Resenha do livro "John Aron e o enigma dos sonhos"

 


 

 

Título Original: John Aron e o enigma dos sonhos
Autor: Gleiber Clodomiro
Ano: 2019
Editora: Plus / Coerência
Páginas: 206
Onde comprar:
Amazon, Coerência

 

* Obra gentilmente cedida pelo autor.

 

     Sempre que se fala em livros de fantasia, fico entusiasmado em ler e comentar com todos. Com “John Aron e o enigma dos sonhos” não foi diferente. Uma história envolvente e repleta de surpresas que irá prender o leitor do início ao fim com os acontecimentos que aparecem sucessivamente de uma forma incrível.

 

     A obra conta a história de uma família, que se decide mudar de cidade por motivo de trabalho do pai e durante a viagem, sofre um acidente que deixa Lucas e Erick órfãos. A partir daí eles irão começar a se aventurar em uma nova vida em outro mundo, repleto de seres mágicos, animais, gnomos e dragões.

 

 

     Um dos pontos principais dessa obra é a eterna rivalidade do bem x mal, que são representados de forma clara e às vezes, até cruel. Gostei como o autor aborda os fatos que realmente acontecem em nossas vidas, ele foi bem realista em tratar de assuntos como valor e princípios do ser humano e como o mesmo se comporta perante essas características.

 

     É uma história que pode ser lida por qualquer faixa etária, pois além de ser uma trama repleta de aventuras e com muita ação, faz o leitor refletir, nos ensinando a sermos humanos, como, por exemplo, tratar bem o próximo. Há uma passagem em que um dos personagens é vítima de bullying, por causa de suas características físicas, o que desperta um sentimento de compaixão pelo mesmo; é de se pensar sobre esse tipo de comportamento.

 

“À medida que saímos da ignorância e evoluímos por meio do conhecimento, caminhamos em direção ao bem, pois, conhecendo a verdade, nos libertamos”.

 

     Seres místicos é o que não faltam nesse livro. Em John Aron estamos muito bem servidos de seres medievais, gnomos, dragões e seres metamorfos (capacidade de se transformar em animais), o qual garante muitas emoções. 

 

     Narrada em terceira pessoa, o autor foi bem objetivo na criação do enredo, onde em momento algum a história se torna arrastada ou sem ação, com uma linguagem tranquila e sem palavras difíceis. A obra é lida de forma fluída e constante, onde a mesma aguça muito a curiosidade do leitor conforme os acontecimentos vão surgindo. E com um final emocionante e de tirar o fôlego, jamais imaginei que o epílogo fosse me deixar extasiado e com aquele desejo de continuação. 

 

      

     Portanto, se ainda não leu “John Aron e o enigma dos sonhos”, não fique de fora e garanta seu exemplar para ficar sabendo de tudo na íntegra. Você não imagina o que esse livro te reserva. Aliás, falei tanto da obra e não disse nada sobre quem é John Aron. Pois é, caro leitor, seria uma bomba se revelasse sua identidade. Se deseja saber quem é, só lendo a obra e se surpreendendo.

 

 

 

Sobre o autor

 

Gleiber Clodomiro é estudante de Letras em Congonhas, MG. Escritor jovem, publicou o conto O conto do dragão - A criança predestinada no primeiro concurso literário do qual participou. Depois, optou por se dedicar aos romances, dando preferência à sua paixão: a literatura fantástica. 

 

Por meio de seus textos, busca abordar seus próprios questionamentos a respeito da humanidade em um universo fantasioso. John Aron e o enigma dos sonhos é seu romance de estreia, e o escritor já se dedica à escrita dos próximos volumes da saga.

 

 

 

 

@Gustavo Barberá – 02/12/2020.

 

Menu

 

10 comentários:

  1. Que resenha incrível Gustavo! Sem palavras para expressar minha felicidade e gratidão. Simplesmente amei!

    ResponderExcluir
  2. Oioi! Não sou muito fã de fantasia (gostaria de ler mais, inclusive), mas tenho certeza de que meu namorado vai amar esse livro. Vou ver se consigo dar de presente pra ele e prestigiar a literatura nacional. Parece ser mesmo uma aventura incrível e nada entediante. Abs!

    ResponderExcluir
  3. Eu amo fantasia e estou descobrindo alguns títulos maravilhosos em terras tupiniquins. Amei essa indicação e já quero ler! =)
    Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir
  4. Eu adorei a proposta bem versus mal, ela é padrão para o gênero de fantasia destinado a um público mais jovem, muito embora também possa ser arredado por outras faixas etárias, como você disse!

    ResponderExcluir
  5. Aaah deve ser uma leitura leve e primorosa. Fantasia não é um gênero que eu costuma ler tanto, embora goste. Achei pertinente a temática de bullying apresentada no enredo.
    Parabéns pela resenha e sucesso ao escritor. 😘🌻

    ResponderExcluir
  6. Que resenha, meu caro! Me encantei pelas suas descrições, e consequentemente pela história. Já quero pra ontem conhecer tudo que se passa em John Aron, e descobrir sua identidade. A literatura fantástica, é realmente FANTÁSTICA. Eu amo!!

    ResponderExcluir
  7. Uau, Gustavo! Hoje mesmo estava lendo uma resenha desse livro no instagram da Kelly Midori, e achei a proposta fantástica! Gosto dos livros da Plus! Eu super o leria! Aqui, me encantei com as suas descritivas, além do fato de gostar bastante de histórias com seres místicos!

    ResponderExcluir
  8. Eu também já fico super entusiasmada quando se fala em histórias de fantasia! Ótimo que você gostou dessa! Muito interessante tudo o que você pontuou sobre. Gostei de saber que é uma história envolvente e repleta de surpresas que prender o leitor desde o início com os acontecimentos!

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem? Livros do gênero sempre despertam nossa curiosidade não é mesmo? Faz um tempinho que não leio fantasia mas achei incrível o enredo desse principalmente pelas criaturas mágicas. Curiosa para conhecer os duendes. Um abraço, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  10. Olá, não conhecia esse selo da Coerência, li poucas coisas da editora e acho que preciso explorar mais seu catálogo. O livro em questão já me chamou atenção pela capa. Confesso que a rivalidade bem e mal muito me interessa, gosto principalmente quando a escrita é fluida e nem percebo o livro acabou

    ResponderExcluir