Resenha do livro "Até que a morte nos ampare"









Título Original: Até que a morte nos ampare
Autor: Marcos Martinz
Ano: 2019
Editora: Skull
Páginas: 68
Onde comprar:
Amazon

* E-book gentilmente cedido pelo autor. 


     Muitos têm medo da morte, isso é natural. Agora, imagine morrer no dia de seu casamento. Aí é muito azar. Ou não! A morte tem muitas formas de se manifestar. E é na obra “Até que a morte nos ampare” que iremos conhecer todas as suas faces.

     Aqui temos uma Dona morte irônica, sarcástica e que de uma forma bem humorada todas as suas formas, o que irá tirar boas risadas do leitor. O que gostei muito na trama é a participação do autor Marcos Martinz como um dos personagens, que é recrutado por ela para prestar um serviço para Rosinha.


   

     Narrado em primeira pessoa pelo próprio Marcos, a obra possui um enredo intenso, que prende o leitor na trama, aguçando sua curiosidade e o fazendo ficar preso na história, que a cada momento vai ficando mais instigante e sensacional, com uma fluidez incrível. Em momento algum se torna arrasada ou desinteressante. Tem uma cena que antes do autor confirmar, me fez sentir no mundo de “Alice no país das maravilhas”.


"Desculpe Rosinha, mas às vezes precisamos ouvir verdades... São elas que nos fazem crescer".


     A obra apresenta outros personagens no decorrer da história e nos traz não só uma história bem humorada e de entretenimento, mas nos passa uma mensagem de que nós sonos os responsáveis por criar nossos anjos e demônios, que tudo é fruto de nosso comportamento. Também nos mostra que a morte não é algo ruim, que nos tira as coisas e pessoas que amamos, mas sim nos livra de situações ruins que poderiam vir tardiamente, caso ela não recolhesse.
 


 
     Se deseja conhecer a Dona morte, que pode estar ao seu lado nesse momento lendo juntinho de você essa resenha, não fique sem ler “Até que a morte nos ampare” e fique conhecendo-a melhor, assim como a trajetória de Rosinha, o qual aprendeu muito depois de falecida. É uma leitura sensacional, rápida e que recomendo demais para todos.





Sobre o autor



Adolescente metido a diretor teatral, ator e agora pelo jeito á escritor. Ele é o esquisitão que fala com espíritos e todos acham normal, afinal, gente de teatro é maluca mesmo. Nasceu em Mogi Das Cruzes em 2001 (não que isso seja interessante) e desde então vem descobrindo sua alma artística faz isso enquanto escreve roteiros, livros e toma três cafés por vez. Sendo baixinho de alma grande, Marcos notou que era diferente dos outros jovens quando passou a optar por deixar de ir a baladas para escrever, estudar e atuar.

Atualmente mora em Praia Grande, no litoral de São Paulo, onde trabalha arduamente com sua companhia de teatro Bonecos Teatrais, mas espero que enquanto você estiver lendo essa biografia, ele esteja se mudando para Paris. Diariamente alimenta seus sonhos com muita pizza e delivery de hambúrguer.

      E sim, Marcos é o verdadeiro idoso no corpo de um jovem.
 

@Gustavo Barberá – 27/05/2020.

Menu

  




4 comentários:

  1. Nossa! Adorei! E gostei mais ainda por saber que o autor, além de jovem, mora numa cidade pertinho da minha!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Achei a premissa da história muito interessante e fiquei curiosa para saber mais sobre a Rosinha e também sobre essa participação do autor na história, que não é algo comum de se ver. Gostei quando você disse que a mensagem da história é que nos criamos nossos próprios anjos e demônios, concordo muito com isso, me deixou ainda mais curiosa para ler essa história.

    ResponderExcluir
  3. Confesso a você que fiquei mais interessante em conhecer o autor e sua realidade que o livro. É o tipo de personagem que me interessa. Múltiplo e aventureiro e que pelo visto que viver em Paris. Já me imaginei em um café a esperar por ele para um papo de meia hora. Ah, mas antes, com certeza eu iria ler o livro dele para falar a respeito de suas motivações. rs

    bacio e boa semana, que junho seja gentil e menos insano.

    ResponderExcluir
  4. Que titulo mais inusitado! Confesso que fiquei curiosa com o autor...Um "velho menino", ficarei na torcida para que ele consiga realizar seus sonhos e a dica do livro esta anotadíssima.
    Abraços

    ResponderExcluir