Resenha do conto "Um Natal visceral até os ossos"

 

 





Conto: Um Natal visceral até os ossos
Autor: Bruno Godoi
Ano: 2020
Páginas: 29
Onde comprar:
Amazon

 

Se tem uma coisa que eu gosto demais de encontrar em uma leitura é a mesma ser construída baseada em lendas urbanas, sejam elas reais ou fictícias. E “Um Natal visceral até os ossos me conquistou por completo, pois Bruno Godoi criou um universo de horror e arrepios em cima de uma dessas lendas, também criada por ele e mesmo sendo algo imaginário, isso deixou esse conto verdadeiro e original.

 

     A história se passa em Lapinha (MG), onde crianças que não se comportam bem durante o ano, irão acertar as contas com o Papai Noel de uma forma nada agradável, principalmente os que maltratam animais. E no lugar de suas meigas renas, teremos a presença ilustre do símbolo do cerrado mineiro: o Lobo Guará.

 

 

     Sinceramente, preciso conhecer esse velhinho e mandar uma lista de pessoas que conheço com esse tipo de comportamento. Esse conto está simplesmente incrível, com um enredo muito bem construído, onde ele vai perturbando aos poucos o leitor e quando menos se nota, já estamos a meio de uma carnificina violenta regada a muito sangue, o que para quem curte uma ótima história de terror, é o paraíso.

 

     Houve momentos em que o caminhar da história me fez criar várias intuições, pois o conto fará isso com o leitor, nosso cérebro fica maquinando as situações que estão presentes na trama. E a descrição sombria e perturbadora do cenário em que está presente a trama, também merece ser comentada, pois está incrível.

 

“Quando o garoto deu por si e percebeu que algo lhe amputara o membro, o topo de seu crânio escorreu numa sessão inclinada em direção ao ombro cortado”.

 

     Portanto se está afim de passar um medinho essa noite enquanto o bom velhinho não chega, leia esse conto até ele aparecer e só não tenha feito nada de ruim no decorrer do ano, pois o presente que irá ganhar será a altura dos seus atos. É uma história que recomendo.

 

 

 

 

Sobre o autor

 

Bruno Godoi nasceu em Minas Gerais, mas optou por viver alguns anos em São Paulo devido à sua afinidade com a cidade. Membro da Academia Divinopolitana de Letras, roteirista, MBA em Book Publishing, ex-bombeiro militar e engenheiro civil pela Universidade do Estado de Minas Gerais, já publicou seis romances e contribuiu para dez antologias com seus contos.

 

 

 A partir de suas diárias visitas ao Parque do Ibirapuera, teve a ideia para "Hannah", um livro que promete surpreender os leitores. 

 

 

Atualmente, mora em Minas Gerais e tem um bar de cervejas especiais, o Hicksbiergarten, onde, além de ler e escrever no balcão, mantém um projeto social de doação e empréstimos de livros usados. É protetor dos animais.

 

 

@Gustavo Barberá - 24/12/2020.

 

Menu

 

0 comentários:

Postar um comentário