Resenha do livro "Até eu te possuir"

 



Título Original: Até eu te possuir
Autora: Soraya Abuchaim
Ano: 2020
Editora: Cabana vermelha
Páginas: 208
Onde comprar:
Cabana Vermelha

 

Quem não deseja terminar sua vida ao lado da pessoa que ama, felizes para sempre. É o sonho da maioria, mesmo negando. Em “Até eu te possuir”, teremos uma protagonista sonhadora, que sem menos esperar realiza esse sonho e sente na pele a famosa frase “Até que a morte os separe”.

 

     O livro conta a história de Johanna, que após sofrer muito em sua infância e adolescência, se culpa da maioria dos acontecimentos trágicos que a circundaram e após perder todas as esperanças de que ficaria sozinha acaba conhecendo Michel Brunn, um rapaz vistoso e bem sucedido, o qual resolve se relacionar e a partir daí o que ela esperava ser um mar de rosas, torna-se aos poucos um mar de lava.

 

 

     Trata-se de um dos melhores thrillers psicológicos que já li da autora, a história nos vai seduzindo aos poucos, nos desencadeando, compaixão pela personagem, mas ao mesmo tempo raiva da mesma pela submissão e falta de tomar uma atitude perante alguns momentos de decisões, mas que nos surpreende com sua atitude final. 

 

     Narrada em primeira pessoa pela própria Johanna, os capítulos se revezam ente o presente e o passado dela, onde a autora arquitetou um enredo intenso para enganar perfeitamente o leitor com as cenas chocantes que mexem com os nervos e nos liberam uma adrenalina e tanto. Não tem como querer largar do livro para saber o que irá acontecer em seguida. É incrível, horripilante e apavorante.

 

“O trinco se move e meu coração está na garganta. Minhas mãos tremem e eu me sento em cima delas para disfarçar”.

 

     Mais uma vez, Soraya mostra até onde o ser humano pode ir em prol de uma vingança ou de se auto satisfazer. E o que mais apavora é o fato de situações como o dessa história acontece na vida real. Pessoas bipolares, com sede de revanche, carência e com orgulho ferido, estando em seu estado colérico é capaz de fazer qualquer atrocidade. 

 

     Quem já assistiu ao filme “Dormindo com o inimigo”, com a atriz Julia Roberts, sabe o que estou dizendo. Mas aqui, a coisa é pior. Então prepare-se. O livro possui um projeto gráfico incrível. Seu interior é lindo, com folhas macias, amareladas, a fonte muito confortável, que não agride a visão, além de possuir capítulos curtos, o que me fascina em uma obra. 

 


     Então, se curte um thriller perturbador de tirar sua paz, não deixe de conferir essa história, não perca mais seu tempo e adquira seu exemplar que te deixará agoniado e ao ponto de perder todas as esperanças com o que poderá acontecer com o Johanna em seu mundo atroz, o qual você irá participar e sinceramente, espero que saia vivo dele ao término da leitura.

 

 

Sobre a autora

 

Escritora de terror, Soraya Abuchaim é casada, mãe e apaixonada por livros, tendo como mestre Stephen King. Ama vinho e histórias que tenham sangue, e não vê problemas em matar alguns personagens quando necessário.

 

Começou a escrever contos de forma despretensiosa em seu blog Meu Meio Devaneio e, de uma ideia simples, surgiu seu primeiro thriller psicológico, “Até eu te possuir”.

 

     Hoje, ela trabalha em outros projetos literários, incluindo alguns contos na Amazon, o mais atual chamado “Madrugada Macabra”, que chegou a ser um dos mais baixados na categoria terror e suspense. É a autora dos livros “A vila dos pecados”, “Ferrão de escorpião” e “Pelo sangue que nos une”.

 

 

@Gustavo Barberá – 23/02/2021.

Menu

 

2 comentários:

  1. Olá Gustavo, tudo bem ?
    Não é o meu estilo de leitura, mas confesso que achei bem interessante a forma como a obra é estruturada, é bem diferente do que costumamos ver por aí.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Oi!!!
    Gosto de aparecer por aqui e ler suas resenhas, são livros que não costumo ler, aliás, acho que até agora nesses dois anos nenhuma leitura em comum...Gostei da sua resenha, acho que esse até consigo encarar.
    Abraços

    ResponderExcluir