Resenha do livro "Werewolf na vila dos lobos"

 





Título Original: Werewolf: na vila dos lobos
Autor: Jefferson José
Ano: 2020
Editora: Lura Editorial
Páginas: 76
Onde comprar:
Amazon

 

Sempre tive admiração pelos Lycans e suas histórias. Popularmente conhecido por lobisomens, eles passam uma sensação de força e determinação surreal. E ao olhar a capa desse livro, o mesmo me atraiu demais e me fez deduzir que seria uma história e tanto. Acertei na mosca, pois “Werewolf: na vila dos lobos” é uma obra que irá te fazer vibrar com a história.

 

     O livro nos leva a pequena cidade de Nova Resende, onde mortes misteriosas começam a acontecer e a polícia local começa a investigar. Ao mesmo tempo se inicia as filmagens de um longa e um dos detetives se infiltra nessa produção e a partir daí fatos sangrentos se iniciam.

 

 

     É o estilo de história que me fascina: muito sangue e carnificina para todo lado. Vibrava com cada cena que envolvia esses seres diabólicos que agradeço imensamente por serem apenas ficção, pois se existissem, estaríamos perdidos.

 

     Essa obra tem tudo que me agrada imensamente, além da história já dita, possui capítulos curtos e uma leitura de aguçar a curiosidade cada vez mais. É impossível ficar lendo aos poucos, não consegui, liquidei essa magnífica obra em dois dias, pois iniciei sua leitura tarde da noite e o sono me venceu. Se tivesse iniciado pela manhã, com certeza a leria em um único dia.

 

“Foi uma experiência terrível, passei a noite sentado no sofá com a arma na mão porque via aquela silhueta em tudo que olhava”!

 

     Narrada em primeira pessoa pelo detetive, a obra possui um enredo intenso, fluído e surpreendente, pois muitas cenas bizarras e aterrorizantes me pegaram de surpresa, me deixando colado na mesma, o autor soube perfeitamente criar um clima tenso, mas curioso ao mesmo tempo. Sem palavras para expressar o quanto curti.

 

     E com um final surpreendente, a trama se encerra em alto estilo, digno de aplausos, pois jamais li uma história desse tipo com alto estilo e qualidade. A arte gráfica desse livro está incrível e ao término da leitura o livro traz o epílogo do filme “Truck in Texas”, com o conto “Homens mortos não fazem covas”.

 

 

     Portanto fãs de terror, não deixem de ler essa obra sensacional, pois garanto que irão delirar tão quanto eu, pois é uma obra curta, mas o suficiente para lhe trazer todo o impressionismo, retalhamento e sangue que uma história assim merece ter. Recomendo demais.

 

@Gustavo Barberá – 18/03/2021.

 

Menu

 

0 comentários:

Postar um comentário