delas são baseadas em histórias reais. Lembro de quando era criança e tinha medo da loira do banheiro haha hoje é engraçado mas antes era muito assustador haha Fiquei bem curiosa. Um abraço, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  8. Nossa, que resenha! Apesar de ser medrosa para esse tipo de leitura fiquei super curiosa por parte da história ter sido real, o que será que aconteceu?!!

    ResponderExcluir
  9. Estou super curiosa! Nossa, gostei bastante da trama e estou bem interessada em conhecer o desfecho. Histórias assim são muito a minha cara, eu adoro. E já estou curiosa tbm por esse epílogo. Hahahaha

    ResponderExcluir
  10. Uaaau, amo histórias nessa vibe que se passem aqui no nordeste. Fiquei muito curiosa pra ler esse conto. 😮
    Essa capa ficou belíssima, uma verdadeira obra de arte. 😍💜
    Já vou catar a obra pela Amazon hehhe
    Tschüss 😘

    ResponderExcluir
  11. Olha, pela resenha ... que conto! Nunca fui muito fã de terror, sempre fui mais do suspense sabe? Mas alguns mestres do gênero me fizeram abrir exceções, e esse parece um bom convite.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  12. Oi Gustavo!
    Fiquei arrepiada só de ler sua resenha, estou muito curiosa para saber o que aconteceu e como essa mãe aguentou ter 24 filhos coitada, sendo uma história do nosso sertão fiquei ansiosa para conferir, obrigado pela dica, parabéns pela resenha. Abraços!

    ResponderExcluir
  13. Eita,
    como controlar a curiosidade e superar o receio? Claro que depois de uma resenha dessas eu ficaria curiosa pra saber o que de fato aconteceu, mas e o medo de ficar com essa história e personagens grudados no cérebro rs? Eu nunca ouvi nenhuma lenda urbana aqui no meu país nordeste, certeza que estou andando com as pessoas erradas kkk

    Abraços!
    Nosso Mundo Literário

    ResponderExcluir
  14. A capa e o título do livro me chamaram a atenção logo de cara e antes mesmo de ler o post me lembrei de história "de assombração" que a minha vó contava quando eu era criança. Só isso já aguçou minha curiosidade mas depois de ler o post fiquei ainda mais curiosa para saber mais dessa história!

    ResponderExcluir