Resenha do livro "Boa caçada"







Título Original: Boa caçada
Autor: Silvio Oliveira
Ano: 2019
Editora: Scortecci
Páginas: 112
Onde comprar:
Livraria Asabeça

*Livro gentilmente cedido pelo escritor em parceria com a editora.


     Sempre li biografias, romances policiais e outras histórias de ficção. Ao conhecer o livro “Boa caçada”, me interessei pela obra e lendo sua sinopse, pensei que fosse uma mescla de realidade x ficção. Me enganei. Essa obra vai além das histórias policiais contadas por autores do gênero. O que temos aqui é a mais pura e crua realidade de um policial militar que está há mais de vinte anos na corporação.

     A obra é uma autobiografia do Segundo Sargento Silvio Oliveira, membro da Rota da polícia militar de São Paulo, desde da sua decisão de entrar para essa profissão, até o momento atual. É uma história que todos deveriam ler, pois após a conclusão da mesma, se terá uma visão completamente diferente desses homens que saem de suas casas todos os dias, sem a certeza de que voltarão vivos para suas famílias, em prol da nossa segurança e mesmo assim são hostilizados e rotulados por muitos na sociedade.




     Realmente é uma profissão para quem tem amor, dedicação, garra, disciplina e determinação, pois a forma rígida que são submetidos com treinamentos, horários e outras funções, chega a ser cruel, mas necessária para modular um profissional eficiente para combater a criminalidade nas ruas. Um soldado da Rota precisa ser aceito pela equipe e isso quem tem que demonstrar é o próprio candidato, caso contrário ficará de lado para sempre. E o que mais me surpreendeu é a quantidade de desistências que ocorrem toda vez que chega um grupo para serem treinados.


“O processo seletivo é tão rigoroso que possui um índice de até 75% de desistência”.
 


     Uma parte que sensibiliza é quando o autor relata das perdas de seus colegas de trabalho em acidentes durante o trabalho, deixando noivas, famílias e entes queridos inconsoláveis, interrompendo seus sonhos, planos e todo o esforço que teve para chegar onde chegaram. É realmente triste esse capítulo.



 
     As cenas que me deixaram mais agoniados foram as que o autor relatava as chamadas para combater a criminalidade, os momentos em que ele ficou cara a cara com a morte, são muito perturbadoras, não temos noção do que a corporação passa quando está em uma operação, é como se todos estivessem dançando em campo minado.
 

“Veio o segundo disparo. O tiro passou por cima da minha cabeça e atingiu o muro, jogando pedaços de reboco na minha nuca e ombros”.
  
 
     Portanto, se deseja saber como é a vida de um policial militar, desde o momento da inscrição até sua atuação nas ruas, não deixe de ler “Boa caçada”, pois é uma história de tirar o chapéu e de ter nossos amigos de farda como heróis e com tratamento de respeito, pois não são todos que agem de má fé, temos muitos que dão sua vida pela nossa e esses profissionais precisam ser reconhecidos por todos.




Sobre o autor
 

Nascido São Paulo, Silvo Oliveira cresceu com o pai, Sargento José Rodrigues, e o irmão Subtenente Sérgio Rodrigues, sendo membros patrulheiros das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (ROTA). Cursou Relações Internacionais na Universidade Anhembi Morumbi e também se formou Sargento na Escola Superior da PM de SP.




@Gustavo Barberá – 13/07/2020.


13 comentários:

  1. Sempre que converso sobre violência com alguém, é comum ver uma visão negativa sobre a Polícia. Aqui no RJ então ... mas sei que generalizar é ignorar muita gente, e não se colocar no lugar de quem trabalha literalmente pondo a vida em risco todo dia é um erro que não cometo mais. Dica anotada e parabéns pela resenha meu caro.

    ResponderExcluir
  2. O que precisamos nos atentar é que há policiais bons, apesar de haver um altíssimo número de policiais ruins. Mas se pararmos para analisar em todas as profissões são assim, existem bons e maus médicos, bons e maus políticos, enfim. Eu fiquei interessada nesse livro, e tenho uma amiga que sonha em ser policial que faria muito bem em lê-lo. Ótima dica! Beijo.

    www.livroapaixonado.com.br

    ResponderExcluir
  3. Uau, Gustavo! O livro deve mesmo ser de nós deixar aturdidos! Só pelos quotes, já me vi em tamanha sensação, como se estivesse visualizando as vivências do autor. Fato é que nosso país não dá o suporte necessário a esses homens para irem às ruas em nosso favor! Bela leitura! Ótima Resenha!

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem? Uau, não conhecia esse livro ainda, mas parece ser uma leitura bem bacana, principalmente para quem tem interesse nessa área. Adorei a dica!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  5. Oii!!

    Nossa que interessante o enredo do livro, que bom que foi uma boa surpresa. Eu não conhecia a obra, mas fiquei intrigada. Como o pessoal está dizendo, existem diversos profissionais bons que sofrem com a falta de valorização e segurança...
    Bom se colocar no lugar deles.

    Gostei da resenha.

    Beijinhos,
    Ani
    www.entrechocolatesemusicas.com.br

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia o livro e me chamou bastante atenção, com certeza deve ser um livro bem intenso, não sei mais lembrei do filme Tropa de Elite, onde mostra um parte da vida do Capitão Nascimento

    https://quemevcbrubs.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Faz tempo que não leio algum livro de não-ficção. Jamais li um com essa temática, seria interessante ver a vida de um policial pelo seu próprio olhar. Vou anotar a dica !

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bem? Para mim seria uma leitura interessante de realizar pois assim conseguiria ver a outra faceta de uma ação policial. Infelizmente onde vivo e que o já vivenciei me fez perceber que existe muitos policiais ruins e despreparados, porém sei que também exista sua parcela de bons profissionais. Seria a chance de tirar essa imagem ruim que tenho. Não conhecia o livro, mas fiquei curiosa. E ótima resenha!
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem? É uma surpresa quando imaginamos algo de um livro e ele é algo completamente diferente. Ao ler o título também imaginei que seria uma história policial ou algo do gênero. Interessante saber que são narrados fatos reais. Imagino o quanto deve ser difícil para um policial combater o crime, ainda mais nas cidades grandes. É necessário estar bem preparado e ter amor ao que faz. Um abraço, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  10. Nossa, que premissa interessante! Acho que eu nunca li nada relacionado e deve ter inúmeras lições e aprendizados ao longo da narrativa. Não deve ser fácil! Gostei de conhecer um pouco mais através do seu ponto de vista.

    ResponderExcluir
  11. Acho que deve ter sido uma leitura impactante porque é uma profissão fundamental em uma sociedade como a nossa, porém também deve ter suas partes bem desconfortáveis. Amei a dica.

    ResponderExcluir
  12. O livro foge bastante do que estou habituada a ler mas acho esse tipo de leitura essencial porque nos sensibiliza bastante sobre essa profissão, creio que eu ficaria emocionada quando citasse as perdas da profissão, é inevitável.

    ResponderExcluir
  13. Olá, tudo bom?
    Não conhecia esse livro, mas fiquei muito interessada após ler sua resenha. Eu venho de uma família onde as pessoas são majoritariamente policiais militares e é uma realidade que muitos não conhecem, infelizmente. Anotei a dica para ler futuramente e para presentear também. Ótima resenha!
    Beijos

    ResponderExcluir