Resenha do livro "À sombra da Lua"

 




Título Original: À sombra da Lua
Autor: Marcos DeBrito
Ano: 2013
Editora: Rocco
Páginas: 286
Onde comprar:
Amazon

 

Quando era criança, minha avó me contava muitos casos bizarros e aterrorizantes sobre seres da noite que saíam para atacar as pessoas, independentes se eram parentes ou não. E lendo “À sombra da lua”, Marcos DeBrito me fez resgatar essas memórias, pois aqui tem uma história semelhante ao que ouvia na minha meninice.

 

     A obra nos conta sobre uma pequena vila que era aterrorizado por uma criatura todas as noites de lua cheia e isso criou um pânico geral na população e medidas começaram a ser adotadas para tentar descobrir qual era esse ser diabólico e como se livrar dele.

 

 

     Essa história se passa no início do século XX, onde as pessoas ainda eram simples e não havia nenhuma tecnologia presente. Isso deixa a obra mais sombria e com um ar mais sinistro, pois durante a leitura criava a cena em minha memória de como seria tal situação.

 

     É uma história regada a muita carnificina, banhos de sangue e sobrenatural, o que me fez ficar ligado o tempo todo na mesma, o autor mais uma vez conseguiu me prender na sua escrita contendo elementos do horror que deixa qualquer um atormentado e sem dormir direito à noite, pois a maior parte dele (e as piores) se passam nesse período.

 

“Na pequena varanda, ao lado de fora da vidraça, apareceu a besta, como se trazida pelo sopro do inferno”.

 

     Narrada em terceira pessoa, a obra possui um enredo bem construído, deixando o leitor atormentado, mas aguçando cada vez mais a curiosidade. Aqui pode-se citar muito bem aquele ditado “Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come”. São momentos de muita aflição e de pelo incrível que pareça até de dar uns pulos do sofá, pois a leitura nos deixam tão concentrados, que em alguns momentos, parece que esse ser bizarro está com a cabeça apoiado em nosso ombro lendo junto conosco.

 

     Sem dúvidas essa é uma das obras que mais me deixou perturbado do autor, ela está simplesmente sensacional, DeBrito realmente merece o título de mestre do terror, pois não tem como não ficar assustado com sua escrita. E o final dessa história vai te deixar doido, pois fica aquela sensação de continuação. Quero saber de tudo, Marcos, por favor!!!

 

 

     Se você é fã de histórias de terror, não deixe de ler “À sombra da Lua” e se atormente com as cenas mais estarrecedoras que lá possui, esse livro é um prato cheio para quem deseja passar medo. Eu recomendo demais.

 

 

 

Sobre o autor

 

Marcos DeBrito é cineasta, escritor e professor de direção e roteiro. Nascido em Florianópolis, é graduado em cinema pela Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP) e especializado em escrita criativa. Teve aulas com Robert McKee em seu célebre seminário Story, a partir do qual criou sua própria oficina de direção e roteiro audiovisual, realizada em diversos locais pelo Brasil, e também o curso Fundamentos de roteiro e narrativa, que ministra na LabPub.

 

Escreveu, dirigiu e produziu curtas e longas-metragens de suspense e terror, pelos quais foi premiado diversas vezes dentro e fora do país; ganhou dois Kikitos no prestigiado Festival de Gramado, em 2001 e 2007. Consolidado na literatura nacional, teve um de seus romances, “A sombra da lua”, indicado ao Prêmio Jabuti de literatura em 2013, e constantemente participa de painéis, eventos e mesas sobre temáticas envolvendo os gêneros terror e suspense. Vive em São Paulo com sua esposa e filhos. Apocalipse segundo Fausto é sua décima obra publicada.

 

Link das redes sociais do escritor:

 

Facebook

Instagram

Twitter

 

@Gustavo Barberá – 18/11/2020

 

Menu

 

0 comentários:

Postar um comentário