Resenha do livro "Eu sou Yanka"








Título Original: Eu sou Yanka
Autor: Eliaquim Batista
Ano: 2019
Editora: Scortecci
Páginas: 116
Onde comprar: Livraria Asabeça

*Livro gentilmente cedido pelo escritor em parceria com a editora.

     Eu sou Yanka é uma obra de ficção que fará o leitor refletir demais com a lição de vida que ela nos passa através de uma história emocionante, surpreendente e instigante, com momentos que estão presentes em nossa vida real e que estragam o convívio entre as pessoas. E antes de iniciar a trama, ganhamos de presente do escritor um conto de sua autoria “Ele amava o avô”. Quem é emotivo prepare o lenço.

     A história se baseia na vida de Yanka Gutiel, residente em São Paulo, a qual perde sua mãe de uma forma trágica e hedionda. Após esse dia, seu pai com medo de que aconteça a mesma coisa com ela e seu irmão, os proíbem de sair de casa, dando-lhes educação e os demais confortos que eles precisam em sua casa.

     Prestes a completar dezoito anos, Yanka foge de casa para buscar respostas da morte de sua mãe após ficar sabendo de fatos que a deixou pensativa e a partir daí segredos muito bem guardados são descobertos e revelações surpreendentes começam a surgir.






     Só tenho uma coisa a falar desse livro: ele é incrível! Que história bem feita, que ideia brilhante o autor teve para construir uma trama em que de uma hora para outra dá uma reviravolta que chega até deixar o leitor sem fôlego de tamanha forma que ele fica preso na escrita. Aqui temos muito suspense e mistério dosado na medida certa para não deixar a obra desinteressante.


“Lembrei que já tinha ouvido aquela voz, mas de quem era aquela voz? Não conseguia me lembrar. Me esforçava, mas o medo tinha tomado tanto conta de mim que não conseguia se quer raciocinar”.


     Narrado em primeira pessoa, o livro possui um enredo com personagens inteligentes e até com mais maturidade do que eles aparentam ter pela idade que possuem. Há um turbilhão de sentimentos presente entre eles que os fazem serem persistentes e desejar esclarecer todas as pistas e informações mal contadas ou passadas de forma incompleta.



 

     Temas polêmicos como traição, mentiras, drogas, além de assuntos policiais estão presentes na história, mas o tema principal que bate forte na narrativa é a questão da família e dos princípios e valores que o ser humano possui na construção do seu caráter, fica claro que a mentira pode ficar escondida por muito tempo, mas um dia ela será descoberta.


“Eu não consegui mais segurar o choro, ela mostrava a faca algumas vezes para mim e para o Van, eu sentia como se já estivesse morrido e não podia falar absolutamente nada”.


     É uma trama que te deixará emocionado, curioso, nervoso, aflito e colérico em determinados momentos, mas ao terminar a leitura, aquela vontade de querer mais, de desejar ter uma continuação, será grande, pois tamanha será seu envolvimento pelos personagens.
 

     Portanto, eu recomento demais a leitura de “Eu sou Yanka”, dificilmente você não irá se apaixonar por essa garota e toda sua turma que lhe desencadeará um turbilhão de emoções e fará com que você embarque junto a eles para uma história repleta de aventura, onde a justiça sempre fala mais alto.






Sobre o autor


Eliaquim Batista Mendes nasceu em 1992, é paulistano e apaixonado por sua cidade. Decidiu cursar Letras por amar um bom livro desde a infância, por ser muito incentivado pela mãe. Católico, Eliaquim é leigo ativo na Paróquia Nossa Senhora do Bom Conselho – Diocese de Campo Limpo e faz parte do Setor Diocesano de Comunicação (Audiovisual). Em 2018 criou seu site pessoal, o Blog Vida de Escritor, onde posta contos e crônicas, além de resenhas e críticas literárias e outros assuntos dos livros e da cultura. 
Eu sou Yanka é o livro de estreia do rapaz, que, além da literatura, é apaixonado por fotografia e ilusionismo e é muito envolvido com trabalhos sociais em sua região. Recentemente, participou da comissão organizadora do Prêmio Literário Livraria Asabeça & Bignardi Papéis.


@Gustavo Barberá – 17/02/2020.

Menu

Um comentário: