Resenha do livro "O mundo é um moinho - contos de cavaquinho"

 


 

 

 

 

Título Original: O mundo é um moinho – contos de cavaquinho
Autor: Túlio Augusto Lobo
Ano: 2020
Editora: Kelps
Páginas: 84
Onde comprar:
Amazon

 

* Obra gentilmente cedida pelo autor.

 

     O mundo é um moinho é uma coletânea de contos inspirados em compositores do nosso samba brasileiro. Aqui você encontrará textos baseados em músicas de Bezerra da Silva, Cartola, Clara Nunes, Adoniram Barbosa, Zeca Pagodinho, entre outros. Com certeza serão momentos de muita descontração em companhia dessa obra.

 

     Ri demais com certos contos que li, são textos divertidos demais, mas também há outros que criticam nossa sociedade com as injustiças e mazelas feitas pelos nossos governantes, marca registrada do autor que em suas obras nos mostram as falcatruas de nosso sistema, mas fiquem tranquilos que aqui não se fala de partidos políticos ou afins, ele apenas cita em alguns capítulos o que estamos passando no decorrer dos anos, como vítimas desse sistema injusto.

 

 

     Achei incrível do autor colocar como título de seus contos o nome original da letra da música em que o inspirou a escrever a história em questão. Ficou bem a identidade do enredo que se está lendo. Além dele usar uma linguagem de simples entendimento e deixar sua coletânea apropriada para que seja lida por qualquer idade.

 

     Ao terminar a leitura, o livro nos traz uma playlist das músicas que serviram de inspiração com seus respectivos compositores e uma breve biografia de cada um desses artistas, o que fecha essa coletânea com chave de ouro e com muito requinte.

 


 

     O projeto gráfico dessa coletânea está fantástico. Temos ilustrações no final de cada conto, o material que é confeccionado a obra é de qualidade, além das fontes serem grandes, o que ajuda quem sofre com fontes pequenas como eu, tanto que li em uma única vez, pois além desse conforto visual, seus contos são tão interessantes e curiosos, que não dá vontade de parar a leitora, fui no embalo e quando vi, já tinha terminado. São contos curtos, o que não causa cansaço.

 

     Portanto, não deixem de conferir “O mundo é um moinho – contos de cavaquinho”, pois você irá passar ótimos momentos em companhia de histórias que irão te descontrair e te fazer relaxar, além de conhecer a escrita de Túlio Augusto Lobo e te garanto que ao término, irá desejar conhecer suas outras obras, de tão fluída que é a forma como ele cria seus textos. As ilustrações são de Fabiana Sotini.

 

 

 

 

Sobre o autor

 

 

Túlio Augusto Lobo nasceu em Goiânia, em 1987. Formou-se em História, sendo o primeiro de toda a família a ter formação superior e trabalha como professor da rede pública, desde 2014. Sempre gostou de observar a sociedade, as pessoas, suas ações e reações no convívio social. Para ele, olhar o mensageiro e a mensagem, sempre foi um tipo de passatempo.

 

Seus escritos são seu olhar sobre o mundo e sobre a si mesmo. Não escreve para agradar, mas apenas sem medo de expor certo nível de rejeição pelo modo como as coisas normalmente são no mundo e porque, além de uma crítica social, escrever também é um exercício de autocrítica. 

 

 

@Gustavo Barberá – 25/03/2021.

 

Menu

 

6 comentários:

  1. Poxa, que proposta interessante. Curti muito, e olha que não sou sambista, mas fiquei curiosa pela crítica social que ele traz nos contos, de maneira bem humorada e pelo jeito, leve.
    Mais um professor de História que você indica por aqui com o trabalho de escritor. 🤗
    Amo as sugestões. Hehehe
    Tschüss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma leitura muito gostosa de se realizar, você irá gostar demais. Pois é, nossos historiadores estão arrasando!!! =)

      Excluir
  2. Amei a ideia do livro, é realmente muito interessante! Achei super criativo, imagino como os contos devem ter ficado uma delícia de se ler, nossa música é tão inspiradora, certamente a leitura está imperdível!

    ResponderExcluir
  3. Eu certamente adorei conhecer mais esse trabalho impecável e inédito do Túlio! Acho a proposta da coletânea "O mundo é um moinho" super original e genial, gostei bastante dos contos inspirados em compositores do nosso samba brasileiro. Admiro muito essa riqueza cultural e musical que o autor soube apresentar e representar tão bem nesses textos. Ótimo conferir as suas colocações sobre também! Arrasou.

    ResponderExcluir
  4. que interessante a proposta da obra, já li algo nessa vibe de homenagem mas no caso ao rock, especificamente musicas de renato russo e achei bem bacana porque revivi um pouco da sensação que temos com a música.

    ResponderExcluir
  5. Nossa, um livro bem diferente né, deve ser ótimo ler contos inspirados em contos. Dica anotada.

    ResponderExcluir