Resenha do livro "O assassino dos números"

 




Título Original: O assassino dos números
Autor: Marcio Neri
Ano: 2019
Editora: Chiado
Páginas: 310
Onde comprar:
Amazon

 

* Obra gentilmente cedida pelo autor

 

     Gosto de histórias que possuem jogo de gato e rato. Isso me deixa ligado o tempo todo na narrativa e me desculpe, mas me divirto com o terrorismo instalado na vida do personagem. É o que acontece nessa obra do autor Marcio Neri, onde um psicopata de elite, se assim posso caracterizá-lo, irá desestruturar uma cidade inteira.

 

     O livro conta a história de um serial killer que começa a matar em uma pequena cidade, próxima a São Paulo e deixa como sua assinatura uma sequência numérica para que a polícia desvende. E seu alvo principal, olha só que irônico, é um professor de cálculo do departamento de matemática da universidade dessa cidade.

 

 

     Essa obra é das minhas. O autor já inicia a história com tudo, sem enrolação, ele é bem objetivo e isso me agradou demais, pois livros com enrolação são terríveis para mim, aqui até as descrições que o autor faz dos personagens, cenários e cenas são sucintos e isso faz com que tenha história para ser contada e que aguça a curiosidade, desejando saber o desenrolar dessa investigação que está levando a polícia à insanidade.

 

     Narrada em terceira pessoa e também em primeira pessoa pelo professor, alvo do assassino, o autor construiu um enredo inteligente, enigmático e com muito suspense, onde prende a atenção do leitor, deixando praticamente impossível largar o livro, de tão instigante que é a história. As torturas psicológicas que o assassino faz com o protagonista, mexeu até comigo, confesso.

 

“Pude perceber alguns olhares estranhos, como se quisessem me ver em uma cadeira elétrica ou num pelotão de fuzilamento, caminhei até a sala do delegado”.

 

     Eu associei alguns momentos com o filme “Jogos mortais”, mas não posso comentar mais, pois seria spoiler e prepare-se quando chegar no final da trama, precisa-se de nervos de aço para suportar o desfecho de tudo, pois ao descobrir a identidade do assassino dos números, fiquei literalmente sem chão.

 

 

     Enfim, o que digo aos amantes de um bom romance policial, é que leiam essa obra, vocês não imaginam o que estão perdendo é uma trama que tem o intuito de vingança e não psicopatia, algo que pensa que seja leve, mas é muito mais do que se imagina. É uma história sensacional, digna de virar uma série de TV.

 

 

 

Sobre o autor

 

Nascido no ano de 1989 em Jequié (interior da Bahia), Marcio Neri fez sua estreia no mercado editorial com o romance policial "O Assassino dos Números". 

 

Vencedor de prêmios literários no estado, se insere no cenário do suspense e do terror. Além de escritor, é Mestre em Ciências Biológicas e divide seu amor pela natureza com a literatura.  

 

 

 

 

 

 

@Gustavo Barberá – 25/01/2021

 

Menu

 

16 comentários:

  1. Olá
    Ainda não tinha lido nada a respeito desse livro, mas fiquei bem curiosa sobre a premissa, em especial por se tratar de literatura nacional. Sou apaixonada por histórias policiais e sua resenha me deixou bem intrigada. Nossa, o que é essa comparação com jogos mortais? Já quero saber mais, adicionei n lista de desejados.
    Beijos, Fê
    http://modoliterario.blogspot.com/?m=1

    ResponderExcluir
  2. Eu adoro o título e o enredo.. e com essa pegada de jogos mortais, então... já foi para a lista de leituras futuras.

    ResponderExcluir
  3. Amo histórias assim, diretas e sem enrolação, e nossa, que trama incrível! Não conhecia o trabalho do autor, mas a editora Chiado tem publicado muitos livros interessantes, não é mesmo? Agora já quero ler esse <3

    ResponderExcluir
  4. Eu curto enredos que tenham como linha condutora a vingança e já fiquei master curiosa com o livro.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Fiquei extremamente curiosa com a trama deste livro, parece ser tão bem elaborada e com várias nuances que levam a uma finalização satisfatoria! Adorei a dica!

    ResponderExcluir
  6. Oi Gu, tudo bem ?
    Tramas policial não são livro que costumo ler. Mas achei tão bem escrito, que confesso que me deixa curiosa.
    É bom algo que não fica enrolando e já diz logo a que veio, quando enrola demais, me faz perder o interesse, achei bem interessante o paralelo que criou com Jogos Mortais.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Nossa, não conhecia mas já adorei tudo. Muito minha cara! Tbm adoro o jogo de gato e rato feito de forma inteligente. E ainda citou o ícone "Jogos Mortais"!!!!

    ResponderExcluir
  8. Gostei muito da sua resenha e gostei mais ainda por ser literatura nacional , o livro parece ser muito bem escrito e não tem coisa melhor do que livros que nos prendem do começo ao fim , fazendo com que queiramos desvendar o mistério junto com a policia!

    ResponderExcluir
  9. é bem meu estilo de leitura, eu adoro obras com tematica de assassino em serie, adoro ambientações e livros nacionais pois sinto que estou lendo mais próximo, e me seduz saber que não tem enrolação porque me frustro muito nos livros por isso, inicio lento e enrolado.

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bem? Eita que mistura fascinante. Romance policial com números parece ser algo bem curioso. Não conhecia, mas depois de todos os elogios rasgados, e o fato de ser nacional, me faz adicioná-lo nas listas de desejados. Dica super anotada!
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Meio parente meu esse autor. hehehehe Eu já ADOREI a história desse livro. Suas leituras batem bastante com o tipo de leitura que eu gosto. E caramba... Já quero pra ontem essa obra. Eu adoro ficar instigada a continuar nas páginas, e principalmente tomar um tombo daqueles com o plot final. Meu tipo de livro.
    Ah, eu conheço um autor de Jequié também. Que legal! Gostei de saber essa informação sobre o autor.
    Grande abraço

    ResponderExcluir
  12. eita, pensando aqui no que poderia encontrar nessa leitura. tbm curto que leituras do gênero sejam sem rodeios, num ritmo mais alucinante. eu fico vidrada em leituras assim.
    fiquei curiosa com a tua menção a Jogos mortais hehehe
    tschuss

    ResponderExcluir
  13. Olá, tudo bem?
    Eu não conhecia esse livro, mas parece ser daqueles perfeitos para quem gosta de uma leitura com muito suspense e tensão. A trama parece ser muito dinâmica e daquelas que prendem o leitor do começo ao fim. Não é um estilo de leitura que funciona muito comigo, porque quase não leio suspense e prefiro tramas mais leves. Mas, para quem curte o gênero, deve ser um livro incrível.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  14. Eu acho bem eletrizante histórias que possuem o famoso jogo de gato e rato. E assim como você, costumo ficar bem atenta e entretida durante a leitura. E, realmente, pelo que pude ler aqui, também concordo que o autor construiu um enredo inteligente.
    Curti contar com narração em terceira pessoa e também a do alvo do assassino em em primeira pessoa! Que máximo de acompanhar as perspectivas.

    ResponderExcluir
  15. Menino, só de ler sua resenha, já fui lá na Amazon e comprei o e-book (o livro físico não estava disponível). Adorei a premissa, o desenvolvimento que vc mostrou, seu parecer. Acredito que vai ser um livro que vou gostar.
    Bjs
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  16. Oi Gustavo, tudo bem?
    A premissa desse livro é muito boa e eu sou uma apaixonada por thrillers, então imagina como estou para ler esse livro: com fogo nas veias! Achei muito interessante não ser somente suspense, mas uma história de vingança, seja como for que isso vá acontecer.
    Um beijo de fogo e gelo da Lady Trotsky...
    http://wwww.osvampirosportenhos.com.br

    ResponderExcluir